Please use this identifier to cite or link to this item: https://app.uff.br/riuff/handle/1/8380
Title: Determinação de HPAs em águas de postos revendedores de combustíveis usando cromatografia a gás com detector de ionização por chama
Authors: Corrêa, Antônia Machado
metadata.dc.contributor.advisor: Leal, Kátia Zaccur
metadata.dc.contributor.members: Santos, Maria Bernadete Pinto dos
Marques, Flávia Ferreira de Carvalho
Issue Date: 2017
Publisher: Universidade Federal Fluminense
Citation: CORRÊA, Antônia Machado. Determinação de HPAs em águas de postos revendedores de combustíveis usando cromatografia a gás com detector de ionização por chama. Niterói, 2017. 72 f. Trabalho de Conclusão de Curso (Bacharelado em Química Industrial) - Instituto de Química, Universidade Federal Fluminense, 2017.
Abstract: Hidrocarbonetos policíclicos aromáticos (HPAs) são compostos orgânicos amplamente estudados devido a sua toxicidade e atividade carcinogênica. Podem ser detectados em alta concentração em sedimentos marinhos e águas residuais e poluídas, sendo assim usados como bioindicadores para a indústria de petróleo e como indicadores de poluição ambiental. Neste trabalho investigou-se a presença dos 16 HPAs de maior prioridade, segundo a EPA (Agência de Proteção Ambiental dos Estados Unidos), em amostras de água que passaram por um processo de separação de óleo em postos revendedores de combustíveis, nas cidades do Rio de Janeiro e Niterói. Os analitos foram separados da matriz aquosa por extração líquido-líquido em funil de separação usando diclorometano e foram reconstituídos em iso-octano para a determinação por meio de cromatografia a gás com detector de ionização por chama. O método apresentou resultados satisfatórios para a determinação de 11 dos 16 HPAs. Os limites de detecção e quantificação do método variaram de 0,04 a 2,46 mg L-1 e de 0,15 a 8,20 mg L-1, respectivamente. Acenafteno e o fluoreno foram detectados em todas as amostras. O benzo[a]pireno apresentou concentrações preocupantes nas amostras coletadas no Rio de Janeiro, entre 17,19 ± 1,20 e 31,47 ± 3,90 μg L-1 estando acima da sua solubilidade em água e das concentrações máximas estipuladas por órgãos reguladores como a CONAMA. Dois dos estabelecimentos apresentaram grande quantidade de HPAs na água separada do óleo. No posto A foram quantificados 9 HPAs com concentrações que atingiram até 31,47 ± 3,90 μg L-1 e no posto D foram quantificados 6 destes compostos com concentrações até 153,10 ± 86,55 μg L-1. Isto que representa um perigo à saúde e ao meio ambiente, já que após o tratamento, esta água pode entrar na cadeia alimentar e em ecossistemas.
metadata.dc.description.abstractother: Polycyclic aromatic hydrocarbons (PAHs) are organic compounds widely studied for their toxicity and carcinogenic activity. These compounds can be detected at high concentrations in marine sediments and waste and polluted waters, thus being used as bio-indicators for the oil industry and as environmental pollution indicators. This work investigated the presence of the 16 priority PAH, according to EPA (Environmental Protection Agency of the United States), in water samples that underwent an oil separation process at gas stations in the cities of Rio de Janeiro and Niterói. The analytes were separated from the aqueous matrix by liquid-liquid extraction in a separatory funnel using dichloromethane and reconstituted into iso-octane for analysis by gas chromatography with flame ionization detector. The method presented suitable results for the determination of 11 of the 16 PAH. The method detection and quantitation limits ranged from 0,04 to 2,46 mg L-1 and from 0,15 to 8,20 mg L-1, respectively. Acenaphthene and fluorene were detected in all samples. Benzo[a]pyrene presented troublesome concentrations in the samples collected in Rio de Janeiro, between 17,19 ± 1,20 and 31,47 ± 3,90 μg L-1, being above its water solubility and its maximum concentrations stipulated by several regulatory institutions, such as CONAMA. Two of the locations studied presented large amounts of PAH in the water separated from oil. At gas station A, 9 PAHs with concentrations up to 31,47 ± 3,90 μg L-1 were quantified, and at gas station D, 6 of these compounds were quantified at concentrations up to 153,10 ± 86,55 μg L-1. This is a danger to human health and the environment, since after treatment, this water can enter the food chain and ecosystems.
URI: https://app.uff.br/riuff/handle/1/8380
Appears in Collections:GGQ - Trabalhos de Conclusão de Curso - Bacharelado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
MFC 2017.1_Antônia Machado Corrêa_ASSINADO.pdf1.61 MBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons