Please use this identifier to cite or link to this item: https://app.uff.br/riuff/handle/1/7188
Title: O efeito da adequação semântico-pragmática no processamento da ambiguidade sintática: um estudo psicolinguístico
Authors: Soares, Simone da Silva
metadata.dc.contributor.advisor: Areas, Eduardo Kenedy Nunes
metadata.dc.contributor.members: Mendes, Luciana Sanchez
Souza, Ricardo Augusto de
Pessoto, Ana Lúcia
Issue Date: 2018
Abstract: Esta pesquisa investiga a influência do conhecimento semântico-pragmático no curso temporal da resolução da ambiguidade sintática, através da análise do processamento da compreensão de 8 formas verbais do português brasileiro (PB) - “paga”, “salva”, “aceita”, “expulsa”, “isenta”, “suspeita”, “expressa” e “oculta” - que conduzem à ambiguidade temporária entre a interpretação de um verbo principal (3ª pessoa do presente do indicativo) e de um verbo introdutor de uma oração relativa reduzida de particípio quando antecedidas por um SN singular feminino (ex.: A jovem aceita ...). Ao investigarem a ambiguidade estrutural mencionada no PB, Maia et al. (2005) manipularam os traços semânticos [+humano] x [-animado] e obtiveram evidências condizentes com a primazia do módulo sintático, com a atuação do Princípio de Aposição Mínima, tal qual observado por Ferreira & Clifton Jr. (1986) para a língua inglesa e conforme previsto pela Teoria de Garden Path (FRAZIER & FODOR, 1978; FRAZIER, 1979 e FRAZIER & RAYNER, 1982). Contrariamente, os modelos de satisfação de condições preveem a interatividade de restrições informacionais durante o processamento em tempo real, como evidenciado nas pesquisas de Trueswell et al. (1994) e Trueswell (1996). Com fundamendação na hipótese de interatividade e de rápido acesso ao conhecimento de mundo sobre eventos específicos (MCRAE et al.,1998 e MATSUKI, 2013), buscamos investigar o efeito da adequação semântico-pragmática do SN anterior em relação ao verbo na resolução da ambiguidade, através da realização de dois experimentos off-line, duas tarefas de norming studies, e uma tarefa on-line de leitura automonitorada segmentada. Através dos estudos normativos, estabeleceu-se o ranqueamento dos SNs com maior tipicidade para induzir as diferentes interpretações do verbo ambíguo, observando, para os dados do PB, a inadequação da adoção de um critério estritamente semântico no controle do SN anterior. Procedemos, em seguida, ao experimento de leitura automonitorada, que contou com a manipulação de duas variáveis independentes: a tipicidade do SN (SN favorável x SN não favorável) e desambiguação (verbo principal x verbo introdutor da relativa), gerando quatro condições, duas com SNs favoráveis à desambiguação posterior ((FV:A diretora/ expulsa/ dois / alunos /do /colégio / por agressão física. - (FR): A aluna /expulsa /pela /direção /vai / procurar / outra escola pública.) e duas não favoráveis ((NV): A aluna /expulsa /dois /colegas /do /banheiro / durante o recreio. - (NR): A diretora/expulsa /pelo/ prefeito /vai /recorrer /à justiça estadual.). Quatro regiões foram consideradas como críticas: as duas palavras do sintagma desambiguador e duas palavras posteriores à desambiguação. Nossos resultados mostraram-se compatíveis com a hipótese de interatividade e de acesso imediato ao conhecimento baseado em eventos na resolução da ambiguidade sintática, visto que se tenha verificado o efeito principal da variável tipicidade do SN desde o primeiro segmento crítico (primeiro item do sintagma desambiguador), com maiores custos de processamento do segmento desambiguador para as condições não favoráveis, tanto com desambiguação pelo verbo principal quanto pela relativa, em contraposição à ausência de distinção estatisticamente significativa entre as médias de leitura nos segmentos críticos para as condições favoráveis, independentemente do tipo de desambiguação
metadata.dc.description.abstractother: This research investigates the influence of semantic and pragmatic knowledge in the time-course of the syntactic ambiguity resolution, through analyzing the comprehension processing of 8 verbal forms from Brazilian Portuguese (BP) - “paga”, “salva”, “aceita”, “expulsa”, “isenta”, “suspeita”, “expressa” e “oculta”- which leads to temporary ambiguity between main verb interpretation (3rd person singular, present tense, indicative mode) and introducing reduced relative clause, when preceded by a feminine and singular NP (eg.: A jovem aceita ...). When investigating the structural ambiguity aforementioned in BP, Maia et al. (2005) manipulated the semantic features [+human] x [-animate] and obtained evidence consistent with syntactic module primacy, through action of Minimal Attachment Principle, as observed by Ferreira & Clifton Jr. (1986) for English language and according to Garden Path Theory (FRAZIER & FODOR, 1978; FRAZIER, 1979 e FRAZIER & RAYNER, 1982). Contrary to this approach, constraint-satisfaction models predict the interaction of different sources of informational constraints during real time processing, as demonstrated by Trueswell et al. (1994) and Trueswell (1996). Assuming the interactive hypothesis and the conception of imediate access of event-specific world knowledge (MCRAE et al., 1998 and MATSUKI, 2013), we investigated the effect of semantic and pragmatic fit of the preceding NP in relation to the verb in the ambiguity resolution, through two off-line experiments (two norming studies tasks) and one on-line technique, a segmented self-paced reading task. The adoption of the norming studies provided the ranking of the most typical NPs to induce the different ambiguous verb interpretations, as well as the observation that a strictly semantic criterion is inadequate to provide the control of preceding NP for Portuguese experimental material. We, then, proceeded to performing the self-paced reading task, which was composed of two independent variables: the NP typicality (adequate NP x inadequate NP) and disambiguation (main verb - MV x verb introducing reduce relative clause - RR). These variables produced four conditions: two conditions in which the NP was adequate to the posterior disambiguation ((AMV):A diretora/ expulsa/ dois / alunos /do /colégio / por agressão física. - (ARR): A aluna /expulsa /pela /direção /vai / procurar / outra escola pública.) and two inadequate ones ((IMV): A aluna /expulsa /dois /colegas /do /banheiro / durante o recreio. - (IRR): A diretora/expulsa /pelo/ prefeito /vai /recorrer /à justiça estadual.) There were four critical regions, the two words from disambiguation phrase and two words from post-disambiguation region. Our results were compatible with the interactive hypothesis and the conception of imediate access of event-based world knowledge during syntactic ambiguity resolution, since a main effect of NP typicality was identified since the first critical segment (the first item in disambiguatin phrase), registering high processing costs in the disambiguating region for inadequate NP conditions, with MV disambiguation as well as RR one. On the other hand, no relevant statistical distinction was revealed between mean reading times during critical regions for adequate NP conditions, independently of disambiguation type
URI: https://app.uff.br/riuff/handle/1/7188
Appears in Collections:POSLING - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Tese Simone da Silva Soares.pdf2.76 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.