Please use this identifier to cite or link to this item: https://app.uff.br/riuff/handle/1/7044
Title: Dizer quase a mesma coisa: papéis temáticos do tradutor
Authors: Adum, Cecília Maculan
metadata.dc.contributor.advisor: Teixeira, Lucia
metadata.dc.contributor.members: Mancini, Renata Ciampone
Mello, Maria Elizabeth Chaves de
Issue Date: 17-Jul-2018
Publisher: Universidade Federal Fluminense
Abstract: O objetivo geral da dissertação é definir os papéis temáticos do tradutor a partir da análise semiótica de depoimentos de tradutores e de trabalhos teóricos sobre tradução literária. Farão parte do corpus de análise textos de Umberto Eco, Paulo Rónai, Haroldo de Campos e Rosemery Arrojo, cada qual devidamente localizado ao longo de um contínuo que une dois polos: a tradução como reprodução/transposição e a tradução como (re)criação/interpretação. A base teórica do trabalho é a semiótica discursiva, concebida por Greimas, somada a ferramentas fornecidas pela denominada semiótica tensiva, desenvolvida por Zilberberg. A metodologia proposta considera que o sentido de um texto se constitui como um percurso gerativo, com três níveis, que vão de um patamar mais abstrato e profundo a um mais concreto e superficial: nível fundamental, nível narrativo e nível discursivo. Na abordagem da semântica discursiva – o nível de análise privilegiado por este trabalho – devem ser considerados os temas e as figuras, aqueles mais abstratos, enquanto categorias de organização do mundo, e estas mais concretas, tomadas como elementos perceptíveis pelo corpo do sujeito. A partir do reconhecimento das figuras e dos temas a estas subjacentes, pode-se chegar aos papéis temáticos assumidos pelo tradutor. Tais papéis configuram um arco de possibilidades, que vão das mais reguladas às mais livres, dispostas, neste trabalho, no gráfico da semiótica tensiva, que mapeia a relação entre os eixos da intensidade e da extensidade
metadata.dc.description.abstractother: L'oggettivo generale di questa dissertazione è definire i ruoli tematici del traduttore, a partire dall'analisi semiotica di testimonianze di traduttori e scritti teorici sulla traduzione letteraria. Integreranno il corpus di analisi testi di Umberto Eco, Paulo Rónai, Haroldo de Campos e Rosemery Arrojo, ogniuno dei quali localizzato lungo un continuo che unisce due poli: quello della traduzione come riproduzione/trasposizione e quello della traduzione come ricreazione/interpretazione. La base teorica del lavoro è la semiotica discorsiva, concepita da Greimas, aggiunta a strumenti forniti dalla chiamata semiotica tensiva, sviluppata da Zilberberg. La metodologia proposta pensa la costituzione del senso di un testo come un percorso generativo, con tre livelli, i quali vanno da uno strato più astratto e profondo a uno più concreto e superficiale: livello fondamentale, livello narrativo e livello discorsivo. Nell'approccio della semantica discorsiva – livello di analisi privilegiato in questa dissertazione – vengono presi in considerazione i temi e le figure, quelli più astratti, in quanto categorie di organizzazione del mondo, e queste più concrete, viste come elementi percepibili dal corpo del soggetto. Dal riconoscimento delle figure e dei temi che le sono soggiacenti, è possibile raggiungere i ruoli tematici assunti dal traduttore. Questi ruoli configurano un arco di possibilità, che vanno dalle più regolate alle più libere, distribuite in questo lavoro sul grafico della semiotica tensiva, il quale delinea il rapporto tra gli assi intensivo e estensivo
URI: https://app.uff.br/riuff/handle/1/7044
Appears in Collections:POSLING - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
DISSERTAÇÃO DE CECÍLIA MACULAN ADUM VERSÃO DE CD.pdf1.32 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.