Please use this identifier to cite or link to this item: https://app.uff.br/riuff/handle/1/6838
Title: A diferença e a articulação entre poder soberano e poder disciplinar em Michel Foucault
Authors: Martucci, Frederico Brum
metadata.dc.contributor.advisor: Yazbek, André Constantino
metadata.dc.contributor.members: Silva, Cláudio Oliveira da
Calomeni, Tereza Cristina B.
Issue Date: 2016
Publisher: Universidade Federal Fluminense
Abstract: O presente trabalho tem por objetivo apresentar a diferença e a articulação dos conceitos de Poder Soberano e Poder Disciplinar nas obras “Vigiar e Punir” (1975) e “Em Defesa da Sociedade” (1975/76) de Michel Foucault. O filósofo francês pretende reformular a ideia tradicional de poder e suas relações, apresentando a tese de que ele não é como um bem, de que se tem posse, passível de se alienar. Para Foucault, o poder é uma prática que se exerce, é algo que perpassa toda a sociedade em todas as suas instâncias. Analisando a gênese de seus conceitos de Poder Soberano e Poder Disciplinar, entenderemos sua diferença e articulação. Para tanto, será necessária uma análise da noção de poder para Michel Foucault, da criação do direito jurídico e dos discursos de verdade, bem como a contextualização histórica de como a noção de poder, que atuava principalmente sobre a propriedade privada e seus bens de produção, numa relação de soberania e obediência, começa preferencialmente a atuar sobre os corpos, seus atos e gestos, numa relação de normatização e assujeitamento.
metadata.dc.description.abstractother: This study aims to present the difference and articulation of the concepts of Sovereign Power and Disciplinary Power in the works "Discipline and Punish" (1975) and "Society Must Be Defended" (1975/76) by Michel Foucault. The French philosopher aims to reshape the traditional idea of power and their relationships, with the thesis that it is not as a thing, that it has possession, subject to alienate. For Foucault, power is a practice that is exercised, is something that permeates the entire society in all instances. Analyzing the genesis of his concepts of Sovereign Power and Disciplinary Power, we understand their difference and joint. For this, an analysis of the notion of power to Michel Foucault, the creation of legal right and truth discourses will be required as well as the historical context of how the notion of power, which operated mainly on private property and their production in a sovereign and obedience relationship, and preferably also begins to act on the bodies, their actions and gestures, a standardization and subjection relationship.
URI: https://app.uff.br/riuff/handle/1/6838
Appears in Collections:CFL - Trabalhos de Conclusão de Curso

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
TCC-Frederico[versão final].pdf431.73 kBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons