Please use this identifier to cite or link to this item: https://app.uff.br/riuff/handle/1/6831
Title: Entre protocolos, culinária e eventos culturais: as dinâmicas da "integração de refugiados" no Rio de Janeiro
Authors: Maciel, Beatriz Castelo Branco
metadata.dc.contributor.advisor: Chagas, Gisele Fonseca
metadata.dc.contributor.members: Alves, Mirian
Schiocchet, Leonardo
Issue Date: 2017
Publisher: Universidade Federal Fluminense
Abstract: Este trabalho tem por objetivo discutir as múltiplas formas pelas quais a noção de “integração” é mobilizada por diferentes atores sociais no contexto da recepção de pessoas em situação de refúgio na cidade do Rio de Janeiro. As perguntas que nortearam a pesquisa foram: quais são as organizações e iniciativas da sociedade civil que se propõem recepcionar e atuar junto às pessoas em situação de refúgio na cidade do Rio de Janeiro? De que forma as atividades realizadas com o referido grupo de solicitantes de refúgio são pensadas, organizadas e promovidas a partir da complexa noção de integração? Meu argumento é que “integração”, no caso estudado, é uma categoria complexa, com múltiplas dimensões e, portanto, deve ser pensada não de modo normativo, mas a partir dos significados que lhe são atribuídos pelos diferentes atores neste campo social. Para tanto, realizei trabalho de campo etnográfico em três diferentes contextos voltados para ações junto a solicitantes de refúgio (Cáritas/RJ, OnG Mawon e Feira Chega Junto) durante o ano de 2017.
metadata.dc.description.abstractother: This work has as a goal discuss the multiplus ways in wich the term "integration" is used by diferent social agents in the context of the reception of people in refugee situation in Rio de Janeiro. The main questions to be answered in this work are: what are the organizations that propose to welcome and act socially and politically with people in refugee situation in Rio de Janeiro? How are those activities with migrants and refugees thought, organized and promoted since the notion of integration is quite complex? My argument is that "integration" is a complex category with thousands of dimensions and must not be thought in a normative way but out of the attributed meanings by diferent actors in this field survey. Therefore, I fulfilled an ethnographic field work in three diferent contexts that worked with refugee applicants (Cáritas/RJ, OnG Mawon e Feira Chega Junto), during the year of 2017.
URI: https://app.uff.br/riuff/handle/1/6831
Appears in Collections:GGS - Trabalhos de Conclusão de Curso

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Monografia Beatriz Maciel 2017.2.pdf941.69 kBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons