Please use this identifier to cite or link to this item: https://app.uff.br/riuff/handle/1/6234
Title: Estudo da Dirofilaria immitis (Leidy, 1856) Raillet & Henry, 1911 em Felis catus (Linnaeus, 1758) na região oceânica de Niterói, RJ/ Brasil
Authors: Pereira, Bárbara Bianca do Nascimento
metadata.dc.contributor.advisor: Figueiredo, Beatriz Brener de
metadata.dc.contributor.members: Sudré, Adriana Pitella
Bomfim, Teresa Cristina Bergamo do
Menezes, Rodrigo Caldas
Issue Date: 2016
Publisher: Universidade Federal Fluminense
Abstract: A dirofilariose é uma doença causada pelo nematoide Dirofilaria immitis (Leidy, 1856) Raillet & Henry, 1911, que acomete cães, gatos e humanos, dentre outros animais. O mecanismo de infecção se dá pelo repasto sanguíneo de mosquitos da família Culicidae. Os hospedeiros definitivos são os canídeos aos quais esse helminto é mais bem adaptado devido a presença de microfilaremia durante a infecção, colaborando, desta forma, para a manutenção da transmissão. No entanto, os relatos da infecção em felinos têm sido cada vez mais frequentes, principalmente em regiões onde existem cães microfilarêmicos e hospedeiros intermediários. Partindo desta premissa, decidiu-se investigar a ocorrência de Dirofilaria immitis na região de em uma população de gatos dos bairros da Região oceânica da cidade de Niterói – Rio de Janeiro/ Brasil, por diferentes métodos diagnósticos: parasitológico pelo Knott modificado e pesquisa em esfregaço sanguíneo, imunológico através de kit imunocromatográfico e molecular pela PCR. Foram coletadas 387 amostras de sangue total de gatos residentes nos bairros de Piratininga, Cafubá, Jacaré, Camboinhas, Itaipu, Itacoatiara e Engenho do Mato, bairros onde a prevalência da infecção em cães é de cerca de 25%. Foi encontrado um nematóide pela técnica de Knott modificado, que em sua análise morfométrica, verificou-se que estava fora do intervalo métrico de microfilárias. O teste imunocromatográfico bem como a análise molecular desta amostra obtiveram resultado negativo. Uma amostra foi positiva no teste imunocromatográfico. Após a confirmação diagnóstica, o felino cuja amostra foi positiva em técnica imunológica veio a óbito. Durante a sua necrópsia, um parasito fêmea de 27,5 centímetros foi coletado da artéria pulmonar. A amostra sanguínea bem como o parasito foram submetidos à técnica de biologia molecular, confirmando o resultado do teste imunológico. Outras 30 amostras foram analisadas pelo diagnóstico molecular e sequenciadas, porém todas deram resultado negativo. O presente estudo encontrou uma ocorrência de 0,2% da população felina da região infectada por D. immitis.
metadata.dc.description.abstractother: The heartworm disease is caused by the Dilofilaria immitis (Leidy, 1856) Raillet & Henry, 1911, that affect dogs, cats and humans, among other animals. The infection mechanism is due to the blood's repast of the Culicidae family mosquitos. The final hosts are the canids which this helminth is better adapted due to the presence of the microfilaremia while the infection, collaborating, in this way, to the transmition's maintenance. Although, the reports amongst felines are becoming more frequent, mainly in regions where there is presence of microfilaremic dogs and intermediary hosts. Starting from this premise, it was decided to investigate the occurrence and the mol=ecular profile of the Dirofilaria immitis in the cats' population of oceanic region of Niteroi - Rio de Janeiro/Brasil, through the cox1 and 12s gene's fragments. For so, were collected a total of 387 blood samples of cats that are living in the neighborhoods of Piratininga, Cafubá, Jacaré, Camboinhas, Itaipu, Itacoatiara and Engenho do Mato, neighborhoods where the infection's prevalence amongst dogs is about 25%. The diagnoses were made through laboratorial tests for the parasitologic and immunologic research, being: microfilaria's research in blood smear; microfilaria's research through the modified Knott's technique on all the blood samples and immunochromatography's antigen research on the 205 firsts collected samples. It was found a nematode through the modified Knott's technique, that in it's morphometric analysis, was found that it was out of the microfilaria's metric gap. This immunochromatic test, as well the molecular analysis of this sample got negatives results. One sample was positive in the immunochromatography's test. After the diagnoses confirmation, the feline which had a positive in the immunologic sample, came to death. In the necropsia, a female parasite of 27,5 centimeters was collected in the pulmonary artery. The blood sample, as well as the parasite were submitted to the molecular biology technique, confirming the immunologic test result. The present study found a 0,2% occurence in the cats population infected by D. immitis.
URI: https://app.uff.br/riuff/handle/1/6234
Appears in Collections:PPGMPA - Teses e Dissertações

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2016 - Bárbara Bianca do Nascimento Pereira.pdf1.36 MBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons