Please use this identifier to cite or link to this item: https://app.uff.br/riuff/handle/1/6046
Title: Trocas de sal entre a laguna de Araruama e o mar, utilizando um modelo hidrodinâmico (SiSBaHiA)
Authors: Carvalho, Ângelo Cezar Borges de.
metadata.dc.contributor.advisor: Wasserman, Julio César Faria de Alvim
metadata.dc.contributor.advisorco: Rosman, Paulo Cesar Collonna
metadata.dc.contributor.members: Vinzon, Susana Beatriz
Santos, Elisamara Sabadini
Issue Date: 2018
Abstract: A Lagoa de Araruama é um sistema hipersalino perene decorrente de sua restrita troca de massas com o área costeira adjacente e balanço hídrico negativo (input fluvial e pluvial menor que output por evaporação), seu tempo de residência é relativamente longo cerca de 84 dias, o que pode levar a uma suscetibilidade a um processo de deterioração da qualidade da água, mesmo decorrente de uma baixa carga poluidora. Por sua característica sufocada seu equilíbrio é precário, onde alterações do clima, mudanças hidrológicas, dragagens e influências antropogênicas podem causar mudanças em suas características físicas, químicas e biológicas. Nos últimos 45 anos a região da bacia hidrográfica obteve um crescimento populacional na ordem de 421%, esse salto populacional não foi acompanhado das devidas obras de esgotamento sanitário. Desta forma, as águas servidas da população foram destinadas para lagoa sem qualquer tratamento, provocando o decréscimo dos níveis de salinidade da lagoa, episódios de eutrofização e mortandade de peixes. Levando em conta que a hipersalinidade pode corroborar para manutenção da qualidade da água de um sistema lacustre, o objetivo desse trabalho consistiu em analisar o comportamento hipersalino da lagoa de Araruama frente a interferências naturais e antrópicas utilizando modelagem hidrodinâmica e de transporte de sal. Os resultados mostraram que a distribuição horizontal da salinidade está fortemente influenciada pelo clima, onde em período de chuvas intensas houveram áreas da lagoa com salinidade >10. Em cenário sobre condições semiáridas típicas, a salinidade manteve-se constante ou apresentou aumento. Três cenários de dragagem do Canal de Itajuru foram testados (2,5; 3 e 4 m), cujos resultados apresentaram desde perda a ganho de salinidade. Aprofundando o canal em 4,0m, altera-se o padrão salino do sistema, sugerindo haver uma mudança no sentindo do balanço de sal da lagoa. Abertura de um segundo canal de barra implica em completo desequilíbrio da distribuição de sal do ecossistema laguna, tanto em cenário de verão como inverno, tamanha intervenção provocaria uma diluição permanente da salinidade da Lagoa de Araruama.
metadata.dc.description.abstractother: The Araruama Lagoon is a persistent hypersaline system due to its restriction of mass exchange with adjacent coastal area and negative water balance (river inlet and rainfall smaller than evaporation production), the flushing half-life of 84 days, which can lead to a deterioration process of water quality, even though this is due to a low pollution load. Due to its characteristic choked, the balance is precarious, wich climate and hydrological changes, dredging and anthropogenic influences can cause changes in its physical, chemical and biological characteristics. In the last forty-five years the watershed region has achieved a population growth of 421%, this population increase was not accompanied by the necessary sanitary sewage works. Thus, the water served for the population was designed for the lagoon without any treatment, resulting in lower levels of salinity in the area (achei melhor algum outro termo pq ficou repetitivo), episodes of eutrophication and fish mortality. Taking into account that hypersalinity can corroborate for the maintenance of water quality of a lacustrine system, the goal of this work consisted in analyzing the hypersaline behavior of the Araruama lagoon face to natural and anthropic interferences using hydrodynamic modeling and salt transport. The results showed that the horizontal distribution of the salinity is strongly influenced by the climate, wich during the period of intense rains, there were areas of the lagoon with salinity > 10. In a scenario on typical semi-arid conditions, salinity remained constant or increased. Three dredging scenarios of the Itajuru Canal were tested (2.5, 3 and 4 m), whose results presented from loss to gain of salinity. Deepening the channel by 4.0m, the salt pattern of the system, suggesting that there is a change not sent to the salt balance of the pond. Opening of a second entrance channel implies a complete unbalance of the salt distribution at the lagoon ecosystem, in the summer as well as the winter scenario, such intervention would cause a permanent dilution at the salinity of the Araruama Lagoon
URI: https://app.uff.br/riuff/handle/1/6046
Appears in Collections:PPG-GEO - Teses e Dissertações

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Carvalho, A. C. B. 2018.pdf7.44 MBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons