Please use this identifier to cite or link to this item: https://app.uff.br/riuff/handle/1/8078
Title: Determinação de ângulo de contato das superfícies minerais quartzo e hematita
Authors: Barbosa, Adriana Alves
metadata.dc.contributor.advisor: Araújo, João Felipe Mitre de
metadata.dc.contributor.members: Ferreira, Geraldo de Souza
Maia, Mônica Pinto
Issue Date: 2018
Publisher: Universidade Federal Fluminense
Citation: Barbosa, Adriana Alves.Determinação de ângulo de contato das superfícies minerais quartzo e hematita. 2018. 50 f. Projeto Final (Bacharelado em Engenharia Química). - Departamento de Engenharia Química e Petróleo, Universidade Federal Fluminense, Niterói, 2018.
Abstract: A mineração é uma atividade econômica bem relevante para o Brasil desde os tempos coloniais, sendo responsável por quase 5% do PIB nacional. O minério de ferro, localizado, principalmente, em Minas Gerais e Pará, é um dos grandes destaques de exportação brasileira para países como China, Estados Unidos, Canadá, Japão e Países Baixos. Para que esses produtos cheguem aos consumidores, suas matérias-primas extraídas passam por um tratamento mineral, também conhecido por beneficiamento mineral. Uma das principais técnicas de beneficiamento mineral é a flotação. Essa técnica consiste na separação de minerais do minério a partir da indução da hidrofobicidade de uma das espécies minerais, através dos reagentes de flotação. Uma técnica bastante empregada para avaliar a efetividade da flotação é a determinação do ângulo de contato das superfícies minerais no equipamento Tensiômetro K100. Foram realizados dois métodos de limpeza das superfícies minerais de quartzo e hematita, com solução de hidróxido de sódio e tratamento por plasma de argônio a frio. Em seguida, os ângulos de contato desses minerais foram determinados, concluindo que o método de tratamento por plasma de argônio foi mais eficiente, já que os minerais apresentaram ângulos iguais a zero, evidenciando sua hidrofilicidade. Outro experimento realizado, investigou a indução da hidrofobicidade da superfície do quartzo pela éteramina, após condicionamento e determinação de ângulo, concluindo que a amina é um coletor eficiente para a flotação do quartzo
metadata.dc.description.abstractother: A mining has been a very relevant economic activity for Brazil since colonial times, being responsible for almost 5% of national GDP. Iron ore, mainly located in Minas Gerais and Pará, is one of the major Brazilian exports to countries such as China, the United States, Canada, Japan and the Netherlands. In order for these products to reach consumers, their extracted raw materials undergo a mineral treatment, also known as mineral processing. One of the main techniques of mineral processing is flotation. This technique consists in the separation of minerals from the ore from the hydrophobicity induction of one of the mineral species through the flotation reagents. A technique widely employed to evaluate the flotation effectiveness is the determination of the contact angle of the mineral surfaces in the K100 Tensiometer. Two methods of cleaning the mineral surfaces of quartz and hematite with sodium hydroxide solution and cold argon plasma treatment were performed. Then, the contact angles of these minerals were determined, concluding that the argon plasma treatment method was more efficient, since the minerals had zero angles, showing their hydrophilicity. Another experiment carried out investigated the hydrophobicity induction of the quartz surface by ether, after conditioning and determination of the angle, concluding that the amine is an efficient collector for the quartz flotation
URI: https://app.uff.br/riuff/handle/1/8078
Appears in Collections:TGQ - Trabalhos de Conclusão de Curso

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
TCC-Adriana Alves.pdf1.96 MBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons