Please use this identifier to cite or link to this item: https://app.uff.br/riuff/handle/1/8153
Title: Interfaces da ficção antuniana: discurso engenhoso e outros códigos artísticos
Authors: Cruz, Mariana Andrade Da
metadata.dc.contributor.advisor: Jorge, Silvio Renato
metadata.dc.contributor.members: Coutinho, Alexandre Montaury Baptista
Faria, Ângela Beatriz Carvalho de
Ruas, Luci
Vasconcelos, Viviane da Silva
Issue Date: 9-Jan-2019
Publisher: Universidade Federal Fluminense
Abstract: Ao analisar a escrita do Padre António Vieira, Antonio José Saraiva categoriza o método literário adotado pelo autor pela expressão “discurso engenhoso”. Este, em oposição ao discurso clássico, seria uma forma de escrita que, ao libertar a palavra da ordenação lógica, permite novas e múltiplas significações. Para Saraiva, o discurso engenhoso, enquanto princípio bastante próprio dos autores barrocos, guarda pontos de contato com a música e a pintura, podendo-se falar, portanto, de uma retórica plástica e musical. Tais características também são visíveis nas obras do autor português contemporâneo António Lobo Antunes, o qual se utiliza, em seus romances, de um certo modo de escrita que se aproxima daquele utilizado por Vieira, não só pelo trabalho similar com o texto, mas também pela proximidade com elementos estéticos percebidos na música e na pintura do período barroco. O objetivo do presente trabalho, portanto, é buscar evidenciar as relações existentes entre o processo de escrita ficcional de António Lobo Antunes e a dicção do período barroco, considerando aquele como herdeiro da tradição do discurso engenhoso, e, de igual forma, tecer relações entre os romances do escritor contemporâneo e as manifestações artísticas da música e da pintura, vislumbrando como estes códigos artísticos são evidenciados na tessitura textual
metadata.dc.description.abstractother: Analyzing Father Antonio Vieira writings, Antonio José Saraiva categorizes the literary method adopted by the author as the expression “resourceful speech”. This speech, in opposite of the classic one, would be a way of writing that, when releasing the word of the logical ordination, allows new and multiple meanings. For Saraiva, the resourceful speech is a characteristic principle of baroque authors that is in contact with music and painting, making reference to plastic and music rhetoric. These characteristics are also present in the work of contemporary Portuguese author António Lobo Antunes that utilizes in his novels a way of writing similar to Vieira, not only because of the text, but also because the aesthetic elements that are present in baroque’s music and painting. So, the purpose of this study is to highlight the relations between Lobo Antunes’s fictional process of writing and baroque’s diction, considering Antunes as an heir of the resourceful speech, and also make relations between the novels of the contemporary author and the artistic manifestations of music and painting, glimpsing how these artistic codes are evidenced in the process of writing
URI: https://app.uff.br/riuff/handle/1/8153
Appears in Collections:POSLIT - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
TESE COMPLETA + FICHA.pdf6.71 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.