Please use this identifier to cite or link to this item: https://app.uff.br/riuff/handle/1/6825
Title: Caracterização fenotípica de Sporothrix spp. isolados de humanos e felinos domésticos
Authors: Duque, Luciana Mendes
metadata.dc.contributor.advisor: Oliveira, Jeferson Carvalhaes de
metadata.dc.contributor.advisorco: Neufeld, Paulo Murillo
metadata.dc.contributor.members: Neufeld, Paulo Murillo
Bastos, Otílio Machado Pereira
Issue Date: 2011
Publisher: Universidade Federal Fluminense
Abstract: A esporotricose é uma micose que acomete humanos e animais. a doença tem sido, por muitos anos atribuída a um único agente etiológico conhecido como Sporothrix schenkii , um fungo dimórfico , que cresce como micélio à temperatura ambiente e como levedura a 37°C. entretanto, os isolados identificados como S. schenckii demonstraram uma grande variabilidade genética, além de diferenças significativas na resposta aos antifúngicos, sugerindo que este, na verdade consiste em um complexo de espécies filogenéticas. Neste estudo foram utilizados trinta e dois isolados de domésticos do Estado do Rio de Janeiro, Brasil para caracterização fenotípica e avaliação da atividade antifúngica in vitro. Os principais parâmetros fenotípicos analisados foram crescimento em PDA nas temperaturas de 25, 30, 35, 37, 40°C, coloração das colônias das colônias e avaliação de conídeos simpodiais e sésseis em CMA a 30°C no escuro, crescimento a 37°C em BHIA e assimilação de variantes fontes de carbono. O padrão de suscetibilidade foi avaliado frebte ao cetoconazol, itraconazol, terbinafina e anfotericina B utilizando-se a microdiluição em caldo estabelecida pelo protocolo M38-A2, padronizado pelo Clinical and Laboratory Standards Institute (CLSI). Os isolados demonstraram maior suscetibilidade á terbinafina (CIM 90=0,25μg/mL) e menos suscetibilidade ao flunonazol(CIM 90=2μg/ML). 71,9% dos isolados mostraram-se sensíveis ao itraconazol e 93,75% sensíveis á anfotericina B. Estes resultados associados á caracterização fenotípica permite sugerir a classificação de trinta e um isolados como Sporothrix brasiliensis e, somente um como S. globosa.
URI: https://app.uff.br/riuff/handle/1/6825
Appears in Collections:PPGMPA - Teses e Dissertações

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2011 - Luciana Mendes Duque.pdf1.65 MBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons