Please use this identifier to cite or link to this item: https://app.uff.br/riuff/handle/1/8228
Title: Plano de parto: da idealização à construção pelas gestantes da Casa de Parto David Capistrano Filho
Authors: Loyola, Antonia Mara Rodrigues de
metadata.dc.contributor.advisor: Alves, Valdecyr Herdy
metadata.dc.contributor.advisorco: Vieira, Bianca Dargam Gomes
metadata.dc.contributor.members: Paiva, Eny Dória
Santos, Inês Maria Meneses dos
Costa, Rafael Ferreira da
Alves, Valdecyr Herdy
Vieira, Bianca Dargam Gomes
Issue Date: 2018
Abstract: As enfermeiras obstétricas da Casa de Parto David Capistrano Filho, durante a assistência ofertada às mulheres em processo de parturição, utilizam como tecnologia de cuidado o plano de parto, instrumento em que as gestantes trazem a idealização de como querem parir, descrevem seus desejos e motivações para o seu parto. O objeto de estudo versa sobre o plano de parto, segundo a percepção das mulheres que pariram nessa Instituição. Os objetivos deste estudo foram: Identificar quais são os elementos que as mulheres utilizaram para criar o plano de parto; Descrever a construção do plano de parto durante o trabalho de parto e parto pelas mulheres; Analisar a percepção das mulheres em relação ao plano de parto como tecnologia de cuidado. Metodologia: Trata-se de um estudo descritivo com abordagem qualitativa. O cenário de estudo foi a Casa de Parto David Capistrano Filho (RJ) e as participantes da pesquisa foram 11 puérperas assistidas no processo de parto e nascimento. Os aspectos éticos da Resolução no 466/2012 do Conselho Nacional de Saúde foram respeitados e, após o aceite e liberação pelos Comitês de Ética em Pesquisa, deu-se início à etapa de coleta dos dados, realizada durante o período de abril a junho de 2017, utilizando-se como instrumento a entrevista individual semiestruturada, baseada em um roteiro previamente estabelecido. Para análise dos dados, foi utilizada a técnica de análise de conteúdo, na modalidade temática, à luz do pensamento de Bardin. Resultados: O estudo apontou para o desenvolvimento de duas categorias: 1ª: Plano de parto como tecnologia do cuidado; 2ª: Segurança no processo de parturição a partir do plano de parto. Percebeu-se, de forma evidente, que na percepção das mulheres, o Plano de Parto é um instrumento fundamental por ser embasado nos conhecimentos adquiridos durante o pré-natal e oficinas para gestantes, fato esse considerado essencial para a autonomia feminina. Conclusão: Os resultados corroboram as diretrizes da Organização Mundial de Saúde e as políticas de humanização do parto e nascimento do Ministério da Saúde que traduzem, em seus documentos, a necessidade de uma assistência qualificada e segura, bem como a importância da presença da enfermeira obstétrica na condução dos partos de risco habitual, articulado com o trabalho humanizado, responsável e respeitoso
metadata.dc.description.abstractother: The obstetric nurses from the birthing center “Casa de Parto David Capistrano Filho” during the assistance offered to women in labor, use the labor plan as a care technology, instrument in which the expectants bring to light how they want to give birth, describe their wills and motivations for their delivery. The object of study discourses the labor plan voiced by women who have given birth at this Institution. The objectives of this study were: Identify what are the elements women use in order to create the labor plan; Describe the use of the labor plan, done by women, during the labor and the childbirth; Analyze women’s perception regarding the labor plan as a care technology. Methodology: It is about a descriptive study with a qualitative approach. The study scenario was the “Casa de Parto David Capistrano Filho”, located in Rio de Janeiro and the participants of the research were 11 women assisted during labor and childbirth. The ethical aspects of the Resolution number 466/2012 of the Health National Council were respected and after acceptance and permission given by the Ethics on Researches Committee, the data collection started from April to June in 2017, using as an instrument individual semi structured interviews, based on a previously established script. For the analysis, the content analysis – on the thematic modality, in the light of thought of Bardin – was used. Results: The study pointed at the development of two categories: 1a: Labor plan as a care technology and 2a: Safety on the process of giving birth from the labor plan, when it was clear from the women’s point of view that the labor plan is a fundamental instrument which becomes based on the knowledge acquired during the prenatal and pregnancy workshops, fact that was considered essential for women’s autonomy. Conclusion: Those results corroborate with the guidelines of the World Health Organization and the humanization policies of labor and birth of the Health Ministry which translate, on their documents, the necessity of a qualified and safe assistance as well as the importance of the obstetric nurse professional conducting the usual risk labors, articulated with humanized, responsible and respectful work
URI: https://app.uff.br/riuff/handle/1/8228
Appears in Collections:MESP-MI - Dissertações - Niterói

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
ANTONIA MARA DE RODRIGUES LOIOLA DISSERTAÇÃO.pdf1.73 MBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons