Please use this identifier to cite or link to this item: https://app.uff.br/riuff/handle/1/6679
Title: Redução da Maioridade Penal e Relações de Poder : o problema do “Menor” e/ou o “Menor” enquanto problema : Nuances entre Disciplina, Biopoder, e Necropoder em uma Cultura Punitiva
Authors: Silva, Williann George Lyra da
metadata.dc.contributor.advisor: Mello, Marcelo Pereira de
metadata.dc.contributor.members: Chevitarese, André Leonardo
Soares, David Gonsalves
Cardoso, Luiz Antônio
Issue Date: 2017
Publisher: Universidade Federal Fluminense
Abstract: O presente estudo sobre a redução da maioridade penal sob a ótica das relações de poder, surge de um certo estranhamento pela maneira na qual o debate ocorria. O discurso oficial em maioria, operava na lógica do recrudescimento punitivo no que tange o confronto ao “inimigo”. Neste recorte em particular, menor infrator / jovem em conflito com a lei, delinquente, cristaliza-se no imaginário popular – com o apelo midiático – como ação preponderante no enfrentamento da violência e defesa da sociedade “de bem”. Dependendo da agenda/arena/público o enfoque dos discursos transitavam entre “o problema do menor” e o “menor enquanto problema”. Reconhecendo os limites desta pesquisa frente aos múltiplos desafios postos à população brasileira, em especial à juventude negra, esta monografia se coloca como contribuição a este debate tão complexo. A partir dos discursos e do racismo problematizo o como o poder atravessa esses jovens, se esses controles à que estão submetidos se conectam com outros dispositivos em sua periferia produzindo processos mais amplos de sujeição, em uma articulação disciplinar, biopolítica e necropolítica relacionada a uma cultura punitiva.
metadata.dc.description.abstractother: The present study on the reduction of the criminal majority from the perspective of the relations of power arises from a certain estrangement from the way in which the debate occurred. The official discourse in the majority, operated in the logic of the punitive recrudescimento in what concerns the confrontation to the "enemy". In this particular cut, juvenile offender / juvenile in conflict with the law, delinquent, crystallizes in the popular imaginary - with the mediatic appeal - as a preponderant action in the confrontation of the violence and defense of the society of good. Depending on the agenda / arena / audience, the focus of speeches went between "the problem of the minor" and the "minor as a problem". Recognizing the limitations of this research in face of the multiple challenges posed to the Brazilian population, especially the black youth, this monograph is a contribution to this very complex debate. From the discourses and the racism I problematize how the power crosses these young people, if these controls to which they are connected connect with other devices in its periphery producing broader processes of subjection, in a disciplinary, biopolitical and necropolítica articulation related to a culture punitive.
URI: https://app.uff.br/riuff/handle/1/6679
Appears in Collections:GSC - Trabalhos de Conclusão de Curso

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
REDUÇÃO DA MAIORIDADE PENAL E RELAÇÕES DE PODER - WILLIANN LYRA UFF DEZ 2017.pdf1.14 MBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons