Please use this identifier to cite or link to this item: https://app.uff.br/riuff/handle/1/7180
Title: Notícias Vs. Notícias Falsas: A perspectiva da Linguística Cognitiva
Authors: Barros, Letícia Martins Monteiro de
metadata.dc.contributor.advisor: Vereza, Solange Coelho
metadata.dc.contributor.members: Coelho, Fábio André Cardoso
Farias, Cláudia Valéria Vieira Nunes
Issue Date: 15-Aug-2018
Abstract: Este trabalho trata do gênero notícia sob a perspectiva da Linguística Cognitiva e visa a apresentar uma análise sobre as notícias falsas veiculadas na Internet, as quais têm sido frequentemente publicadas e compartilhadas, especialmente por meio das redes sociais, como sendo verdadeiras. Ao longo dos anos, a notícia se consolidou como um gênero estável em sua forma, conteúdo e linguagem – ainda que tenha havido alterações para adaptar-se aos diferentes meios de comunicação surgidos graças aos avanços tecnológicos. Assim, para analisá-la, esta pesquisa terá como base os estudos sobre gêneros discursivos propostos por Bakhtin (1997), Swales (1990) e Bathia (2004), associados a pressupostos teóricos relevantes da Linguística Cognitiva (LC), como a noção de frame (FILLMORE, 1982), os Modelos Cognitivos Idealizados (LAKOFF, 1987), categorização e a Teoria dos Protótipos (ROSCH, 1978), entre outros, e os conhecimentos da área de jornalismo sobre a construção do texto noticioso. Desse modo, a partir da noção de gênero como frame (PALTRIDGE, 1997) e do estabelecimento dos elementos do frame de notícia, pretende-se verificar, por meio de uma análise comparativa, se existem possíveis indícios inerentes ao próprio texto que sejam capazes de auxiliar o leitor na identificação de notícias falsas. Espera-se ser possível fornecer uma explicação de como a quebra de expectativa em relação ao frame de notícia pode, em muitos casos, servir como indicação de que o conteúdo acessado talvez não seja verídico, incentivando o leitor a buscar em outras fontes confirmação sobre a sua veracidade
metadata.dc.description.abstractother: This work deals with the news genre from the perspective of Cognitive Linguistics and aims to present an analysis about the fake news transmitted on the Internet, which have been frequently published and shared, especially through social networks, as being true. Over the years, the news has consolidated itself as a stable genre in its form, content and language – although there have been changes in order to adapt itself to the different media that have emerged thanks to technological advances. To analyze it, this research will be based on the studies on discursive genres proposed by Bakhtin (1997), Swales (1990) and Bathia (2004), associated to relevant theoretical assumptions of Cognitive Linguistics (LC), as the notion of frame (FILLMORE, 1982), the Idealized Cognitive Models (LAKOFF, 1987), categorization and the Prototype Theory (ROSCH, 1978), among others, and the knowledge of journalism in the construction of the news text. Thus, from the notion of gender as a frame (PALTRIDGE, 1997) and the establishment of the elements of the news frame, it is intended to verify, through a comparative analysis, if there is possible evidence inherent in the text itself that are capable to assist the reader in identifying fake news. It is hoped that it will be possible to provide an explanation of how the drop in expectation regarding the news frame can, in many cases, serve as an indication that the content accessed may not be true, encouraging the reader to seek confirmation from other sources about their veracity
URI: https://app.uff.br/riuff/handle/1/7180
Appears in Collections:POSLING - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
DISSERTAÇÃO - Letícia Martins Monteiro de Barros.pdf1.83 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.