Please use this identifier to cite or link to this item: https://app.uff.br/riuff/handle/1/8087
Title: Novas rotas de produção de fertilizante potássico:a biossolubilização de agrominerais
Authors: Dourado, Marcelo de Luccas
metadata.dc.contributor.advisor: Rizzo, Andrea Camardella de Lima
metadata.dc.contributor.advisorco: Maia, Mônica Pinto
metadata.dc.contributor.members: Peçanha, Maria Luisa Rodriguez
Schueler, Tamara Azevedo
Issue Date: 2018
Publisher: Universidade Federal Fluminense
Citation: Dourado, Marcelo de Luccas. Novas rotas de produção de fertilizante potássico:a biossolubilização de agrominerais. 2018. 78 f. Projeto Final (Bacharelado em Engenharia Química). - Departamento de Engenharia Química e Petróleo, Universidade Federal Fluminense, Niterói, 2018.
Abstract: Devido ao clima majoritariamente tropical, com chuvas regulares e grande incidência de radiação solar durante o ano, o Brasil apresenta uma grande vocação para o agronegócio. Paradoxalmente, os solos brasileiros são pobres em nutrientes devido ao grande volume de chuvas, que são as responsáveis por lixiviar principalmente potássio. Sendo assim, para sustentar o grande volume de produção e exportação do agronegócio brasileiro, é necessário suplementar o solo com os macro e microelementos através do uso, por exemplo, de fertilizantes químicos ou técnicas alternativas. Ao mesmo tempo, o país se coloca frente a economia internacional como um grande importador de fertilizante, principalmente potássico. Visando de diminuir a dependência da importação de potássio frente à crescente economia do agronegócio, foram desenvolvidas pesquisas sobre rotas alternativas de obtenção de potássio para a formulação de fertilizantes. Neste trabalho, foram abordados o processo tradicional de obtenção de potássio, como por exemplo a flotação do minério silviníticos, bem como as novas tecnologias emergentes: processos térmicos, químicos, a técnica milenar da rochagem e a recente tecnologia de biossolubilização, a qual foi dado destaque para os conceitos e mecanismos de solubilização dos agrominerais. Dentre as conclusões verificadas, a biossolubilização de agrominerais foi uma alternativa atraente para a obtenção de potássio em um cenário com crescente pressão sobre a utilização dos recursos minerais, exigências de tecnologias mais sustentáveis e leis ambientais mais rígidas
metadata.dc.description.abstractother: Brazil has a great vocation for agribusiness due to the tropical weather with regular rainfall and high incidence of solar radiation during the year. Nevertheless, Brazilian soils are nutrient poor due to the large volume of rainfall, which is responsible for leaching mainly potassium. Accordingly, to sustain the large volume of production and exportation of Brazilian agribusiness, it is necessary to supplement the soil with macro and micronutrients by, for example, chemical fertilizers or alternative techniques like rock powders. At the same time, Brazil is a huge importer of chemical fertilizers, mostly potassic. In order to reduce dependence of imported potassic fertilizer, research has been done on alternatives routes for obtaining potassium fertilizer. In this work, the traditional process of obtaining potassium, as for example the flotation of the silvinitic ore, as well as the new emergent technologies were discussed: thermal, chemical processes and the technique of the rock power soil amendment. The recent biosolubilization technology is the focus of the work, in which the concept and mechanisms of solubilization of agrominerals were highlighted. In this work, it was concluded that this technology was an alternative for obtaining potassium in a scenario with increasing pressure under the utilization of mineral resources, more sustainable technology requirements and stricter environmental laws
URI: https://app.uff.br/riuff/handle/1/8087
Appears in Collections:TGQ - Trabalhos de Conclusão de Curso

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
TCC-Marcelo de Luccas.pdf1.83 MBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons