Please use this identifier to cite or link to this item: https://app.uff.br/riuff/handle/1/7175
Title: Utilização de biocarvão no tratamento de amostra aquosa rica em óleo com fins de uso para irrigação
Authors: Santos, Luiz Eduardo Pereira
metadata.dc.contributor.advisor: Teixeira, Ana Maria
metadata.dc.contributor.members: Fontoura, Geraldo André Thurler
Cerqueira, Wildson Vieira
Issue Date: Jul-2016
Publisher: Universidade Federal Fluminense
Citation: SANTOS, Luiz Eduardo Pereira. Tratamento de resíduo oleoso da indústria petrolífera com biocarvão preparado por conversão térmica de baixo custo. Niterói, 2016. 78 f. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Química Industrial) - Instituto de Química, Universidade Federal Fluminense, 2016.
Abstract: Este trabalho é uma avaliação de proposta de tratamento de efluente aquoso contaminado com óleo semelhante ao gerado em atividade extrativista de petróleo, a água produzida. A proposta apresenta uma metodologia de tratamento desde a remoção do óleo até a destinação final dos resíduos. Os materiais sorventes utilizados são: biocarvão de inflorescência de Typha sp, bagaço de cana e biocarvão de bagaço de cana. Dividida em duas partes, a proposta conta com uma etapa de sorção em béquer com biocarvão de inflorescência de Typha sp e uma etapa de sorção em colunas recheadas com biomassas ou biocarvões preparados a partir delas. Os sorventes avaliados foram comparados à Turfa, um material já utilizado em sorção de óleo. Na etapa de sorção em béquer, avaliou-se a eficiência em sistemas dinâmicos e estáticos e a influência da razão massa de óleo/massa de sorvente. O sistema dinâmico aliado à razão de 20 foi o tratamento que se demonstrou mais eficaz na proposta de remediação. Na etapa de sorção em coluna, avaliou-se o desempenho do biocarvão de inflorescência sozinho e de misturas suas com as outras biomassas citadas na remoção de óleo e íons dissolvidos. No que diz respeito à remoção de óleo, as colunas com recheios misturados (Biocarvão de inflorescência com bagaço de cana e biocarvão de inflorescência com biocarvão de bagaço de cana) revelaram-se mais eficientes e, em relação à remoção de íons, a coluna misturada de biocarvão de inflorescência, bagaço de cana e biocarvão de inflorescência misturado com biocarvão de bagaço de cana se mostrou mais eficiente após ser lavada com a própria solução avaliada. A eficiência na remoção de óleo e íons da fase aquosa foi monitorada por medida de ângulo de contato, titulação pelo método de Mohr e teste com tiocianato de potássio. O comportamento térmico do biocarvão impregnado com óleo foi analisado termogravimetricamente. As curvas de termogravimetria das amostras de biocarvão impregnado com gasóleo são semelhantes à curva do gasóleo puro, sugerindo que o valor do poder calorífico da amostra impregnada seja próximo ao valor calculado para o gasóleo. Sendo assim, o resíduo produzido na remoção de óleo se qualifica como possível fonte para geração de energia.
metadata.dc.description.abstractother: This work proposes a treatment methodology for aqueous effluent contaminated with oil, similar to these generated in oil extraction activities, the produced water. The proposal presents a treatment methodology from oil removal to the final disposal of waste. The sorbent materials used are: Typha’s inflorescence biochar, sugarcane bagasse and sugarcane bagasse biochar. These sorbents’ efficiency was compared to Turfa’s, a material used in oil sorption. It was divided into two parts: a step developed into Becker and a step developed in columns packed with biomasses or biochar prepared therefrom. In sorption step in Becker, the efficiency was evaluated in dynamic and static systems and the influence of ratio mass of oil / bulk sorbent. The combined dynamic system and 20 ratio treatment was shown the most effective remediation proposal. In sorption step column, the performance in removing oil and dissolved ions evaluated by using the inflorescence of biochar alone and mixtures with other biomasses cited. With regard to the removal of oil, the columns with mixed fillings (Inflorescence’s biochar with sugarcane bagasse and inflorescence biochar with sugarcane bagasse’s biochar) proved to be more efficient and, in relation to the removal of ions, the column mixed inflorescence biochar, sugarcane bagasse and inflorescence biochar mixed with sugarcane bagasse biochar was more efficient after being washed with the tested solution. Oil and ions removal efficiency from the aqueous phase was monitored by contact angle, Mohr titration and test with potassium thiocyanate. The thermal behavior of biochar impregnated with oil was analyzed thermogravimetrically. The thermogravimetric curves of the biochar samples impregnated with diesel are similar to pure diesel curve, suggesting that the calorific value of the impregnated sample is close to the value calculated for diesel. Thus, the residue produced in oil removal is qualified as a possible source for power generation.
URI: https://app.uff.br/riuff/handle/1/7175
Appears in Collections:GGQ - Trabalhos de Conclusão de Curso - Bacharelado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Monografia .pdfTCC de Luiz Eduardo Pereira dos Santos1.81 MBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons