Please use this identifier to cite or link to this item: https://app.uff.br/riuff/handle/1/6800
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.advisorFigueiredo, Beatriz Brener de-
dc.contributor.authorSilva, Ana Cláudia Oliveira-
dc.date.accessioned2018-06-21T19:59:09Z-
dc.date.available2018-06-21T19:59:09Z-
dc.date.issued2011-
dc.identifier.urihttps://app.uff.br/riuff/handle/1/6800-
dc.description.abstractA ocorrência de parasitoses intestinais na infância, especialmente em idade escolar e pré-escolar, consiste em um fator agravante da subnutrição, podendo levar à morbidade nutricional, geralmente acompanhada de diarreia crônica, refletindo no rendimento escolar, promovendo a incapacitação física e intelectual dessas crianças infectadas. A imaturidade imunitária desta população, sua dependência de cuidados alheios, nível socioeconômico familiar, hábitos de higiene não suficientemente consolidados entre outros fatores, a torna mais suscetível à infecção por parasitos intestinais . Diferentes formas de transmissão estão constantemente sendo descritas, tornando-se necessário reconhecer e valorizar a participação dos mais diversos objetos que possam estar envolvidos diretamente na disseminação das enteroparasitoses, como por exemplo, o material subungueal e elementos de sanitários, uma vez que se é conhecido a resistência de ovos de helmintos e cistos de protozoários em condições ambientais. As condutas de tratamento e profilaxia capazes de abranger expressivos grupos populacionais são mais viáveis após pesquisas epidemiológicas. Desta forma objetivou-se neste trabalho determinar a ocorrência de enteroparasitoses em crianças frequentadoras de cinco pré-escolas públicas do município de Patrocínio-MG, verificar a presença de estruturas enteroparasitárias no material subungueal e nos elementos sanitários, manuseados pelas mesmas, e traçar o perfil sócio-econômico-sanitário da população atendida pelas instituições estudadas. No período de janeiro à abril de 2010,265 crianças tiveram as fezes coletadas e processadas pelas técnicas de centrífugo-flutuação em solução de sulfato de zinco, termohidrotropismo e de sedimentação espontânea, observando-se 53,58% de positividade para algum enteroparasito, sendo Griardia duodenalis o mais frequente, com 51,87%. De 291 amostras analisadas de material subungueal, obtido pela raspagem e corte das unhas e processadas por centrifugo-sedimentação, 4,47% delas foram positivas para estruturas enteroparasitárias, sendo ovos de ancilostomídeos os mais frequentes, 71, 43%. Foi observado, de 87 elementos de sanitários (descarga , registro de torneira , pia e assento do vaso sanitário, local da troca de fralda e de banho no berçário), 16,10% deles contaminados por estruturas enteroparasitárias, sendo que as amostras dos mesmos foram obtidos pelo método da fita adesiva transparente sobre lâmina de vidro. Nos elementos sanitários positivos, 92,86% deles estavam contaminados com ovos de estrongilídeos e 7, 14% com larva de nematódeo, sendo o assento do vaso sanitário o mais contaminado. A população atendida é carente onde 62,23% vive com até 1 salário mínimo e 31,42% dos pais tem apenas o nível fundamental incompleto. As residências das crianças estudadas apresentam quanto ao saneamento básico, 100% de coleta de lixo pelo serviço da prefeitura, 98,45% receberm água encanada e tratada pelo Departamento de Água e Esgoto da cidade, e apenas 1,56% retiram água de poço artesiano. Os funcionários destas instituições estudadas devem ser constantemente instruídos quanto ao cuidado adequado que deve ser indispensável às crianças e ao ambiente em que se encontram, voltado para tentar diminuir ao máximo o rosco de contaminação de superfícies e infecções enteroparasitárias entre eles. Além disso , a orientação dos pais e o envolvimento de profissionais e administradores de saúde s~]ao necessários para a existência de bons programas de prevenção e controle de infecçõespt_BR
dc.description.provenanceSubmitted by Biblioteca do Instituto Biomédico BIB (uffbib@gmail.com) on 2018-06-21T19:59:09Z No. of bitstreams: 2 license_rdf: 811 bytes, checksum: e39d27027a6cc9cb039ad269a5db8e34 (MD5) 2011 - ANA CLÁUDIA O. SILVA.pdf: 1162354 bytes, checksum: 4818e4fd099a508410c374068569b104 (MD5)en
dc.description.provenanceMade available in DSpace on 2018-06-21T19:59:09Z (GMT). No. of bitstreams: 2 license_rdf: 811 bytes, checksum: e39d27027a6cc9cb039ad269a5db8e34 (MD5) 2011 - ANA CLÁUDIA O. SILVA.pdf: 1162354 bytes, checksum: 4818e4fd099a508410c374068569b104 (MD5) Previous issue date: 2011en
dc.description.sponsorshipCoordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superiorpt_BR
dc.language.isopt_BRpt_BR
dc.publisherUniversidade Federal Fluminensept_BR
dc.rightsOpen Accesspt_BR
dc.rightsAttribution-NonCommercial-NoDerivs 3.0 Brazil*
dc.rights.urihttp://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/3.0/br/*
dc.titleEstudo da ocorrência de enteroparasitoses em crianças pré-escolares da cidade de Patrocínio - MG, e análise de contaminação subungueal e elementos sanitáriospt_BR
dc.typeDissertaçãopt_BR
dc.subject.keywordEnteroparasitospt_BR
dc.subject.keywordMaterial subunguealpt_BR
dc.subject.keywordElementos sanitáriospt_BR
dc.contributor.membersAraújo, Adauto José Gonçalves de-
dc.contributor.membersSilva, José Roberto Machado e-
dc.degree.levelmestrado acadêmicopt_BR
dc.subject.descriptorParasitopt_BR
dc.subject.descriptorPré-Escolarpt_BR
dc.identifier.vinculationAluno de Mestradopt_BR
dc.degree.grantorUniversidade Federal Fluminensept_BR
dc.contributor.advisorcoBastos, Otílio Machado Pereira-
dc.degree.departmentInstituto Biomédicopt_BR
dc.degree.programPrograma de pós-Graduação em Microbiologia e Parasitologia Aplicadaspt_BR
dc.degree.date2011-05-
dc.degree.localNiterói,RJpt_BR
dc.publisher.departmentNiteróipt_BR
Appears in Collections:PPGMPA - Teses e Dissertações

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2011 - ANA CLÁUDIA O. SILVA.pdf1.14 MBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons