Please use this identifier to cite or link to this item: https://app.uff.br/riuff/handle/1/836
Title: Dispositivos de monitoramento não críticos: aliados ou inimigos? construindo um protocolo de limpeza/desinfecção para a enfermagem
Authors: Neves, Roberta Pereira Spala
metadata.dc.contributor.advisor: Espírito Santo, Fátima Helena do
metadata.dc.contributor.members: Pinto, Cecília Maria Izidoro
Lima, Márcia Valéria Rosa
Issue Date: 2014
Publisher: Universidade Federal Fluminense
Citation: Neves, Roberta Pereira Spala. Dispositivos de monitoramento não críticos: aliados ou inimigos? construindo um protocolo de limpeza/desinfecção para a enfermagem. 2014. 229 f. Dissertação (Mestrado Profissional em Enfermagem Assistencial)-Escola de Enfermagem Aurora de Afonso Costa, Universidade Federal Fluminense, Niterói, 2014
Abstract: O estudo aborda os processos de limpeza e desinfecção dos principais dispositivos de monitoramento não críticos (termômetros, esfigmomanômetro, cabos de eletrocardiograma e oxímetro) considerando a sua participação na transmissão das infecções relacionadas à assistência à saúde. Estes equipamentos têm sido apontados como uma das principais fontes de infecção por bactérias multirresistentes causadoras de surtos infecciosos em ambiente hospitalar portanto, exigem padronização da limpeza e desinfecção, mediante um protocolo que norteie o processo de trabalho. Este estudo teve como objetivos: elaborar um protocolo de limpeza/desinfecção dos principais dispositivos de monitoramento não críticos, com base nas boas práticas e evidências na literatura, e validar este protocolo com avaliação de experts em infecção hospitalar. Trata-se de estudo descritivo e exploratório, que no seu desenvolvimento seguiu as seguintes etapas: revisão integrativa da literatura, elaboração do protocolo de limpeza e desinfecção dos principais dispositivos de monitoramento não críticos e validação do protocolo por experts em infecção hospitalar. A elaboração do protocolo ocorreu a partir das boas práticas identificadas nos estudos selecionados na revisão integrativa, livros, teses, dissertações e documentos de órgãos nacionais e internacionais sobre a temática. Para validação do protocolo foram selecionados cinco experts em infecção hospitalar, de acordo com os critérios de seleção sugeridos no estudo. Após avaliação de cada recomendação do protocolo proposto, em um questionário, foi calculado o grau de concordância entre eles por média ponderada. A partir da análise dos registros dos experts e, considerando o grau de concordância das respostas, foi elaborado o protocolo final. Assim, respondendo aos objetivos do estudo, inicialmente tem-se o protocolo construído a luz do conhecimento científico que foi chancelado por um grupo de experts gerando o protocolo final. Este protocolo é portanto, o produto desta pesquisa e com ele pretende-se padronizar os processos de limpeza e desinfecção destes dispositivos, visando preencher as lacunas do conhecimento teórico/prático identificadas sobre a temática e reduzir os riscos de transmissão de infecção por estes artigos. Este protocolo será proposto à Comissão de Controle de Infecção Hospitalar da Secretaria Estadual de Saúde do Rio de Janeiro, a fim de implementá-lo nas unidades de pronto atendimento 24 horas (UPAs 24hs) testando sua aplicabilidade e futuramente sua eficácia.
metadata.dc.description.abstractother: The study discusses the procedures of cleaning and disinfection of the main non-critical monitoring devices (thermometers, sphygmomanometer, electrocardiography wires and oximeters wires) considering their participation in the transmission of infections related with health care. These equipments have been identified as the major source of infection by multiresistant bacteria that causes hospital infections, therefore, require standardization of cleaning and disinfection, by using a protocol that guides the work process. This study aims to: develops a protocol for cleaning / disinfection of the main non-critical monitoring devices, based on best practices and evidence in the literature, and validate this protocol with assessment of experts in hospital infections. It is descriptive and exploratory study, which involved the following steps: integrative literature review, development of the protocol for cleaning and disinfection of the main devices of non-critical monitoring and a validation of this protocol by the experts of hospital infection. The protocol development is based on best practices identified in the studies selected in integrative review, books, thesis, dissertations and national and international documents on the subject. To validate the protocol, five experts in hospital infection were selected according to the selection criteria suggested in the study. After evaluating each recommendation of the proposed protocol, in a questionnaire, the degree of agreement was calculated by weighted average. From the analysis of the observations of experts and considering the degree of agreement of answers, a final protocol was developed. So, to answer the aim of this work, first of all, a protocol was developed with scientific knowledge and afterward judged by some experts, which leads to a final protocol. Therefore this final protocol is the result of this study and it is intended to standardize the process of cleaning and disinfection of these devices, fill gaps in theoretical/practical knowledge on the subject and reduce the risk of infection transmission by these objects. These protocol will be proposed to the of Hospital Infection Control Committee at the State Department Health of Rio de Janeiro, to implement it in emergency care unit (called “UPAs 24 hs”) testing its applicability and future effectiveness.
URI: https://app.uff.br/riuff/handle/1/836
Appears in Collections:MPEA - Teses e Dissertações

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Roberta Neves.pdf1.97 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.