Please use this identifier to cite or link to this item: https://app.uff.br/riuff/handle/1/6458
Title: Comunicação terapêutica entre a equipe de enfermagem e o usuário na atenção básica: uma tecnologia leve em busca da qualidade da assistência
Authors: Silva, Carla Regina dos Santos
metadata.dc.contributor.advisor: Daher, Donizete Vago
metadata.dc.contributor.members: Daher, Donizete Vago
Saboia, Vera Maria
Silva, Rose Mary Costa Rosa Andrade
Issue Date: 2013
Publisher: Universidade Federal Fluminense
Citation: Silva, Carla Regina dos Santos. Comunicação terapêutica entre a equipe de enfermagem e o usuário na atenção básica: uma tecnologia leve em busca da qualidade da assistência. 2013. 58 f. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Enfermagem) - Escola de Enfermagem Aurora de Afonso Costa, Universidade Federal Fluminense, 2013.
Abstract: Este estudo tem como objeto a comunicação terapêutica entre a equipe de enfermagem e o usuário cadastrado em uso de medicação contínua na Atenção Básica. As seguintes questões norteadoras são: Como se dá a comunicação terapêutica entre a equipe de enfermagem e o usuário na Atenção Básica? Quais os fatores que potencializam ou limitam a comunicação terapêutica? A equipe de enfermagem está capacitada de forma a por em prática, a comunicação terapêutica? Tem como objetivos: conhecer a efetividade da relação entre enfermeiro e o usuário a partir da utilização da comunicação terapêutica na Atenção Básica; descrever como se efetiva a comunicação terapêutica entre usuários e enfermeiros e analisar fatores que potencializam ou limitam a utilização desta tecnologia leve. O estudo é descritivo e exploratório e a abordagem é qualitativa. É do tipo estudo de caso, cujos cenários foram as Estratégia de Saúde da Família - Vila Brasil, Jardim Idália e Apolo III, pertencentes ao Município de Itaboraí-RJ. Os sujeitos foram componentes da equipe de enfermagem das Estratégia de Saúde da Família e usuários cadastrados em uso de medicação contínua, maiores de 18 anos, de ambos os sexos, sem comprometimento cognitivo, de qualquer raça ou classe social e que aceitem participar do estudo. O instrumento de coleta de dados foi entrevista semiestruturada e a técnica de análise de dados, a análise de discurso. Atendeu aos aspectos éticos, seguindo a determinação da Res. 196/96 do CNS Submetida ao CEP/HUAP/UFF. Os depoimentos agrupados geraram as categorias: comunicação terapêutica como processo dialógico; comunicação terapêutica como ação de educar e de cuidar em saúde; entre os limites e as possibilidades da comunicação terapêutica na prática em saúde; a comunicação terapêutica na formação em saúde. Concluo destacando a importância da utilização da comunicação terapêutica na Atenção Básica, pois esta tecnologia leve pode estar presente em todas as ações ou procedimentos realizados. Ao ser colocado em prática, a comunicação terapêutica, poderia favorecer o usuário com um cuidado singular e resolutivo e dessa forma, estes sujeitos seriam assistidos de uma forma integral, respeitando os princípios do SUS e conquistariam autonomia na gestão de seus cuidados de saúde.
metadata.dc.description.abstractother: The object of this study is the therapeutic communication between the nursing staff and the registered user on continuous medication during the Primary Care. The following questions directed this study: How effective is the therapeutic communication between the nursing staff and the user in Primary Care? What factors enhance or limit therapeutic communication? Was the nursing staff trained in order to put therapeutic communication into practice? The objective was: to know the effectiveness of the relationship between the nurse and the user when using therapeutic communication in primary care; describe how effective the therapeutic communication between users and nurses was and analyze factors that enhance or limit the use of this light technology. The study is descriptive and exploratory and the approach is qualitative. It is a case study whose scenarios are the Family Health Strategy utilized in Vila Brazil, Garden Idália and Apollo III, at municipality of Itaboraí-RJ. The subjects were components of the nursing staff of FHS and registered users on continuous medication, 18 years, of both sexes, without cognitive impairment, of any race or social class who agreed to participate. The methodologies for data collection were the semi-structured interview technique, data analysis and discourse analysis. The research took into consideration ethical aspects, following the determination of Resolution 196/96 CNS submitted to the CEP / HUAP / UFF. The interviews when grouped generated the following categories: therapeutic communication as a dialogical process, therapeutic communication as an action to educate and to take care in health care, between the limits and possibilities of therapeutic communication for health care; and the fragility of the discussions about therapeutic communication in Health Care education. The conclusion highlights the importance of the use of therapeutic communication in primary care, since this light technology should be present in all actions or procedures. When used, therapeutic communication delivers to the users a singular and effective care and in this way, the subjects are assisted in an integral way, respecting the principles of SUS, with autonomy in the management of their own health.
URI: https://app.uff.br/riuff/handle/1/6458
Appears in Collections:EEAAC - Trabalhos de Conclusão de Curso

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
TCC CARLA REGINA DOS SANTOS SILVA.pdf277.43 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.