Please use this identifier to cite or link to this item: https://app.uff.br/riuff/handle/1/7742
Title: Dispersão da memória e da escrita em Milton Hatoum e Lobo Antunes
Authors: Azevedo, Véra Lúcia Ramos de
metadata.dc.contributor.advisor: Jorge, Silvio Renato
metadata.dc.contributor.members: Muylaert, Joana
Faria, Ângela Beatriz de Carvalho
Chiarelli, Stefania
Calvão, Dalva
Issue Date: 2011
Publisher: Universidade Federal Fluminense
Abstract: Este trabalho tem como objetivo investigar o percurso da memória e da escrita em dois romances contemporâneos: Relato de um certo Oriente, de Milton Hatoum, e Não entres tão depressa nessa noite escura, de António Lobo Antunes, considerando tanto a problematização da empresa da memória quanto a da escrita nas referidas obras. Deste modo, a análise busca acompanhar o modo pelo qual a memória acionada pelas narradoras, elegendo a história familiar como espaço catalisador de outros espaços da memória, como a história e o esquecimento, que com a mesma se entrelaçam, aponta para o percurso restritivo ou impeditivo da memória na recuperação do passado. Ruínas, luto e melancolia, além das manifestações de descentramento, cisão e deslocamento identitário das narradoras constituem o painel da memória nos romances. Esse painel se completa por meio do jogo intertextual que aí aflora e que faz ressaltar o trabalho de citação como memória de uma escrita marcada pela dispersão. Essa memória dispersa, resultando em uma escrita também errante, é expressa pelo movimento descontínuo da narrativa, tecida tanto pela proliferação de narradores, como em Hatoum, quanto pela desestabilização da mesma por força da invenção/imaginação, como em Antunes.
metadata.dc.description.abstractother: The purpose of this work is to investigate the course of memory and writing in two contemporary novels: Relato de um certo Oriente, by Milton Hatoum, and Não entres tão depressa nessa noite escura, by António Lobo Antunes, taking into consideration the questionable place the enterprise of memory, as wel as the enterprise of writing, reachs in the mentioned works. For this reason, the analysis intends to follow the way memory is put in action by the narrators, since both of them elect “family history” as a place of absortion of other memory places, as history and forgetfulness, what can reveal the restricted or obstructed course followed by memory to recuperate past time. Ruins, mourning and melancholy, besides displacement, cision and disturbance of identity that affect narrators constitute the scenery of memory in both novels. This scenery may be enlarged through the relation between texts, that takes place in both novels, able to reveal the “work of citation” that is employed as a “memory of writing”, signaled by the novels as dispersion. This dispersed memory, that results also into a dispersed writing, is expressed by the discontinued movement of narrative, perceived through the dissemination of narrators, in Hatoum, or through the upset of narrative caused by invention/imagination, in Antunes.
URI: https://app.uff.br/riuff/handle/1/7742
Appears in Collections:POSLIT - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Tese Véra Lucia Ramos de Azevedo.pdf1.5 MBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons