Please use this identifier to cite or link to this item: https://app.uff.br/riuff/handle/1/6136
Title: Subsídios à gestão sustentável dos recursos hídricos no âmbito municipal: o caso de Angra dos Reis, RJ
Authors: Francisco, Cristiane Nunes
metadata.dc.contributor.advisor: Carvalho, Cacilda Nascimento de
metadata.dc.contributor.members: Knoppers, Bastiaan Adriaan
Turcq, Patrícia Moreira Florio
Fernandes, Nelson Ferreira
Freitas, Marco Aurélio Vasconcelos
Issue Date: 2004
Abstract: O objetivo deste trabalho foi elaborar análises prospectivas sobre recursos hídricos, no âmbito municipal, baseadas em três vertentes: o balanço entre a situação de disponibilidade e demanda hídricas, a dinâmica demográfica e o arcabouço legal pertinente. Pretendeu-se, com isto, gerar informações técnicas sobre os recursos hídricos em pequenas bacias hidrográficas, que auxiliem na tomada de decisões e na adequação às mudanças advindas da implementação da Política Nacional de Recursos Hídricos, entre elas a elaboração dos Planos de Recursos Hídricos. Angra dos Reis, como estudo de caso, justifica-se por ser representativo de outros municípios de médio porte, com dominante vocação turística, localizados na área litorânea entre o sul do estado do Rio de Janeiro e Santa Catarina, servidos por pequenas bacias hidrográficas. O trabalho foi dividido em três etapas: avaliação da disponibilidade hídrica; avaliação da demanda hídrica; e análise da capacidade de suporte das regiões hidrográficas. Sistema de Informações Geográficas (SIG) foi utilizado em todas etapas. Os resultados colocam Angra dos Reis em uma posição confortável em termos de disponibilidade de recursos hídricos. Menos de 10% da disponibilidade, correspondendo a 50% da Q7,10, é consumida pela população, residente e de turistas, e pelos principais empreendimentos econômicos. A avaliação por regiões hidrográficas, porém, permitiu identificar a desigual distribuição espacial de população e das águas superficiais: as bacias formadas por rios federais concentram cerca de 60% da disponibilidade e 15% da demanda atual, enquanto 50% da população são abastecidas por bacias com menos de 5% da disponibilidade. A avaliação da capacidade de suporte das regiões hidrográficas demonstrou que as regiões Mambucaba, Ariró e Bracuí podem desempenhar a função de exportadoras hídricas, enquanto as outras são auto-suficientes ou importadoras. As regiões Centro e Japuíba já encontram-se em situação crítica. Dos parâmetros analisados, o mais restrito é a qualidade hídrica, apresentando um indicador de suporte sete vezes menor do que o da disponibilidade hídrica. O cruzamento entre os indicadores de suporte e as tendências demográficas demonstrou que, considerando a manutenção da taxa de crescimento demográfico atual, o indicador de qualidade hídrica seria superado em 2010. Considerando taxa de crescimento acima de 5% a.a., próximo a 2020, o indicador de ocupação urbana seria superado. Em nenhum dos cenários de crescimento analisados, o indicador de disponibilidade hídrica foi superado.
metadata.dc.description.abstractother: The objective of this work was to analyse water resources projections, at the municipal level, based in three aspects: the balance between water availability and demand, demographic dynamics and legislation. It was intended to generate technical information on water resources in small watersheds to assist the decision makers to implement the changes that occurred with the National Water Resources Policy, among them the design of the Water Resource Plans. The selection of Angra dos Reis choice for a case study is justified by the intention to turn this work representative of other medium size municipalities, located in the coast zone, between the south of the Rio de Janeiro and Santa Catarina states, with dominant tourist vocation, crossed by small watersheds, with short and steep watercourses and torrential flows. The work was divided in three parts: (1) water availability evaluation; (2) water demand evaluation; and (3) analysis of the hydrographic regions sustaintability. The Geographical Information Systems (GIS) were used at all parts. The results place Angra dos Reis in a good situation in terms of water resources availability. Less than 10% of the water availability, which corresponds to 50% of the Q7,10, is consumed by the resident and tourist population, and by the main economic activities. The evaluation by hydrographic regions, however, identified an unequal distribution of population and water resources: the basins formed by federal rivers concentrate about 60% of availability and 15% of the current demand, while 50% of the population is supplied by basins with less than 5% of the availability, . The evaluation of the hydrographic regions sustaintability showed that the Mambucaba, Ariró and Bracuí regions can play the role of water exporters, while the others are self-sufficient or water importers. The Centro and Japuíba regions already are in a critical situation. Among the sustaintability parameters analyzed, water quality is the most critical. This indicator is seven times smaller than water availability. The comparison between sustaintability indicators and the demographic trends demonstrated that the water quality indicator would be exceed in 2010, if the current population growth rate are maintained. Considering an increasing of annual population growth rate, above 5%, the available areas to the urban occupation will be exceed in 2020. In the analyzed growth scenarios, the water availability indicator is not exceeded.
URI: https://app.uff.br/riuff/handle/1/6136
Appears in Collections:PPG-GEO - Teses e Dissertações

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Tese CNF.pdf5.6 MBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons