Please use this identifier to cite or link to this item: https://app.uff.br/riuff/handle/1/6291
Title: Experiências e necessidades espirituais do familiar cuidador de paciente em atenção paliativa oncológica
Other Titles: Experiences and spiritual needs of the family caregiver of cancer patient receiving palliative care
Authors: Rocha, Renata Carla Nencetti Pereira
metadata.dc.contributor.advisor: Pereira, Eliane Ramos
metadata.dc.contributor.advisorco: Silva, Rose Mary Costa Rosa Andrade
metadata.dc.contributor.members: Marins, Aline Miranda da Fonseca
Silva, Rose Mary Costa Rosa Andrade
Issue Date: 2017
Publisher: Universidade Federal Fluminense
Citation: Rocha, Renata Carla Nencetti Pereira. Experiências e necessidades espirituais do familiar cuidador do paciente em atenção paliativa oncológica. 2017. 186 f. Dissertação (Mestrado Profissional em Enfermagem Assistencial) - Escola de Enfermagem Aurora de Afonso Costa, Niterói, 2017
Abstract: Problema: O câncer é um grave problema de saúde pública e seu impacto aumentou pelo menos 20% na última década. Estima-se 600 mil novos casos por ano no Brasil onde 60% terá o diagnóstico já em estado avançado. Nessa perspectiva, diante da impossibilidade de cura pacientes e seus familiares recorrem à dimensão espiritual como fonte de recurso interno para enfrentarem as adversidades relacionadas ao processo saúde-doença. Apesar de a espiritualidade ser um tema de interesse crescente no campo da saúde e em cuidados paliativos poucos estudos abordam o atendimento dessa dimensão aos familiares pelo enfermeiro. Tendo em vista ao exposto, foi delimitado como objetivo geral: compreender as experiências e necessidades espirituais do familiar cuidador principal de paciente em atenção paliativa oncológica, para a implementação de grupo de apoio e como objetivos específicos: conhecer as experiências vivenciadas pelo familiar cuidador principal do paciente em atenção paliativa oncológica; descrever as necessidades espirituais do familiar cuidador principal do paciente em atenção paliativa oncológica e promover um grupo de apoio para atender o familiar cuidador como intervenção facilitadora na minimização do sofrimento espiritual. Método: Trata-se de uma pesquisa descritiva com abordagem qualitativa com respaldo da fenomenologia existencial de Merleau-Ponty uma vez que teve como pretensão, desvelar, compreender e revelar uma situação existencial vivida pelo ser humano. Após a aprovação do Protocolo do Projeto de Dissertação pelo Comitê de Ética em Pesquisa e anuência do Instituto Nacional do Câncer, sob o Nº 62073816.5.3001.5274, iniciou-se a entrevista fenomenológica. Esta aconteceu nos meses de novembro de 2016 a fevereiro de 2017 encerrando-se quando se percebeu a saturação dos dados. O cenário foi o setor de Internação do Instituto Nacional do Câncer IV no estado do Rio de Janeiro. Na entrevista, aplicou- se as seguintes questões: Como é a experiência de ser um familiar cuidador de paciente em atenção paliativa oncológica e quais são as necessidades espirituais como fonte mantenedora da esperança, do conforto e paz interior durante o momento vivenciado. Resultados: Ser familiar cuidador de paciente acarreta uma série de vicissitudes e diante disso a busca pelo sentido da vida torna-se primordial em seu enfrentamento e superação do momento vivenciado. Uma das maneiras de atingir sua plenitude e transcenderem sua existência é irem ao encontro de suas necessidades espirituais e recorrerem ao cuidado espiritual do enfermeiro de forma que essa dimensão seja atendida. Diante disso, a elaboração de um grupo de apoio foi evidenciada como melhor estratégia intervencionista para que essa demanda seja atendida. Conclusão: A espiritualidade beneficia a saúde integral do familiar diante da adversidade de ser cuidador de um ente com câncer. A identificação das necessidades espirituais e a elaboração do grupo de apoio possibilitam ao enfermeiro desenvolver um cuidado espiritual que contemple a humanização e integralidade da assistência. Limitações: Para o enfermeiro incorporar o cuidado espiritual ao rol de suas práticas diárias torna-se necessário que se habitue a assistir o ser humano em sua totalidade e, portanto, uma preparação acadêmica que reforce a importância dessa dimensão para um cuidado integral
metadata.dc.description.abstractother: Problem: The cancer is a serious problem of public health and its impact has increased since at least 20% in the last decade. It is estimated that 600 thousand new cases per year in Brazil where 60% will have the diagnosis already at an advanced stage. With that in mind facing to the impossibility of healing patients and their families resort to the spiritual dimension as a source of internal resource to confront the adversities related to the health-disease process. Even though the spirituality being a subject of increasing interest on health care and on palliative care, few studies approach the attention in this dimension to the families by the nurses. As explained above, the general objective: to understand the spiritual experiences and needs of the main family caregiver of the cancer patient under palliative care, for implementation of support group and as specific objectives: to know the experiences witnessed by family members of the cancer patient under palliative care and to promote a support group to attend the caregiver family as a facilitator intervention in the minimization of the spiritual suffering. Method: It´s a descriptive research with qualitative with support from Merleau-Ponty´s existential phenomenology since it was designed to reveal, understand and unveil an existential situation experienced by the human being. After approval by the Dissertation Project Protocol by the Ethics Research Committee and with the assent of the National Cancer Institute, under number 62073816.5.3001.5274, the phenomenological research was started. It took place between November, 2016 and February, 2017 closing when it was perceived the data saturation. The scenario was the hospitalization sector of the National Cancer Institute – Unit 4 in the state of Rio de Janeiro. In the interview process, the following questions were applied: How is the experience of being a family member of cancer patient under palliative care and which are the spiritual needs as a manager source of hope, comfort and inner peace during the current moment. Results: Become a family caregiver of cancer patient brings with it many vicissitudes and considering this, the search for the meaning of life becomes essential to face and overcome the experience moment. One way to reach their full potential and transcend their existence is to meet their spiritual needs and refer them to nurse´s spiritual care so that this dimension can be reached. Considering this, the elaboration of a support group was evidenced as the best interventionist strategy so that this demand be met. Conclusion: The spirituality benefits the total health of the family member in the face of adversity of being a family caregiver of a cancer patient. The identification of the spiritual needs and the elaboration of the support group enable the nurse to develop a spiritual care which includes the humanization and integrity of assistance. Limitations: To embed the spiritual care into his daily practice it is important that the nurse should become accustomed to care the human being in its entirety and, therefore, an academic preparation that strengthen the importance of this dimension to ensure an integral care
URI: https://app.uff.br/riuff/handle/1/6291
Appears in Collections:MPEA - Teses e Dissertações

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Renata Carla Nencetti Pereira Rocha.pdf4.12 MBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons