Please use this identifier to cite or link to this item: https://app.uff.br/riuff/handle/1/7702
Title: Efeitos da farinha de linhaça (Linum usitatissinum) sobre a composição corporal e óssea de ratos Wistar na vida adulta
Authors: Abreu, Maíra Duque Coutinho de
metadata.dc.contributor.advisor: Boaventura, Gilson Teles
metadata.dc.contributor.advisorco: Costa, Carlos Alberto Soares da
metadata.dc.contributor.members: Taboada, Giselle Fernandes
Cardoso, Tatiana Silveira Feijó
Coimbra, Renata Frauches Medeiros
Issue Date: 2017
Publisher: Universidade Federal Fluminense
Abstract: A linhaça por suas propriedades benéficas determina efeitos metabólicos e fisiológicos que auxiliam positivamente na saúde. Em relação aos ácidos graxos poli-insaturados, a semente é rica em ácido α-linolênico (ômega-3, 18:3n-3) e possui baixa concentração de ácido linoléico (ômega-6, 18:2n-6). O consumo de alimentos com alta concentração de ômega-3 contribui para a prevenção de doenças inflamatórias e perda óssea, visto que a menor proporção ômega-6/ômega-3 está associada com melhora da formação óssea. O presente estudo avaliou a influência da ingestão de linhaça sobre a composição corporal e óssea de ratos machos aos 180 dias de idade. Para isso foram utilizados Ratos Wistar (Rattusnovergicus), machos, variedade Albinus, provenientes do Laboratório de Nutrição Experimental da Universidade Federal Fluminense (LabNE/ UFF), mantidos em Biotério com temperatura (21 ± 23°C), ciclo claro/escuro (12-12h), recebendo água e ração ad libitum. Ao nascimento, cada mãe amamentou 6 filhotes machos. Os grupos foram divididos da seguinte maneira: Controle, que recebeu ração a base de caseína (GC, n = 12) e experimental, que recebeu ração com acréscimo de linhaça (GL, n = 12), esses grupos foram acompanhados até completarem 180 dias. Semanalmentefoi avaliada a ingestão dos animais e aferido o comprimento. Ao final do experimento, foi realizado o teste oral de tolerância à glicose e posteriormente os animais foram anestesiados para a realização da composição corporal através da absorciomentria com dupla emissão de raios-X (DXA). Após isso, realizou-se a punção cardíaca e a consequente eutanásia do animal. No sangue coletado, avaliamos as análises bioquímicas. Foi coletado o tecido adiposo para avaliação da área dos adipócitos, fêmur e coluna lombar para análises da composição e parâmetros ósseos. A análise estatística foi realizada através do programa Graph Pad Prism(versão 5.00, 2007, San Diego, USA). Os métodos utilizados para análise serão Anova bivariada seguida de pós-teste de comparação múltipla Bonferroni e Teste T Student. Os resultados foram expressos como média ± erro-padrão da média (EPM), considerando o nível de significância de p<0,05. O GL apresentou maior massa gorda, massa de gordura do tronco, densidade mineral óssea (DMO) total, conteúdo mineral ósseo (CMO) total, área óssea total e DMO da coluna vertebral, quando avaliado através do DXA. As análises sorológicas apresentaram menores resultados para glicose e colesterol no GL. Nos parâmetros ósseos, observamos aumento significativo da largura da diáfise, DMO óssea, força máxima, força de ruptura e rigidez, no GL quando comparada ao GC. O estudo então demonstra que a dieta contendo farinha de linhaça contribuiu para a qualidade óssea, no entanto, não contribuiu para a obesidade, visto que promoveu aumento da adiposidade na vida adulta.
metadata.dc.description.abstractother: Besides its beneficial properties, flaxseed also determines metabolic and physiological effects that positively aid in health. As regards polyunsaturated fatty acids, the seed is rich in α-linolenic acid (omega-3, 18: 3n-3) and it has a low concentration of linoleic acid (omega-6, 18: 2n-6). The intake of foods with a high omega-3 concentration contributes to prevent inflammatory diseases and bone losses, since the lower omega-6 and higher omega-3 ratio is associated with improved bone formation. The present study evaluated the flaxseed intake influence on body and bone composition of male mice with 180 days of age. From the Experimental Nutrition Laboratory of Fluminense Federal University (LabNE / UFF), were used male, Albinus variety, Wistar (Rattus novergicus) mice. Maintained in a vivarium, with temperature (21 ± 23 ° C), light / dark cycle (12-12h), receiving water and ad libitum feed. At birth, each mother breastfed 6 male cubs. The groups were divided as follows: Control group, which received casein based ration (GC, n = 12) and the experimental group, fed with flaxseed based ration (GL, n = 12), these groups were followed up to 180 days. Animal intake and length were measured weekly. By the end of the experiment, was performed the oral glucose tolerance test and the animals were anesthetized to the body composition test through DXA method. Followed by cardiac puncture test and the consequent animal euthanasia. In the collected blood, was evaluated biochemical analyzes. Adipose tissue was collected to assess the adipocyte area, besides femur and lumbar spine for bone parameters and composition analysis. Statistical analysis was performed using the GraphPadPrism program (version 5.00, 2007, San Diego, USA). The methods used for analysis were Anova bivariate followed by post-test Bonferroni multiple comparison and T-Student's test. The results were expressed as mean ± standard error of the mean (EPM), considering the level of significance of p <0.05. The GL presented bigger fatty mass, trunk fatty mass, total BMD, total BMC, total bone area and BMD of the spine, when evaluated through dual-energy X-ray absorptiometry (DXA). Serological tests showed lower values for glucose and cholesterol in GL. In bone parameters, we observed a significant increase in the diaphysis width, bone BMD, maximal strength, rupture force and stiffness, in GL when compared to GC. The study then demonstrates that the flaxseed diet contributed to bone quality, however, contribute to obesity, since it promoted increased adiposity in adult life.
URI: https://app.uff.br/riuff/handle/1/7702
Appears in Collections:PPGCM - Teses e Dissertações

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
maíra versão final.pdf827.09 kBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons