Please use this identifier to cite or link to this item: https://app.uff.br/riuff/handle/1/7231
Title: Avaliação multiparamétrica da citocompatibilidade de um protótipo de material endodôntico hermético autoadesivo baseado em biovidro
Other Titles: Multiparametric evaluation of cytocompatibility of a prototype material based on self-adhesive endodontic airtight bioglass
Authors: Costa, Joyce Rocha do Nascimento
metadata.dc.contributor.advisor: Gouvêa, Cresus Vinicius Depes de
metadata.dc.contributor.advisorco: Granjeiro, José Mauro
Issue Date: 2012
Citation: COSTA, Joyce Rocha do Nascimento. Avaliação multiparamétrica da citocompatibilidade de um protótipo de material endodôntico hermético autoadesivo baseado em biovidro. 2012. 42 f. Dissertação (Mestrado) - Curso de Odontologia, Universidade Federal Fluminense, Niterói, 2012.
Abstract: Para um tratamento endodôntico ser realizado com sucesso, o fechamento hermético dos sistemas de canais radiculares se faz de grande importância, uma vez que os fluidos oriundos do periápice e da cavidade bucal poderiam adentrar o sistema de canais radiculares. Para isso, na fase de obturação dos sistemas de canais radiculares se faz necessário o emprego de cimentos endodônticos e guta percha. Um novo material endodôntico baseado na incorporação de biovidro (Bio-Gutta, smartodont llc, Zurique, Suíça), por não sofrer encolhimento após resfriamento, é declarado como não dependente do uso de cimentação convencional. No entanto, ainda não existem estudos indicando sua biocompatibilidade, necessária para sua aplicação clínica. Neste trabalho, o objetivo foi verificar a citocompatibilidade de dois protótipos do Bio-Gutta com diferentes concentrações de radiopacificador (18 ou 25%), através de um ensaio multiparamétrico de citotoxicidade. Extratos dos materiais teste foram preparados de acordo com a ISO10993-5:2009 e osteoblastos humanos em cultura primária forma expostos por 24 horas. A viabilidade celular foi determinada sequencialmente por três diferentes parâmetros: atividade mitocondrial, integridade membranar e densidade celular. Pérolas densas de poliestireno e fragmentos de látex foram usados como controle negativo e positivo, respectivamente, enquanto uma Guta percha disponível no mercado foi utilizada para comparação. Ambos os protótipos do Bio-Gutta se mostraram citotóxicos em todos os testes, com IC50 similar para as duas concentrações de radiopacificador. Os materiais também causaram alterações consideráveis no pH do meio de cultura em 24 horas de extração. Esses resultados indicam que o Bio-Gutta deve ser reavaliado com relação a sua biocompatibilidade e possíveis interações com o meio biológico, antes de sua comercialização.
metadata.dc.description.abstractother: For the success of an endodontic treatment, the hermetic sealing of the root canal system is of great importance, since the periapical and oral cavity fluids may enter the root system. Therefore, during the obturation phase of the root canal system, it is necessary to employ endodontic cements and gutta percha. A novel endodontic sealer based on the incorporation of bioglass (Bio-Gutta, smartodont llc, Zurich, Switzerland) is declared as releasing the need for conventional cementation, as it do not shrink after cooling. However, there are no data indicating the biocompatibility of such material, which is needed prior to its clinical use. In the present work, the objective was to verify the cytocompatibility of two prototypes of Bio-Gutta with different concentrations of radiopacifier (18 or 25%), through a multiparametric cell viability assay. Extracts of each test material were prepared according to ISSO 10993-5:2009 and human osteoblastic cells in primary culture were exposed by 24 hours. Cell viability was assayed sequentially through three different parameters: mitochondrial activity, membrane integrity and cell density. High density polystirene beads and fragments of latex were employed as negative and positive controls, respectively, while a commercially available Gutta percha was evaluated for comparison. Both prototypes of Bio-Gutta were consistently cytotoxic in all parameters studied, with a similar IC50 for both radiopacifier concentrations. The materials also caused alterations on the pH of the culture medium during extraction. These results indicate that Bio-Gutta should be reevaluated, concerning its biocompatibility and possible interactions with biological media prior to its commercialization.
URI: https://app.uff.br/riuff/handle/1/7231
Appears in Collections:PPGO - Teses e Dissertações

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Dissertação Joyce Costa.pdf991.47 kBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons