Please use this identifier to cite or link to this item: https://app.uff.br/riuff/handle/1/8382
Title: A produção do campo da responsabilidade social empresarial no Brasil e nos Estados Unidos : atores, ideais e instrumentos
Authors: Duarte, Francisco José Mendes
metadata.dc.contributor.advisor: Góis, João Bosco Hora
metadata.dc.contributor.members: Alcântara, Luciene Burlandy Campos de
Honorato, Cezar Teixeira
Carvalho, Alessandra
Santa Cruz, Lúcia Maria Marcellino de
Issue Date: 2013
Abstract: O presente estudo busca compreender a expansão do movimento de Responsabilidade Social Empresarial no Brasil e nos Estados Unidos. Para tanto, tomamos como eixo de análise o processo de formação e expansão do Instituto Ethos de Empresas e Responsabilidade Social. Isto porque a gênese deste Instituto remonta o contato de um grupo de empresários brasileiros com a organização estadunidense, Business for Social Responsibility (BSR). Logo, demonstramos como se deu formlação da ideia de RSE no campo empresarial estadunidense e o processo de formação e consolidação do BSR enquanto um dos principais agentes difusores desta ideia no plano internacional. Em seguida, considerando as diferenças entre as duas sociedades, sobretudo no que tange às culturas empresariais, procuramos entender as relações do Ethos com o BSR e como a organização brasileira traduziu a concepção de RSE do BSR para o cenário brasileiro. No bojo deste processo, ressaltamos também os mecanismos de distinção que o Ethos imprimiu na concepção importada, obsevando assim as peculiaridades do projeto construído pelo Instituto. Com vistas a compreender a dinâmica deste movimento de forma mais profunda, analisamos também a inserção da concepção de RSE produzida pelo Ethos na Federação das Indústrias do Estado de São Paulo e na Federação das Indústrias do Estado do Rio de Janeiro. Dando ênfase aos conflitos que permeiam os projetos políticos das quatro organizações abordadas, defendemos a tese de que o movimento de RSE é um campo de poder e como tal é um espaço de disputas em torno dos significados da própria ideia de RSE.
metadata.dc.description.abstractother: This study seeks to understand the expansion of the Corporate Social Responsibility (CSR) movement in Brazil and the United States. In the center of this analysis is the process of formation and expansion of the Instituto Ethos de Empresas e Responsabilidade Social. This is because the genesis of this institute dates back the contact of a group of Brazilian businessmen with the U.S. organization, Business for Social Responsibility (BSR). We will then explore how the idea of CSR was formed in the American entrepreneurial field, and more importantly how BSR became one of the most important agents to internationally spread the idea of CSR. Then, considering the differences between the two societies, especially in relation to corporate cultures, we will seek to understand how the Ethos translated BSR's concept of CSR for the Brazilian scenario. In the midst of this process, we will also identify the mechanisms of distinction that the Ethos printed on the imported concept, emphasizing the peculiarities of its project. In order to understand the dynamics of this movement more deeply, we will additionally analyze the adoption of the Institute’s CSR concept by the Federação das Indústrias do Estado de São Paulo and the Federação das Indústrias do Estado do Rio de Janeiro. When emphasizing the confrontations that pervades the political projects of the four organizations discussed, we will defend the thesis that the CSR movement is a field of power, that is, a space of disputes revolving around the CSR concept.
URI: https://app.uff.br/riuff/handle/1/8382
Appears in Collections:PPGESS - Teses e Dissertações

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
FranciscoJoseMendesDuarte.pdf2.34 MBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons