Please use this identifier to cite or link to this item: https://app.uff.br/riuff/handle/1/6932
Title: Comportamento geoquímico do iodo em manguezal de Itacuruçá-RJ
Authors: Machado, Edimar Carvalho
metadata.dc.contributor.advisor: Bernedo, Alfredo Victor Bellido
metadata.dc.contributor.advisorco: Bernedo, Luiz Fernando Bellido
Issue Date: 2004
Abstract: O presente estudo utilizou radiotraçador para acompanhar a especiação do iodo em amostras de água de manguezal durante experimentos de incubação, em laboratório, onde o efeito da filtração, utilizando filtro de porosidade 0,22 mm, sobre a conversão entre iodeto e iodato foi verificado. Após 61 dias de incubação, os resultados indicaram não haver diferença significativa na conversão de iodato a iodeto entre as amostras filtradas e não filtradas (44,6 ± 9,7%). Foi observada pequena retenção do iodato nos filtros (2% nas amostras não filtradas e 0,5% nas amostras esterilizadas). Não houve, também, diferença na oxidação do iodeto entre as amostras. Contudo, observou-se maior retenção do radiotraçador no material particulado que chegou a reter 7% do iodeto nas amostras não filtradas. Estudou-se ainda, a cinética de remoção de iodeto e iodato da coluna d`água pelo sedimento e o enriquecimento deste elemento no sedimento em diferentes condições de óxi-redução na interface água-sedimento. A remoção de iodeto e iodato da coluna d`água obedeceu a uma cinética de 1ª ordem e seu enriquecimento na camada superficial do sedimento ocorreu tanto em condições óxicas quanto em condições anóxicas, porém, em condições óxicas, esta remoção foi mais rápida e houve maior acúmulo do radiotraçador na camada superficial do sedimento, indicando assim, que os processos de remoção e acúmulo do iodo são dependentes do Eh. Observou-se, ainda, desprendimento de até 9 vezes mais iodo retido no sedimento em condições anóxicas do que em condições óxicas. Em condições anóxicas, retornou até 27% do iodo retido no sedimento para a coluna d`água, enquanto, em condições óxicas, este retorno chegou apenas a 3%. Isso demonstra que o sedimento, em condições anóxicas, pode agir como fonte deste elemento para a coluna d`água. Testemunhos com remoção da matéria orgânica e dos microorganismos mostraram pequena diferença na cinética de remoção e no acúmulo de iodato comparados aqueles que não sofreram tratamento, sugerindo, um papel secundário da matéria orgânica e dos microorganismos nos processos de enriquecimento de iodo pelos sedimentos.
metadata.dc.description.abstractother: The present study used radiotracer to follow the speciation of iodine in samples of mangrove water during incubation experiments in the laboratory, where the the filtration effect, using 0.22 mm porosity filter, on the conversion between iodide and iodate was checked. After 61 days of incubation, the results indicated that there were no significant difference in the conversion of iodate to iodide between the filtered and non- filtered (44.6 ± 9.7%). Iodate retention was small in the filters (2% in unfiltered samples and 0.5% in the sterilized samples). There was also no difference in the oxidation of the iodide between the samples. However, there was a greater retention of in the particulate material that even retained 7% of the iodide in the filtered. It was also studied the kinetics of removal of iodide and iodate from the water column by sediment and the enrichment of this element in the sediment in different oxy-reduction at the water-sediment interface. The removal of iodide and iodate from the water column obeyed a first order kinetics and its enrichment in the surface layer of the sediment occurred in both oxic and anoxic conditions, but in conditions, this removal was faster and there was more accumulation of the radiotracer in the sediment layer, indicating, that the processes of removal and accumulation of iodine are dependent on Eh. Also, it was observed, detachment of up to 9 times more iodine retained in the sediment under anoxic conditions than under oxic conditions. In anoxic conditions, returned up to 27% of the iodine retained in the sediment to the water column, while, under optimum conditions, this return was only 3%. This demonstrates that the sediment, under anoxic conditions, can act as source of this element for the column d. Testimonies with removal of organic matter and microorganisms showed small difference in removal kinetics and iodate accumulation compared to those have not been treated, suggesting a secondary role for organic matter and microorganisms in sediment iodine enrichment processes.
URI: https://app.uff.br/riuff/handle/1/6932
Appears in Collections:PPG-GEO - Teses e Dissertações

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Tese Doutorado Edimar Machado - 2004.pdf909.02 kBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons