Please use this identifier to cite or link to this item: https://app.uff.br/riuff/handle/1/7623
Title: Avaliação da efetividade dos medicamentos Simeprevir, Sofosbuvir e Daclatasvir no tratamento de Hepatite C crônica
Authors: Duarte, Gabriel da Silva
metadata.dc.contributor.advisor: Elias, Sabrina Calil
metadata.dc.contributor.members: Miranda, Elaine
Guaraldo, Lusiele
Amorim, Thaisa
Issue Date: 2017
Publisher: Universidade Federal Fluminense
Abstract: A hepatite C é uma doença infecciosa causada por um vírus, que afeta aproximadamente 3 % da população mundial. O tratamento da doença visa prevenir a progressão da infecção por inibição da replicação do vírus. Em julho de 2015 foi aprovado pela Comissão Nacional de Incorporação de Tecnologias o novo tratamento para hepatite C crônica e coinfecções com os antivirais de ação direta (DAA): Simeprevir, Sofosbuvir e Daclatasvir. O presente estudo avaliou a efetividade desse novo tratamento incorporado ao Sistema Único de Saúde para hepatite C crônica. Trata-se de um estudo multicêntrico, descritivo e prospectivo realizado em três hospitais da rede pública do Rio de Janeiro, centros de referência para tratamento de Hepatite C, entre os meses de janeiro/2016 a junho/2017. Para verificar a efetividade, analisou-se a resposta virológica sustentada (definida como a não detecção do vírus da hepatite C após três meses do fim da farmacoterapia - RVS). Foram reunidos os dados de 504 pacientes dos três hospitais em estudo, onde 60,9 % eram do sexo feminino com a faixa etária majoritária entre 60 – 69 anos, com prevalência do genótipo 1 (86 %). O esquema terapêutico mais prescrito foi sofosbuvir + daclatasvir + ribavirina por 12 semanas (39,5 %). Quanto a RVS se observou uma taxa de 96 %. Os DAA representaram grande avanço na farmacoterapia para hepatite C crônica, tanto no âmbito de arsenal terapêutico disponível para aumentar a abrangência no quantitativo dos tratados, quanto em efetividade e comodidade posológica, em comparação aos inibidores de protease de primeira geração (tratamento indicado no Protocolo Clínico anterior).
metadata.dc.description.abstractother: Hepatitis C is an infectious disease caused by a virus, which affects approximately 3 % of the world's population. Treatment of the disease aims to prevent the progression of infection by inhibiting virus replication. In July 2015, the National Commission for the Merger of Technologies approved the new treatment for chronic hepatitis C and coinfections with the direct-acting antivirals (AAD): Simeprevir, Sofosbuvir and Daclatasvir. The present study evaluated the effectiveness of this new treatment incorporated into the Unified Health System for chronic hepatitis C. This is a multicenter, descriptive and prospective study conducted in three hospitals in the public network of Rio de Janeiro, reference centers for treatment of Hepatitis C, between January 2016 and June 2017. To verify effectiveness, sustained virological response (defined as non-detection of hepatitis C virus after three months of pharmacotherapy termination - SVR) was analyzed. Data from 504 patients from the three hospitals under study were collected, where 60.9 % were females with the majority age group of 60-69 years, with a prevalence of genotype 1 (86 %). The most prescribed therapeutic regimen was sofosbuvir + daclatasvir + ribavirin for 12 weeks (39.5 %). Regarding SVR, a rate of 96 % was observed. The AAD represented a major advance in pharmacotherapy for chronic hepatitis C, both within the therapeutic armamentarium available to increase the coverage of the treaties, and in terms of effectiveness and dosage convenience compared to the first-generation protease inhibitors (treatment indicated in the previous Clinical Protocol).
URI: https://app.uff.br/riuff/handle/1/7623
Appears in Collections:PPG-GAFAr - Teses e Dissertações

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Duarte, Gabriel da Silva, 2017.pdf931.57 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.