Please use this identifier to cite or link to this item: https://app.uff.br/riuff/handle/1/6958
Title: Os processos de escolarização dos filhos de famílias analfabetas: uma breve reconstituição histórica no processo de escolarização
Authors: Dias, Reinaldo
metadata.dc.contributor.advisor: Oliveira, Lorene Figueiredo de
Issue Date: 2017
Abstract: Este projeto partiu de minhas experiências em que obtive na vida antes da escola e também de quando fui passando pelos ciclos de aprendizagens. Fui criado por minha avó materna, que era analfabeta, mas com um conhecimento de vida que surpreenderia qualquer um. Os pais de minha avó, também eram analfabetos e muito humildes aos quais eu não conheci, mas segundo o que ela me contava, por isso não a incentivaram a estudar. Minha avó sempre incentivou seus quatros filhos a estudarem, mas na época ela tinha que trabalhar para sustentar a família, e pela falta de leitura que ela tinha, não pode acompanhar o processo de aprendizagem deles. Com todos esses ambientes em que vivi, surgiram algumas indagações na minha época de estudante das series básicas de educação e também nos meus estágios em que eu fazia para a minha Graduação do Curso de Pedagogia, da Universidade Federal Fluminense. Quando eu estava fazendo a disciplina de Educação de Jovens e Adultos, o problema surgiu com maior força na leitura do artigo “AS ALTERAÇÕES SOFRIDAS PELOS CONCEITOS DE CULTURA POPULAR E EDUCAÇÃO POPULAR AO LONGO DA HISTÓRA BRASILEIRA: DO IMPÉRIO À REPÚBLICA”, escrito por (Maria Cristina, ano 1985). O artigo foi abordado no 8º período pela Profª. Drª. Lorene Figueiredo de Oliveira, e que debatia a respeito das mudanças ao longo dos tempos de uma cultura popular e também de educação popular e acima de tudo, o oferecimento de uma educação para todos, mas de qualidade. Vi neste artigo a possibilidade de desenvolver o tema que agora apresento como trabalho de conclusão de curso. Nos dias de hoje, em pleno o século XXI, encontramos muitas crianças criadas por pais e avós que não tiveram oportunidade de estudar na idade considerada ideal e com isso deposita tudo nos filhos e netos, e foi a partir de algumas dúvidas de porque essas pessoas não estudaram e se isso afeta na aprendizagem dessas crianças que resolvi escrever sobre o assunto. Minha avó materna que me criou, dizia que o maior arrependimento dela era não ter estudado e que gostaria muito de saber ler e escrever. Mesmo sendo uma pessoa de muito conhecimento adquirido durante sua vida, algo lhe faltava, que era o conhecimento adquirido na escola. Algumas vezes eu a peguei arrumando os meus cadernos e livros, que eu como qualquer criança, não ligava para guarda-los nos lugares apropriados, mas com a maior dedicação, que é de todas as avós, tinha considerável paciência para colocar cada um deles na minha mochila. E isso me chamava à atenção, pois mesmo sem saber ler, ela os folheava, um por um. Na Universidade Federal Fluminense me disseram que tinha que escolher um tema para o Trabalho de Conclusão do Curso, e que tenha algo a ver com a vida de quem esta formando. Eu pensei e cheguei à conclusão de nada me faria mais feliz do que tentar descobrir o porquê minha avó não estudou na considerada época certa, e os problemas que a impediram de ter uma formação escolar. esolvi fazer pesquisas bibliográficas e entrevistas com professores e pais analfabetos de alunos para responder às perguntas que apresento abaixo. Com todas as alegrias e tristezas que eu passei na minha vida acadêmica e com muitas dúvidas e soluções, me surgiram as seguintes perguntas: Será que filhos de pais analfabetos enfrentam maiores dificuldades ao chegar à escola? E isto interfere na qualidade de sua aprendizagem? Qual é a influencia de pais analfabetos não educação dos filhos? O objetivo deste trabalho é analisar como crianças, adolescente e até mesmo os adultos que se encontram nesse processo de aprendizagem são influenciados na sua educação por pais analfabetos. Muitos pais, avós, tios e até irmãos ajudam na criação e educação de crianças de suas famílias, e alguns deles não tiveram aquele ensino que é obtido por professores que estudaram para passar às crianças, sua educação foi adquirida durante a vida, uma educação que muitas vezes não é reconhecida e sofre demérito em relação às outras, neste mundo letrado.
metadata.dc.description.abstractother: This project started from my experiences that I had in my life before school and also from when I went through the cycles of learning. I was raised by my maternal grandmother, who was illiterate, but with a knowledge of life that would surprise anyone. My grandmother's parents were also illiterate and very humble whom I did not know, but according to what she told me, so they did not encourage her to study. My grandmother always encouraged her four children to study, but at the time she had to work to support her family, and because of her lack of reading, she could not keep up with their learning process. With all these environments in which I lived, some questions arose in my time of student of the basic series of education and also in my stages in which I did for my Graduation of the Course of Pedagogy, Federal Fluminense University. When I was doing the discipline of Youth and Adult Education, the problem arose more strongly in the reading of the article "THE CHANGES SUFFERED BY THE CONCEPTS OF POPULAR CULTURE AND POPULAR EDUCATION THROUGH THE BRAZILIAN HISTORY: FROM THE EMPIRE TO THE REPUBLIC", written by Maria Cristina, year 1985). The article was approached in the 8th period by Profª. Drª. Lorene Figueiredo de Oliveira, and that debated about the changes throughout the times of a popular culture and also of popular education and above all, the offer of an education for all, but of quality. I saw in this article the possibility of developing the theme that I now present as a course conclusion paper. Nowadays, in the midst of the 21st century, we find many children raised by parents and grandparents who did not have the opportunity to study at the age considered ideal and with that puts everything in the children and grandchildren, and it was from some doubts why these people Did not study and if this affects the learning of these children that I decided to write on the subject. My maternal grandmother who raised me said that her greatest regret was that she had not studied and that she would very much like to be able to read and write. Even though he was a person of much knowledge acquired during his life, something was lacking, which was the knowledge acquired in school. Sometimes I got her packing my notebooks and books, which I like any child, did not care to keep them in the right places, but with the greatest dedication, which is of all the grandmothers, had considerable patience to put each one of them in the my backpack. And this caught my attention, for even though I could not read, she flipped through them, one by one. At the Federal University of Fluminense I was told that I had to choose a theme for the Course Conclusion Work, and that it had something to do with the life of the one who is forming. I thought and came to the conclusion that nothing would make me happier than trying to figure out why my grandmother did not study at the right time, and the problems that prevented her from having a school education. I decided to do bibliographic research and interviews with teachers and illiterate parents of students to answer the questions I present below. With all the joys and sorrows that I have spent in my academic life and with many doubts and solutions, the following questions have arisen: Do children of illiterate parents face greater difficulties when they arrive at school? And does this interfere with the quality of your learning? What is the influence of illiterate parents not parenting? The objective of this work is to analyze how children, adolescents and even adults who are in this process of learning are influenced in their education by illiterate parents. Many parents, grandparents, uncles and even siblings help in the upbringing and education of children in their families, and some of them did not have that teaching that is obtained by teachers who studied to pass on to them, their education was acquired during their lifetime, an education that Is often unrecognized and demerit in relation to others in this literate world.
URI: https://app.uff.br/riuff/handle/1/6958
Appears in Collections:PCP - Trabalhos de Conclusão de Curso

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Reinaldo Dias.pdf657.29 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.