Please use this identifier to cite or link to this item: https://app.uff.br/riuff/handle/1/7639
Title: A colônia vazia: trabalhadores sem trabalho e sem morada na fazenda de café do sul de Minas Gerais
Authors: Souza, Celso Antônio Spaggiari
metadata.dc.contributor.advisor: Melo, Hildete Pereira de
metadata.dc.contributor.advisorco: Di Sabbato, Alberto
metadata.dc.contributor.members: Araújo, José Francisco de
Bregagnoli, Marcelo
Issue Date: 2012
Publisher: Universidade Federal Fluminense
Abstract: Este texto discute as mudanças nas relações de trabalho na agricultura brasileira que se consolidaram nas últimas décadas e que, em uma de suas muitas formas, se expressa no esvaziamento das moradias rurais para os trabalhadores nas fazendas de café. Baseado em pesquisa de campo, em quinze fazendas nos municípios de Guaranésia, Guaxupé, São Pedro da União, Monte Santo de Minas e Cabo Verde, localizados no extremo sudoeste de Minas Gerais, a pesquisa busca explicitar os determinantes do movimento de trabalhadores rurais do campo para a cidade em busca de uma moradia. Se, em um passado da nossa história, o movimento ocorreu da senzala à colônia, agora ela se fez da colônia à periferia das cidades, porque no campo tudo indica que o trabalhador não pode e não quer morar. A modernização da agricultura e da atividade cafeeira, intensificadas a partir das décadas de 50 e 60 do século passado, criaram as condições para a generalização do trabalho temporário no campo, permitindo a flexibilização do uso da mão de obra com a sazonalidade da produção. Esta é a ideia estruturante deste trabalho.
metadata.dc.description.abstractother: This paper discusses the changes in labor relations in brazilian agriculture that have been consolidated in recent decades and that, in one of its many forms, is expressed in the emptying of rural housing for workers on coffee farms. Based on field research in fifteen farms in the municipalities of Guaranésia, Guaxupé, São Pedro da União, Monte Santo de Minas and Cabo Verde, located in southwestern Minas Gerais the research seeks to explain the determinants of the movement of rural workers in the field to the city in search of a dwelling. If, in a past of our history, the movement occurred in the slave quarters to the colony, now it became the colony to the periphery of cities, because the field it appears that the worker cannot and does not want to live. The modernization of agriculture and coffee activity, stepped out of the 50s and 60s of last century, created the conditions for the spread of temporary work in the field, allowing more flexible use of labor with the seasonality of production. This structuring is the idea of this work.
URI: https://app.uff.br/riuff/handle/1/7639
Appears in Collections:PPGESS - Teses e Dissertações

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
CelsoAntonioSppagiariSouza.pdf1.11 MBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons