Please use this identifier to cite or link to this item: https://app.uff.br/riuff/handle/1/7659
Title: O caso Samarco: o impacto nos indicadores econômicos-financeiros após o rompimento da Barragem do Fundão
Authors: Câmara, Matheus Moura
metadata.dc.contributor.advisor: Bonfim, Mariana Pereira
metadata.dc.contributor.members: Oliveira, Selma Regina Martins
Damaso, José Cláudio Garcia
Issue Date: 2017
Abstract: O maior desastre ambiental da história do Brasil ocorreu no dia 05 de novembro de 2015, no município, de Mariana, no estado de Minas Gerais. Causado pelo rompimento na Barragem do Fundão, o desastre foi responsável por um prejuízo incalculável para todo ecossistema que se encontra aos arredores da barragem e para milhares de pessoas que perderam suas casas com a lama de dejetos que varreu tudo em seu caminho. A empresa responsável pela barragem, a Samarco S.A., uma das maiores mineradoras do país, se viu obrigada em enfrentar inúmeros processos judiciais e paralisar suas atividades após o desastre. Este presente artigo tem como o objetivo investigar o impacto econômico-financeiro, através da análise dos indicadores, presentes nas demonstrações contábeis da empresa Samarco Mineração S.A. Para isso, realizou-se um estudo de caso, antes e após o rompimento da barragem. Primeiramente, foi realizado o levantamento das informações necessárias à pesquisa, isto é, o recolhimento dos dados necessários para o desenvolvimento do objetivo proposto. Para isso, foram coletados dados das demonstrações contábeis da Samarco entre os anos de 2012 a 2016, e os mesmos, foram utilizados para cálculo dos indicadores financeiros. Foram feitos cálculos referentes aos anos propostos para garantir que empresa não vinha de uma queda e em seguida a análise correspondente a cada indicador. Após os cálculos e as análises, o resultado obtido foi que de fato o desastre impactou nos na saúde financeira da empresa, com problema de obrigações de curto prazo elevadas o que modificou muito os indicadores financeiros ao longo dos anos. Outro importante fator foi a queda referente ao seu ativo e a paralisação de suas atividades, o que acarretou em uma grande diferença, principalmente se tratando no ano do desastre que foi em 2015, e o pós acidente, 2016.
URI: https://app.uff.br/riuff/handle/1/7659
Appears in Collections:VGC - Trabalhos de Conclusão de Curso

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Matheus Moura Câmara.pdf1.07 MBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons