Please use this identifier to cite or link to this item: https://app.uff.br/riuff/handle/1/7143
Title: A percepção dos acadêmicos a respeito da humanização na formação do profissional de enfermagem
Authors: Fonseca, Patrícia Marques
metadata.dc.contributor.advisor: Silva, Rose Mary Costa Rosa Andrade
metadata.dc.contributor.advisorco: Pereira, Eliane Ramos
metadata.dc.contributor.members: Silva, Rose Mary Costa Rosa Andrade
Pereira, Eliane Ramos
Silva, Marcos Andrade
Issue Date: 2013
Publisher: Universidade Federal Fluminense
Citation: Fonseca, Patrícia Marques. A percepção dos acadêmicos a respeito da humanização na formação do profissional de enfermagem. 2013. 56 f. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Enfermagem) - Escola de Enfermagem Aurora de Afonso Costa, Universidade Federal Fluminense, 2013.
Abstract: O presente trabalho tem como objeto de estudo, a percepção do acadêmico de enfermagem a respeito da humanização na formação do profissional de enfermagem. Os objetivos deste trabalho são descrever as percepções dos acadêmicos de enfermagem a respeito da humanização na sua formação profissional, Identificar através da fala dos acadêmicos quais as principais dificuldades para a formação universitária capacitada para uma assistência de enfermagem humanizada, e compreender a percepção dos acadêmicos de enfermagem à luz da Fenomenologia de Merleau-Ponty. A Política Nacional de Humanização do Sistema Único de Saúde (PNH) foi criada em 2003 pelo Ministério da Saúde. Também chamada de HumanizaSUS, a PNH tomou como desafios os problemas e dificuldades que ainda permanecem no SUS em sua trajetória de mais de 20 anos, tendo como objetivo contribuir para a transformação dos modelos tradicionais de gestão e atenção em saúde. Justifica-se este estudo, com base na Política Nacional de Humanização, pelo fato da necessidade da busca pela efetividade de ações humanizadas na assistência de enfermagem e da compreensão de como adquirir meios que viabilizem a formação de profissionais humanizados. Trata-se de uma pesquisa de campo, de abordagem qualitativa de tipo descritiva. Os dados foram coletados a partir de uma entrevista semiestruturada tendo como cenário a Escola de Enfermagem Aurora de Afonso Costa da Universidade Federal Fluminense localizada no Centro da Cidade de Niterói (RJ). Os sujeitos da pesquisa foram acadêmicos de enfermagem do quarto ao nono período da graduação. A análise dos dados foi realizada amparada pela Fenomenologia da Percepção, utilizando-se o referencial teórico de Maurice Merleau-Ponty. Solicitou-se autorização ao Comitê de Ética e Pesquisa do Hospital Universitário Antônio Pedro da Universidade Federal Fluminense e as autorizações dos participantes da pesquisa, segundo o Termo de Consentimento Livre e Esclarecido, de acordo com o teor das Resoluções nº196/96 e 251/97 do Conselho Nacional de Saúde. Este trabalho foi aprovado no dia 09 de abril de 2013, sob o parecer do CEP CMM/HUAP nº 241312, CAAE 12751513.1.0000.5243. Resultados: A pesar de na atualidade o paradigma biomédico ainda ser prevalente, a fala da maioria dos acadêmicos de enfermagem, os quais se encontram em diversos períodos da graduação, revela um certo entendimento a respeito do que o ministério da saúde preconiza para uma assistência de enfermagem humanizada, ou seja, a valorização dos aspectos emocionais e subjetivos até os aspectos que envolvem mudanças na gestão e nas práticas de saúde. A análise dos dados a partir dos conceitos filosóficos levou a compreensão da percepção dos acadêmicos de enfermagem acerca da humanização na formação do profissional de enfermagem. Conclusão: Espera-se que este trabalho possa contribuir para o cumprimento das metas estabelecidas pelo Ministério da Saúde na Política Nacional de Humanização, proporcionando dados para o conhecimento das dificuldades existentes na construção de um profissional de enfermagem humanizado.
metadata.dc.description.abstractother: This study focus on the nursing academic’s perception regarding humanization in the formation of the nursing professional. The purposes of this work are to describe the nursing academic’s perceptions in his professional formation, identify through the voicing of the academics what are the main difficulties for capacitating the formation of nursing higher education towards a humanized nursing care, and to comprehend the perception of those in nursing academia under Merleau-Ponty’s phenomenology. The National Humanization Program of the Health Care System (Politica Nacional de Humanização do Sistema Unico de Saude – PNH) was created in 2003 by the Health Department. Also called HumanizeSUS, PNP took as its challenges the issues and difficulties that yet remain in the SUS in its more than 20 years, having the goal to contribute to the transformation of the traditional management models of health. This study is based on the National Program of Humanization due to the necessity of seeking effectiveness in the humanized actions of nursing care and comprehension on how to acquire the means of forming these professionals. METHODS: It is a field research with a descriptive qualitative approach. Data was collected from a semi structured interview with the Aurora de Afonso Costa Nursing School of the Federal Fluminense University situated in downtown Niteroi, RJ. The subjects of this research were undergraduates from the sophomore to the senior levels. The data analysis was done based on the Perception Phenomenology by utilizing the theory of Maurice Merleau-Ponty. Authorization was requested by the Ethics and Research Committee of the Antonio Pedro Hospital from the Federal Fluminense University and the research participants were authorized according to the Free and Transparent Consent Law in accordance with resolutions 196/96 and 251/97 of the National Council of Health. This work was approved on April 9 HUAP 241312, CAAE 12751513.1.0000.5243. Results: Although nowadays the biomedical paradigm still prevails, the perception of the majority of those in nursing academia, along several graduation levels, reveals an understanding about what the department of health purports towards a humanized nursing care, which is to value the emotional and subjective aspects including those involving changes in health practice and management. The analysis of data from a philosophical viewpoint brought forth a better understanding to the perception of nursing academics regarding the process of humanization to the nursing professional. Conclusion: It is hoped that this work may contribute to the fulfillment of goals established by the Health Department for the National Humanization Policy therefore providing helpful knowledge about existing challenges to the development of a more humanized nursing professional.
URI: https://app.uff.br/riuff/handle/1/7143
Appears in Collections:EEAAC - Trabalhos de Conclusão de Curso

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
TCC Patrícia Marques Fonseca.pdf198.81 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.