Please use this identifier to cite or link to this item: https://app.uff.br/riuff/handle/1/6824
Title: Correlação de achados laboratoriais com a avaliação clínica de onicomicose
Authors: Mendonça, Ignez Regina dos Santos Muri
metadata.dc.contributor.advisor: Oliveira, Jeferson Carvalhaes de
metadata.dc.contributor.members: Bastos, Otílio Machado Pereira
Neufeld, Paulo Murillo
Issue Date: 2011
Publisher: Universidade Federal Fluminense
Abstract: As onicomicose são consideradas as onicopatias mais frequentes e causadas por fungos que invadem o aparelho ungueal. embora existam outros microrganismos, como as bactérias. que podem causar infecções ungueais, o grau de destruição das unhas, o impacto estético e a dificuldade de isolamento do agente causal são superiores nas de origem fúngica. Os principais agentes da doença são os fungos dermatófitos, seguido pelas leveduras e pelos fungos filamentosos não dermatófitos. É sempre um desafio correlacionar o diagnóstico clínico com os patógenos isolados assim como estabelecer uma rotina para o diagnóstico da doença. O objetivo principal deste estudo na evidência clínica de onicomicose. Para isso foram analisadas 719 requisições de exames de pacientes com hipótese clínica de onicomicose. As variáveis selecionadas foram os dados epidemiológicos, os dados da própria doença, e os resultados do estudo micológico. Para alcançar o objetivo foram quantificadas as principais estruturas descritas no exame micológico direto e das culturas. A seguir os resultados foram submetidos ao tratamento estatístico adequado e apresentados em tabelas. Os testes estatísticos foram realizados por meio do Software SPSS 13.0 for Windows® com nível de significância de α= 0,05 por meio do teste Qui-quadrado ou do Índice Concordância Kappa. Os resultados permitiram as seguintes conclusões: o exame direto mostrou-se mais sensível para o diagnóstico de onicomicose que as culturas para fungos. A hipótese clínica foi confirmada pelas culturas no meio ágar-Mycosel® em 31,15% e no ágar-Sabouraud em 38,52%. O índice de concordância do resultado das culturas em ambos os meios foi de 32,82%. Houve seletividade de cada meio de cultivo com relação ao microrganismo. O índice de concordância do resultado das culturas em ambos os meios foi de 43,53% e foi considerado baixo. Concluiu-se também que se levado em conta apenas o resultado das culturas poderá haver uma falsa interpretação da etiologia da onicomicose. A quantificação das principais estruturas descritas no exame micológico direto, a saber, hifas, blastosporos e bactérias não influenciaram o resultado das culturas correspondentes quanto ao crescimento de fungos filamentosos, leveduras ou bactérias. A comparação dos resultados dos exames diretos com as culturas reforçou a necessidade de ambas as etapas do diagnóstico micológico não se estabelecendo uma delas como padrão-ouro para diagnóstico.
URI: https://app.uff.br/riuff/handle/1/6824
Appears in Collections:PPGMPA - Teses e Dissertações

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2011 - Ignez Mendonca.pdf2.2 MBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons