Please use this identifier to cite or link to this item: https://app.uff.br/riuff/handle/1/831
Title: Perfil de idosos em situação de readmissão hospitalar: implicações para a enfermagem gerontológica
Authors: Pestana, Luana Cardoso
metadata.dc.contributor.advisor: Espírito Santo, Fátima Helena do
metadata.dc.contributor.members: Caldas, Célia Pereira
Santana, Rosimere Ferreira
Issue Date: 2011
Publisher: Universidade Federal Fluminense
Citation: Pestana, Luana Cardoso. Perfil de idosos em situação de readmissão hospitalar: implicações para a Enfermagem Gerontológica. 2012. 98 f. Dissertação (Mestrado Acadêmico em Ciências do Cuidado em Saúde)- Escola de Enfermagem Aurora de Afonso Costa, Niterói, 2012
Abstract: Trata-se de um estudo com abordagem quantitativa, com delineamento descritivo retrospectivo e transversal, tendo como objetivo caracterizar idosos em situação de readmissão hospitalar, associar tais características ao desfecho readmissão hospitalar e discutir as implicações para a Enfermagem Gerontológica. A pesquisa foi realizada em um hospital universitário, localizado em Niterói, RJ. Os sujeitos foram 94 pacientes com idade igual ou superior a 60 anos que, entre janeiro e dezembro de 2010, sofreram readmissão hospitalar em enfermarias de clínica médica. A média de idade foi de 72,3 ± 10,7 anos, idosos do sexo masculino, procedentes do Município de Niterói, RJ; casados, com média de 2,8 ± 2,4 filhos e composição familiar de 2,8 ± 1,1 pessoas, aposentados e com cuidador familiar. As doenças prevalentes foram cardiovasculares, gastrointestinais, neoplásicas e respiratórias. A maioria dos idosos apresentou até 2 comorbidades; o tempo de permanência hospitalar foi de 19,9 ± 18,8 dias; a média de internações em 4 anos foi de 2 internações, ocorrendo, em geral, nos últimos 12 meses precedentes a última internação; a maioria dos idosos apresentou dependência parcial ou total dos cuidados de Enfermagem, não recebeu orientações de Enfermagem para a alta hospitalar, realizou acompanhamento através do ambulatório hospitalar e utilizou serviços de emergência entre as internações. A referida população exige mais cuidados de Enfermagem e por consequência, maior conhecimento do processo do envelhecimento e das peculiaridades do cuidado ao idoso com múltiplas patologias. Os fatores de risco para readmissão entre idosos identificados foram internação prévia no último ano e tempo de permanência hospitalar de 8 a 30 dias. Os resultados desta investigação fornecem subsídios para o planejamento de programas de atenção à saúde do idoso no contexto hospitalar e para acompanhamento comunitário. Recomenda-se a capacitação dos profissionais de saúde e implantação de programas de planejamento de alta hospitalar, com base em ações educativas que promovam o autocuidado, bem como orientações aos cuidadores, de forma integrada junto aos demais níveis de atenção. Tais intervenções têm o propósito de otimizar a assistência prestada, os recursos investidos sejam eles humanos, materiais ou financeiros, diminuir as readmissões hospitalares e promover melhoria na qualidade de vida do idoso e sua família
metadata.dc.description.abstractother: It is a study with quantitative approach, with retrospective descriptive and transversal profile, having as objective to characterize elders in situation of hospital readmission, to associate such characteristics to closing of readmission and to discuss the implications to the Gerontology Nursing. The research was performed at a university hospital, located in Niterói, RJ. The subjects were 94 patients who were 60 years old or more and that, between January and December 2010, had experienced hospital readmission in medical clinical wards. The age average was 72.3 ± 10.7 years, male elderly patients, from the Niterói/ RJ; married, with an average of 2.8 ± 2.4 sons and family composition of 2.8 ± 1.1 persons, retired and with family caretaker. The prevailing illnesses were cardiovascular, gastrointestinal, neoplastic and respiratory. Most of the elders had up to 2 comorbidities; the time of hospital stay was of 19.9 ± 18.8 days; institutionalization average in 4 years was of 2 institutionalizations, generally occurring in last 12 months preceding the last institutionalization; most of elders presented partial or total dependency of the Nursing cares, did not received guidelines from the Nursing for the hospital discharging, had follow-up through the hospital ambulatory and used emergency services between the institutionalizations. The mentioned population requires more Nursing care and, therefore, a better knowledge of the aging process and singularities of the multiple-pathology elders care-taking. Risk factors of the readmission among identified elders have been previous institutionalization in the last year and the term of hospital stay from 8 up to 30 days. The results of this investigation provide subsidies to the planning of health attention programs to the elders in the hospital context and to community follow up. It is recommended the qualification of health professionals and implantation of hospital discharge, based in educative actions that promote self-care, as well as guidelines to the care-takers, in an integrated way in relation to the other levels of care-taking. Such interventions have the objective to optimize the assistance offered and the resources invested – being humane, material or financial -, to reduce hospital readmissions and to promote the improvement in life quality of elders and their families
URI: https://app.uff.br/riuff/handle/1/831
Appears in Collections:PACCS - Teses e Dissertações

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
LUANA CARDOSO PESTANA [DISSERTAÇÃO 2012].pdf1.19 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.