Please use this identifier to cite or link to this item: https://app.uff.br/riuff/handle/1/6567
Title: Detecção de papilomavirus humanos na mucosa oral assintomática de indivíduos infectados pelo HIV
Authors: Silva, Carolina Oliveira da
metadata.dc.contributor.advisor: Oliveira, Ledy do Horto dos Santos Oliveira
metadata.dc.contributor.advisorco: Azevedo, Kátia Martins Lopes
metadata.dc.contributor.members: Garcia, Rita de Cássia Nasser Cubel
Souza, Marcia therezinha Baroni Moraes
Issue Date: Mar-2015
Publisher: Universidade Federal Fluminense
Abstract: Os Papilomavírus humanos (HPV) estão associados com uma variedade de lesões orais e tem sido detectados na mucosa oral de indivíduos infectados pelo vírus da imunodeficiência humana (HIV). Entretanto, tem havido uma forte correlação entre HPV oral e câncer da cabeça pescoço. O objetivo desde estudo transversal foi realizar um levantamento de informações sobre a infecção elo HPV em indivíduos infectados pelo HIV selecionados aleatoriamente, comparando-os com um grupo controle. foram analisadas amostras orais de 77 pessoas soropositivas par o HIV e 120 soronegativas (grupo controle) assintomáticos para lesões na mucosa oral. A detecção do HPV foi realizada pela técnica de reação em cadeia da polimerase e a tipificação através da técnica de polimorfismo dos fragmentos de restrição (PCR-RFLP), PCR específico e sequenciamento genético. Dados demográficos, estilo de vida e hábito de fumar foram obtidos através de um questionário. Os indivíduos infectados e não infectados pelo HIV não apresentaram diferença significativa quanto à média de idade. Idade acima de 30 anos, baixa escolaridade e hábito de fumar são fatores de risco para a infecção pelo HIV. O grupo infectado pelo HIV apresentou maior frequência (59,7%) de infecção pral por HPV em comparação ao grupo controle (38,3%), sendo esta diferença estatisticamente significativa (OR=2,39;IC=1,33-4,29; p=0,003). Infecções orais múltiplas por HPV foram mais freqüentes no grupo infectado pelo HIV (43, 7% vs 13,1%) do que no grupo controle (OR = 3,96 ; IC=1.30-12.09; p = 0.021). HPV 6 foi o genótipo prevalente neste estudo, sendo encontrada associação significante entre HPV 6 e ausência de infecção pelo HIV. HPV 11 foi detectado somente na população infectada pelo HIV e relacionado de forma significativa aos pacientes não fumantes. Houve associação significativa entre a infecção por HPV 53 e HIV (OR=33,72; IC=4,38 - 259,4, p=0,000), sendo este tipo mais frequente na cavidade oral de mulheres (OR=6,66; IC=1,85 - 25,0; p=0,001). O tempo de diagnóstico do HIV inferior a 4 anos foi associado à presença de tipos não classificados de HPV (OR=-8,13; IC=1,36-50,0; p=0,024). Concluímos que a infecção por HIV afeta positivamente a prevalência da infecção por HPV na mucosa oral, independente da terapia antirretroviral ou estado imunológico. Embora todos os pacientes analisados tenham sido assintomáticos, ressaltamos a necessidade de mais esforços direcionados para a investigação da co-infecção oral por HPV e HIV.
URI: https://app.uff.br/riuff/handle/1/6567
Appears in Collections:PPGMPA - Teses e Dissertações

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2015 - Carolina Oliveira da Silva.pdf4.54 MBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons