Please use this identifier to cite or link to this item: https://app.uff.br/riuff/handle/1/6227
Title: Estudo das infecções por papilomavírus humanos nos sítios anogenital e oral em casais: aspectos epidemiológicos e virológicos
Authors: Santos, Daniele Lisboa Ceperuelo
metadata.dc.contributor.advisor: Cavalcanti, Silvia Maria Baeta
metadata.dc.contributor.advisorco: Nery, José Augusto da Costa
metadata.dc.contributor.members: Vitral, Cláudia Lamarca
Silva, Raquel da Hora Barbosa e
Mello, Francisco Campello do Amaral
Issue Date: 2016
Publisher: Universidade Federal Fluminense
Abstract: O papilomavírus humano é um dos agentes mais comumente associados às doenças sexualmente transmissíveis, com grande importância por sua prevalência na população geral, seu potencial oncogênico e seu grande impacto na saúde pública. A sua transmissão ocorre por soluções de continuidade na pele, com a possibilidade de auto-inoculação e com período de incubação variável. Genótipos oncogênicos, aliados a outros fatores de risco, como comportamento sexual, etilismo, tempo de persistência das lesões e predisposição genética contribuem para o desenvolvimento de neoplasia anogenital e de orofaringe. Existe dificuldade em comparar os resultados na literatura sobre a concordância dos genótipos e a infecção por múltiplos HPV (divergência nos critérios de eleição dos pacientes, nos métodos de coleta e qualidade das amostras e nos testes biomoleculares utilizados, que são de grande variedade). O propósito deste estudo é detectar e tipificar o HPV na mucosa oral, genital e anal em casais através da reação em cadeia da polimerase, estudar a concordância dos tipos encontrados, avaliar fatores de risco sociodemográficos e correlacioná-los à infecção pelo HPV nos diferentes sítios de parceiros sexuais e avaliar a história natural do vírus, contribuindo para propostas profiláticas de infecções potencialmente oncogênicas. Foram estudados 30 casais (60 indivíduos, sendo 30 do sexo feminino e 30 do sexo masculino) provenientes dos ambulatórios de DST da Santa Casa de Misericórdia do Rio de Janeiro e da UFF, que responderam a um questionário sociodemográfico e comportamental. Suas amostras foram colhidas através de swabs da região oral, genital e anal e adequadamente estocadas e encaminhadas ao Laboratório de Diagnóstico Virológico (MIP), Instituto Biomédico, UFF, onde foi realizada a detecção e tipificação do HPV por PCR. Nosso estudo demonstrou alta taxa de prevalência do HPV e múltiplos tipos virais nos três sítios (oral, genital e anal). Os genótipos prevalentes na população estudada foram os não oncogênicos 6 e 11 (40,5% e 40%, respectivamente), porém detectamos alta prevalência do HPV 18 (9,4%). Houve alta taxa de concordância dos tipos de HPV por sítio (pelo menos 1 tipo): 76% genital, 73,3% anal e 100% oral. Identificamos altas taxas de concomitância e concordância viral nos casais por sítio e entre eles. Dentre os fatores sociodemográficos e comportamentais associados à infecção pelo HPV nos três sítios estudados, a etnia, menor RF e escolaridade, história de DST prévia e no parceiro e o sexo anal mostraram correlação estatística.
metadata.dc.description.abstractother: The human papillomavirus is one of the agents most commonly associated with sexually transmitted diseases, with great importance for its prevalence in the general population, their oncogenic potential and its large public health impact. The transmission occurs solutions of continuity in the skin, with the possibility of self-inoculation and variable incubation period. Oncogenic genotypes, together with other risk factors such as sexual behavior, alcohol consumption, duration of persistent lesions and genetic predisposition contribute to the development of anogenital and oropharyngeal cancer. It´s difficult to compare the literature results on genotype correlation and multiple HPV infection (divergence on criteria election of patients in collection methods and sample quality and biomolecular tests used, which are of great variety). The purpose of this study is to detect and typify HPV in the oral, genital and anal mucosa in couples through the polymerase chain reaction, to study the agreement of the found types, assess sociodemographic risk factors and correlate them to HPV infection in different sites of sexual partners and evaluating the natural history of the virus, contributing to prophylactic approaches of potentially oncogenic infections. We studied 30 couples (60 subjects, 30 females and 30 males) from the STD clinics of the Santa Casa de Misericordia of Rio de Janeiro and UFF, who answered a sociodemographic and behavioral questionnaire. Their samples were collected through swabs of oral, genital and anal area and properly stored and forwarded to Virological Diagnostic Laboratory (MIP), Biomedical Institute, UFF, where the detection and typing of HPV PCR was performed. Our study showed high prevalence of HPV and multiple viral types in three sites (oral, genital and anal). The prevalent genotypes in the population studied were non-oncogenic 6 and 11 (40.5% and 40%, respectively) but we detected high prevalence of HPV 18 (9.4%). There was high concordance rate of HPV types per site (at least 1 type): 76% genital, anal 73.3% and 100% oral. Identified high rates of concurrence and agreement in viral couples per site and between them. Among the sociodemographic and behavioral factors associated with HPV infection in the three sites, ethnicity, lower RF and education, prior STD history and partner and anal sex showed statistical correlation.
URI: https://app.uff.br/riuff/handle/1/6227
Appears in Collections:PPGMPA - Teses e Dissertações

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2016 - Daniele Lisboa Ceperuelo Santos.pdf1.62 MBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons