Please use this identifier to cite or link to this item: https://app.uff.br/riuff/handle/1/6650
Title: Repensando o conceito de turismo sexual: para além da exploração sexual, do tráfico de pessoas e da prostituição feminina
Authors: Zickwolff, Erick da Cunha Coelho
metadata.dc.contributor.advisor: Guimarães, Valéria Lima
metadata.dc.contributor.advisorco: Cheibub, Bernardo Lazary
metadata.dc.contributor.members: Ferreira, Helena Catão Henriques
Fraga, Carla Conceição Lana
Issue Date: 2017
Publisher: Universidade Federal Fluminense
Abstract: Esta dissertação tem como objetivo, através da análise de obras acadêmicas que discutem a temática do turismo sexual, ampliar o entendimento acerca de tal fenômeno. Para tanto, realizou-se uma densa revisão bibliográfica cujo foco principal deteve-se nos diferentes conceitos de turismo sexual existentes na literatura acadêmica, criticamente examinada. Inicialmente, a sexualidade humana foi analisada com vistas a estabelecer as especificidades entre os muitos fatores que a compõe, tais como os biológicos, os psicológicos e os socioculturais. A seguir, um exame da atividade da prostituição feminina teve lugar, procurando abarcar as múltiplas visões, que a explicam, quais sejam: a histórica, a legal, a moral e religiosa, a socioeconômica, além dos diferentes olhares feministas existentes sobre ela. Depois, foi realizada uma investigação sobre a noção do turismo como uma prática moderna e de sua ligação com a busca por prazeres diversos, dentre eles o sexual. Com relação ao turismo sexual, onde o encontro entre a sexualidade, o turismo e a prostituição tem lugar, percebeu-se a necessidade da ampliação de seu conceito, para além da sinonímia relacionada à exploração sexual, ao tráfico de pessoas e à própria prostituição que, indubitavelmente, conformam uma parte significativa, mas não a totalidade, dos múltiplos aspectos que o turismo sexual pode abranger. Também se compreendeu que a figura estereotipada do “homem branco, heterossexual e proveniente dos países desenvolvidos” não é representativa da totalidade dos visitantes que procuram se envolver em relacionamentos sexuais durante suas viagens, uma vez que homens homossexuais, e mulheres heterossexuais, por exemplo, também se acham inseridos na lógica do turismo sexual. Percebeu-se que, apesar de não ser considerado como uma segmentação do mercado turístico, o turismo sexual vem sendo fomentado, em algumas de suas vertentes, por empresas prestadoras de serviços turísticos e por órgãos oficiais de turismo. Por fim, uma reconceituação do termo “turismo sexual” foi proposta, com base nas diversas definições estudadas durante a feitura deste trabalho.
metadata.dc.description.abstractother: This dissertation aims to broaden the understanding of sex tourism by analyzing academic works discussing this theme. A thorough bibliographical review and critical examination were done focusing on the different concepts of sex tourism found in academic literature. Initially, human sexuality was studied with the intent of establishing the specific factors which compose it, namely biological, psychological and sociocultural. Next, an examination of the activity female prostitution took place in order to understand multiple insights that may help explain it, such as historic, legal, moral, religious and socioeconomic aspects, as well as different feminist points of view on the subject. Subsequently, an investigation of the notion of tourism as a modern practice and its connections to pleasure-seeking of many types, including sexual, was conducted. While sex tourism is seen as an intersection of sexuality, tourism and prostitution, it demands a broader view that can encompass all aspects of this complex subject and not only its undisputed connection to sexual exploitation, human trafficking and prostitution. It was also observed that the stereotypical idea of the “white, heterosexual foreign male from developed nations” is not representative of all visitors looking for sexual relationships during their visits and that homosexual men and heterosexual females, for example, are in fact significantly inserted in the logic of sex tourism. The research concludes that even though it is not seen as a legitimate segment of tourism markets, sex tourism has been supported in some areas by tourism service providers and official tourism organizations. Lastly, a re-conceptualization of the term “sex tourism” was proposed, based on the several definitions studied in the course of this research.
URI: https://app.uff.br/riuff/handle/1/6650
Appears in Collections:MAT - Teses e Dissertações

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Erick da Cunha Coelho Zickwolff Dissertação.pdf4.16 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.