Please use this identifier to cite or link to this item: https://app.uff.br/riuff/handle/1/8385
Title: A integralidade na atenção à saúde da população
Other Titles: Integrality in the population’s health care programs
Authors: Silva Júnior, Aluísio Gomes da
Pinheiro, Roseni
Ferla, Alcindo
Issue Date: 2007
Publisher: Ciência & Saúde Coletiva
Citation: PINHEIRO, Roseni; FERLA, Alcindo and SILVA JUNIOR, Aluisio Gomes da. A integralidade na atenção à saúde da população. Ciênc. saúde coletiva [online]. 2007, vol.12, n.2, pp.343-349. ISSN 1413-8123
Abstract: Este artigo discute o princípio da integralidade do Sistema Único de Saúde no Brasil, a partir das práticas. Integralidade é o eixo organizativo de práticas de gestão das ações, que tem na garantia do acesso aos níveis de atenção mais complexos seu principal desafio. Desenvolvemos um referencial analítico ancorado em três dimensões: organização dos serviços, conhecimentos e práticas de trabalhadores de saúde e políticas governamentais com participação da população na sua formulação. As práticas de gestão são campo de construção da integralidade, constituindo arena política na qual participam gestores públicos de diferentes esferas de governo, prestadores privados, trabalhadores de saúde e sociedade civil organizada. Integralidade na atenção à saúde da população é fruto da interação democrática dos sujeitos implicados na construção de respostas governamentais capazes de contemplar as diferenças expressas nas demandas em saúde
metadata.dc.description.abstractother: This article examines integrality as one of the doctrinal principles of the Brazilian State Health Policy – the Unified Health System (SUS) – whose aim is to offer health care as a right and as a service. Integrality is the foundation around which managerial activity practices are organized and whose main challenge is guaranteeing access to the health care system’s most complex assistance levels. We developed an analytical reference grounded on three dimensions: service organization, knowledge, the practices of health workers and government policy formulation with input from the population. Managerial practices are fertile ground for integrality and are the political arena in which public managers of different government levels, private service providers, health care workers and organized civil society participate. Integrality in health care can only occur through the democratic interaction of subjects involved in the creation of government responses which are capable of contemplating the differences expressed in the health care needs.
URI: https://app.uff.br/riuff/handle/1/8385
Appears in Collections:ISC - Artigos de periódicos e Trabalhos apresentados em Eventos

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
integralidade na saude a populacao.pdf63.78 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.