Please use this identifier to cite or link to this item: https://app.uff.br/riuff/handle/1/6275
Title: Fatores de risco para hipoglicemia em pacientes críticos que utilizam a infusão contínua de insulina venosa: elaboração de um fluxograma
Other Titles: Risk factors for hypoglycaemia in critically ill patients using continuous infusion of venous insulin: development of a flowchart
Authors: Granadeiro, Raquel Magalhães de Azeredo
metadata.dc.contributor.advisor: Sá, Selma Petra Chaves
metadata.dc.contributor.members: Christovam, Bárbara Pompeu
Spezani, Renê dos Santos
Issue Date: 2018
Publisher: Universidade Federal Fluminense
Citation: Granadeiro, Raquel Magalhães Azeredo. Fatores de risco para hipoglicemia em pacientes críticos que utilizam a infusão contínua de insulina venosa: elaboração de um fluxograma. 2018. 85 f. Dissertação (Mestrado em Enfermagem Assistencial) - Escola de Enfermagem Aurora de Afonso Costa, Niterói, 2018
Abstract: O objeto a ser investigado neste estudo são os fatores de risco para hipoglicemia associados à infusão contínua de insulina (ICI). Objetivo Geral: elaborar um fluxograma indicando os fatores de risco para hipoglicemia em pacientes críticos que utilizam ICI a partir da identificação destes fatores na literatura, nos prontuários dos pacientes e na fala dos enfermeiros. Objetivos Específicos: levantar os fatores de risco para hipoglicemia em pacientes críticos que utilizam a ICI, evidenciados na literatura e encontrados nos prontuários; analisar os fatores de risco para hipoglicemia em pacientes críticos que utilizam ICI encontrados na literatura e evidenciados nos prontuários; descrever o conhecimento dos enfermeiros acerca dos fatores de risco para hipoglicemia em pacientes críticos em uso de ICI. Metodologia: estudo de abordagem quanti-qualitativa do tipo descritiva e exploratória. O cenário foi a Unidade de Terapia Intensiva (UTI) de um hospital público estadual, localizado no município de Niterói/RJ. A coleta de dados ocorreu em três etapas: 1ª etapa: foi realizada a revisão integrativa; 2ª etapa: realizada a coleta de dados nos prontuários de pacientes que estiveram internados na UTI de dezembro de 2015 a dezembro de 2016, em um período superior a 24 horas, com uso de ICI e que apresentaram hipoglicemia. Foi utilizado o Software Magpi© para elaboração do instrumento de coleta de dados do prontuário, para registro dos dados coletados e como banco de dados da pesquisa; 3ª Etapa: realizada a entrevista com 22 enfermeiros que atuam na UTI da referida instituição. O tratamento dos dados também ocorreu em três etapas: 1ª etapa: através de um quadro elaborado pela pesquisadora com os artigos selecionados como amostra final e um quadro com os fatores de risco extraídos dos artigos. 2ª etapa: os dados contidos no banco de dados do software Magpi® foram lançados no Microsoft Excel® e posteriormente organizados em tabelas, sendo realizada a análise descritiva dos dados. 3ª etapa: os dados levantados nas entrevistas foram tratados com a análise de conteúdo de Bardin. Resultados: através da revisão integrativa foram levantados os seguintes fatores de risco para hipoglicemia durante a ICI: alvo glicêmico intensivo; suporte nutricional inadequado ou descontinuado; diabetes mellitus; falência orgânica; insuficiência renal aguda e crônica; hemodiálise; não padronização da via de aferição da glicemia; sepse; drogas vasoativas; atrasos nas aferições da glicemia; ajustes inadequados do protocolo de insulina venosa por parte dos profissionais; característica do protocolo de insulina venosa; hemoglobina glicada e doença hepática. Foram avaliados 27 prontuários com os seguintes fatores de risco: atraso na glicemia horária; drogas vasoativas; falência orgânica; diabetes mellitus, sepse; hemodiálise; insuficiência renal aguda ou crônica; dieta zero/oral e doença hepática. Os enfermeiros relataram que suporte nutricional inadequado ou ausente, atrasos nas aferições glicêmicas, ajustes inadequados do protocolo de insulina e instabilidade hemodinâmica são fatores de risco para ocorrência de hipoglicemia durante a ICI. Conclusão: os objetivos da pesquisa foram alcançados, contudo são necessárias mais pesquisas com esta temática para a ICI se tornar uma terapia com o mínimo de dano ao paciente
metadata.dc.description.abstractother: The object to be investigated in this study are the risk factors for hypoglycemia associated with continuous insulin infusion (ICI). Objective: To elaborate a flowchart indicating the risk factors for hypoglycemia in critically ill patients using ICI from the identification of these factors in the literature, in the patients 'charts and in the nurses' speech. Specific Objectives: To raise the risk factors for hypoglycemia in critically ill ICI patients, as evidenced in the literature and found in the medical records; to analyze the risk factors for hypoglycemia in critically ill patients using ICI found in the literature and evidenced in the medical records; to describe the knowledge of nurses about the risk factors for hypoglycemia in critically ill patients using ICI. Methodology: Quantitative-qualitative approach of the descriptive and exploratory type. The scenario was the Intensive Care Unit (ICU) of a state public hospital, located in the city of Niterói-RJ. The data collection took place in three stages: 1st stage: an integrative review was performed; 2nd stage: data collection was carried out in the medical records of patients who were admitted to the ICU from December 2015 to December 2016 in a period longer than 24 hours using ICI and who presented with hypoglycemia. The Magpi © Software was used to elaborate the data collection instrument of the medical record, to record the collected data and as a research database; Step 3: A interview was conducted with 22 nurses who work at the ICU of the institution. Data processing also occurred in three stages: 1st stage: through a table prepared by the researcher with the articles selected as the final sample and a table with the risk factors extracted from the articles. Step 2: The data contained in the software database Magpi® were released in Microsoft Excel® and later organized into tables, and a descriptive analysis of the data was performed. Stage 3: The data collected in the interviews were treated with the Bardin content analysis. Results: Through the integrative review, the following risk factors for hypoglycemia during ICI were raised: intensive glycemic target; inadequate or discontinued nutritional support; diabetes mellitus; organic bankruptcy; Acute and chronic renal failure; hemodialysis; non-standardization of blood glucose measurement; sepsis; vasoactive drugs; delays in blood glucose measurements; inadequate adjustment of venous insulin protocol by professionals; characteristic of the venous insulin protocol; glycated hemoglobin and liver disease. We evaluated 27 charts with the following risk factors: delayed blood glucose levels; vasoactive drugs; organic bankruptcy; diabetes mellitus, sepsis; hemodialysis; acute or chronic renal failure; zero / oral diet and liver disease. Nurses reported inadequate or absent nutritional support; delays in glycemic measurements; inadequate adjustments of the insulin protocol and hemodynamic instability are risk factors for hypoglycemia during ICI. Conclusion: The objectives of the research were achieved, however, further research on this topic is needed for ICI to become a therapy with minimal harm to the patient
URI: https://app.uff.br/riuff/handle/1/6275
Appears in Collections:MPEA - Teses e Dissertações

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Raquel Magalhaes de Azeredo Granadeiro.pdf1.25 MBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons