Please use this identifier to cite or link to this item: https://app.uff.br/riuff/handle/1/6501
Title: Avaliação de traços de personalidade como preditores do uso precoce de álcool e outras substâncias em escolares de Niterói
Authors: Andrade, Cintia de Freitas
metadata.dc.contributor.advisor: Fonseca, Vilma Aparecida da Silva
metadata.dc.contributor.members: Aguiar, Aline Silva de
Guljor, Ana Paula
Pagnin, Valéria de Queiroz
CussaKubrusly, Regina Célia
Issue Date: 2018
Publisher: Universidade Federal Fluminense
Abstract: No Brasil cerca de 5% dos estudantes experimenta alguma droga antes dos 10 anos de idade e 42,8% dos estudantes entre 16-18 anos relatou já ter feito uso de alguma substância psicoativa. Importantes modificações em estruturas cerebrais e sistemas de neurotransmissão ocorrem na adolescência e podem ser afetados pelo uso de drogas. Este estudo objetivou determinar correlações doSubstance Use Risk ProfileScale (SURPS) com o uso de substâncias de abuso e outros comportamentos de risco em adolescentes de Niterói/RJ. Foi realizado corte transversal com alunos de duas escolas e uma delas foi seguida por 12 meses. Os participantes tinham entre 11 e 17 anos e estudavam em escolas públicas. Os desfechos estudados foram experimentação de álcool, de tabaco e de maconha, e envolvimento em situações de risco. Foi encontrada relação positiva entre experimentação de álcool e as escalas de impulsividade, desesperança, busca de sensações e com o valor total do SURPS; a escala de desesperança e a experimentação de tabaco; o uso de maconha e a escala de busca de sensações; e desta com comportamentos de risco no último mês. Os resultados apontam ainda para a associação entre o valor total do SURPS e a experimentação de álcool nos próximos 12 meses. Os dados encontrados são compatíveis com os achados de grandes estudos prospectivos realizados nesta mesma faixa etária em outras culturas e endossam a existência de uma relação entre os escores do SURPS e o início de uso de substâncias, mais especificamente, álcool, tabaco e maconha, ainda na adolescência. Adicionalmente, o estudo aponta para uma relação entre essas mesmas escalas e o número de comportamentos de risco com os quais o adolescente se envolveu no último mês.
metadata.dc.description.abstractother: In Brazil,about5%ofstudents begins drugs usebefore10 yearsofage and42.8% between 16-18 reports that they have tried some substance. The Central Nervous System is not yet fully developed in adolescence and the use of substances in this moment can lead to dangerous consequences. This study aimed to determine correlations between the Substance Use Risk Profile (SURPS), the use of drugs and other risk behaviors in adolescents of public schools in Niteroi / RJ. This is a longitudinal study with 12 months follow-up and its outcomes include alcohol, tobacco and marijuana use, as well as involvement in risk situations. These data show a positive relationship between alcohol experimentation and the scales of Sensation Seeking,Hopelessness, and Impulsivity and also with the total score for the SURPS; between the Hopelessness scale and tobacco experimentation; the Sensation Seeking scale and the experimentation of marijuana; and between Sensation Seeking and Impulsivity and the number of risk behaviors assumed in the last month. Additionally, this data support that SURPS accurately predict the onset of alcohol use until the next 12 months. This is compatible with the findings of large prospective studies conducted in adolescents in other cultures and endorsed the existence of a relationship between the SURPS scores and the beginning of substance use, specifically alcohol, tobacco and marijuana, in adolescence. Additionally, this study points to a relationship between these scales and the number of risk behaviors assumed in the last month.
URI: https://app.uff.br/riuff/handle/1/6501
Appears in Collections:PPGFF - Teses e Dissertações



This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons