Please use this identifier to cite or link to this item: https://app.uff.br/riuff/handle/1/6859
Title: Detecção de Papilomavirus humanos e vírus Epstein /barr em lesõe malignas do trato genital masculino
Authors: Afonso, Larissa Alves
metadata.dc.contributor.advisor: Cavalcanti, Silvia Maria Baeta
Issue Date: 2011
Publisher: Universidade Federal Fluminense
Abstract: O câncer de pênis é um tumor raro. Entretanto, seu curso, física e psicologicamente mutilante, e os decepcionantes resultados terapêuticos situam-se entre os mais perigosos tumores humanos. Nos últimos anos, evidências se acumulam definindo o HPV como agente etiológico do câncer cervical. Entretanto, poucos estudos sobre a etiologia do câncer de pênis vêm sendo conduzidos em todo o mundo. Alguns genótipos do HPV tem sido encontrados em cerca de 40 a 70% dos carcinomas penianos, com maior prevalência de HPV 16 e 18. Acredita-se que a presença de cofatores, em especial o HIV e o vírus Epstein-Barr (EBV), possam ter um papel na progressão a esta neoplasia. O EBV é associado com diversas doenças malignas na população humana e especula-se sobre seu envolvimento na carcinogênese anogenital. O objetivo desse projeto foi determinar a prevalência do HPV 16 e 18. Acredita-se que a presença de cofatores, em especial o HIV e o vírus Epstein-Barr (EBV), possam ter um papel na progressão a esta neoplasia. O EBV é associado com diversas doenças malignas na população humana e especula-se sobre o seu envolvimento na carcinogênse anogenital. O objetivo desse projeto foi determinar a prevalência do HPV em lesões lesões malignas de pênis provenientes de pacientes atendidos no Hospital do INCA. Simultaneamente, avaliamos a presença do EBV como possível agente agente associado ao câncer de pênis. Para tanto utilizamos a técnica de Reação em Cadeia da Polimerase (PCR) e de Polimorfismo do comprimento do fragmento de restrição (RFLP). Foram selecionados 135 pacientes entre os anos de 2005 e 2010 do INCA. A média de idade foi de 58,5 anos. A infecção pelo HPV foi detectada pela PCR usando primers genéricos MY09/MY11. As amostras foram em seguida submetidas ao PCR tipo-específico para detecção od HPV 16,18, 33, 35, 45 e 58 e as não tipadas foram então submetidas a técnica de RFLP. Das 135 amostras de carcinoma de pênis, 82 foram MY positivas (60,7%): 27 apresentaram HPV16, (29,7%), 5 HPV18 (5,5)%), 21 HPV45 (23,1) e 9 HPV6 (9,9%0. Foram observadas 7 infecções mistas (9,2%). Onze casos foram indeterminados (HPVX) (13,4%). Em relação ao EBV, 46,7% das amostras de carcinoma foram positivas, sendo o EBV-1 o mais prevalente (74,6%). Trinta e seis amostras de carcinoma foram positivas tanto para HPV como para EBV (34,1%). Foi analisado o grau de diferenciação do câncer, mas sua relação com o status ou tipo de HPV e/ou EBV não teve significância estatística (p>0,05). Também não foi verificada significância estatística entre a idade dos pacientese prevalência do HPV45 e uma queda na frequência do HPV18, aqui descritas também tem sido vistas em estudos de prevalência de HPV em câncer cervical, apontando uma nova tendência de circulação destes genótipos no mundo. A possibilidade de sinergismo entre o EBV e o HPV para iniciar os eventos da carcinogênese ja foi sugerida para o câncer cervical. em nossa amostra, o EBV foi detectado em todos os tipos de lesões estudadas, inclusive em carcinomas in situ e não invasivos, o que sugere que sua presença não é decorrente de uma infecção/ reativação tardia, mas sim acompanha a história natural do câncer. Vale ressaltar que a etiologia o câncer de pênis ainda não foi totalmente elucidada, e o HPV e EBV continuam sendo considerados agentes controversos, assim mais estudos são necessários para comprovar ou refutar essa possível associação, especialmente agora que há vacinas profiláticas para o HPV comercialmente disponíveis.
URI: https://app.uff.br/riuff/handle/1/6859
Appears in Collections:PPGMPA - Teses e Dissertações

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2011 - Larissa Alves Afonso.pdf1.06 MBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons