Please use this identifier to cite or link to this item: https://app.uff.br/riuff/handle/1/7845
Title: Avaliação do conhecimento e atitudes de pacientes com diabetes mellitus no Hospital Universitário Antônio Pedro (HUAP), sua relação com o controle glicêmico e os benefícios de uma intervenção educacional
Authors: Oliveira, Mariana Granito Ponte de
metadata.dc.contributor.advisor: Taboada, Giselle Fernandes
metadata.dc.contributor.advisorco: Lima, Giovanna Balarini
metadata.dc.contributor.members: Velarde, Luis Guillermo Coca
Oliveira, Beatriz Guitton Renaud Baptista de
Cobas, Roberta Arnoldi
Issue Date: 2017
Publisher: Universidade Federal Fluminense
Abstract: O diabetes Mellitus (DM) tem diversas classificações, mas a grande maioria dos casos é do Tipo 1 ou 2. O alvo do tratamento principal é controle adequado da glicemia, evitando, assim, o aparecimento complicações. Isto exige a modificação do estilo de vida, que não se instala muito facilmente, pois é necessário decorrer de um percurso que envolve a reflexão de um todo o projeto de vida do paciente, bem como de uma reavaliação de suas expectativas a respeito do próprio futuro. Além disso, as propostas atuais de educação podem ser difíceis de reproduzir na prática clinica. Por isso, este acaba sendo um processo lento e difícil, principalmente no que se refere à alimentação. Diante disso, este trabalho objetivou avaliar o conhecimento e atitudes de pacientes com DM acompanhados em um ambulatório de endocrinologia da atenção terciária, a sua correlação com os parâmetros de controle da doença e o impacto da educação em diabetes sobre tais características. Este consistiu em um estudo clínico prospectivo randomizado controlado, onde dois grupos não pareados foram divididos de forma randomizada. No total, foram incluídos 106 pacientes no grupo intervenção (GI) e 94 no grupo controle (GC). Um grupo recebeu uma intervenção educacional simples, através do contato face a face, onde um folheto era entregue e as duvidas recorrentes eram elucidadas. Identificou-se uma população predominantemente feminina, com longo tempo de doença, com elevado nível de hemoglobina glicada (HbA1c) e perfil satisfatório de conhecimentos e atitudes. Observou-se que o GC apresentou aumento na HbA1c enquanto o GI teve redução da mesma. Não foram identificadas alterações estatisticamente significativas no perfil de conhecimentos no GI, mas sim no GC. Observou-se melhora de atitudes em ambos os grupos. Constatou que a diferença existente no grau de conhecimento por escolaridade deixou de existir, sugerindo que principalmente os indivíduos com menos estudo podem ser grandemente beneficiados por este tipo de intervenção de baixa complexidade. Assim, vê-se que estratégias novas devem ser pensadas, uma vez que não somente fatores como conhecimentos e atitudes estão envolvidos na adesão ao tratamento
metadata.dc.description.abstractother: Diabetes Mellitus (DM) has different types, but the more common are type 1 and 2. The main objective of treatment is the control of blood glucose, thus preventing the onset complications. This requires changes in lifestyle, which does not settle easily, since it’s necessary to follow a path that involves the reflection of a whole project of the patient's life, as well as a reassessment of their expectations about their own future. In addition, current educational proposals may be difficult to perform in clinical practice. Therefore, this ends up being a slow and difficult process, especially when it comes to eating habits. The objective of this study was to evaluate the knowledge and attitudes of patients with DM who are treated at a tertiary care endocrinology outpatient clinic, also its relationship with the parameters of disease control and the impact of diabetes education on these points. This consisted of a prospective randomized controlled clinical trial, where two unpaired groups were randomized. In total, 106 interventional group (GI) and 94 control group (GI) were included. One group received a simple educational intervention, through face-to-face contact, where a leaflet was given and the recurring doubts were elucidated. It was identified a predominantly female population with a long disease period, with a high level of glycated hemoglobin (HbA1c) and a satisfactory profile of knowledge and attitudes. Also, this could observed that the GC presented increase in HbA1c while the GI had a reduction of the same. No statistically significant changes were identified in the profile of knowledge in GI, but were found in GC. About attitudes, both groups increased positive results. It also was verified that the difference in f knowledge by educational level no longer exists, suggesting that people with low Schooling can be greatly benefited by this type of low complexity intervention. Thus, it is seen that new strategies should be considered, since not only factors such as knowledge and attitudes are involved in adherence to treatment
URI: https://app.uff.br/riuff/handle/1/7845
Appears in Collections:PPGCM - Teses e Dissertações

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Dissertação Mariana Granito.pdf1.16 MBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons