Please use this identifier to cite or link to this item: https://app.uff.br/riuff/handle/1/8429
Title: Sono e consumo alimentar em adolescentes de uma escola pública de Niterói – RJ
Authors: Couto, Camilla da Silva
metadata.dc.contributor.advisor: Yokoo, Edna Massae
metadata.dc.contributor.advisorco: Souza, Bárbara da Silva Nalin de
metadata.dc.contributor.members: Yokoo, Edna Massae
Cunha, Diana Barbosa
Wahrlich, Vivian
Rosa, Maria Luiza Garcia
Issue Date: 13-Dec-2017
Citation: COUTO, Camilla da Silva. Sono e consumo alimentar em adolescentes de uma escola pública de Niterói-RJ. 2017. 110 f. Dissertação (Mestrado em Saúde Coletiva) - Universidade Federal Fluminense, Niterói, 2017.
Abstract: INTRODUÇÃO: Os adolescentes têm apresentado hábitos alimentares não saudáveis e tem se observado redução na duração do sono nessa faixa etária, ocasionada por alterações fisiológicas, além de outros fatores vinculados ao estilo de vida. A curta duração do sono tem se destacado como potencial fator de influência no consumo alimentar, pois tem se associado a alterações nos hormônios do apetite. Estudos realizados em adolescentes mostram associações entre duração do sono e hora de dormir com escolhas alimentares desfavoráveis, mas há resultados discordantes. OBJETIVO: analisar a associação entre sono, considerando a duração do sono e a hora de dormir, e o consumo alimentar de adolescentes matriculados em uma escola pública de Niterói/RJ. MÉTODOS: Estudo transversal com adolescentes de 10 a 17 anos. Foi aplicado questionário autopreenchível com Personal Digital Assistant (PDA), no qual eram informadas a hora habitual de dormir e acordar; foram aplicados dois recordatórios de 24 horas através de software específico, com cálculo de ingestão de macronutrientes e açúcar de adição, e classificação de oito grupos alimentares (refrigerantes, bebidas, biscoito salgado, bolos e biscoitos doces, doces, feijão, frutas e hortaliças); foram aferidos peso e estatura para cálculo de Índice de Massa Corporal (IMC); e foi avaliada maturação sexual por autoclassificação. Foi aplicado método do National Cancer Institute para estimar o consumo usual dos macronutrientes, açúcar de adição e grupos de alimentos. Foi utilizada regressão linear múltipla para verificar associação das variáveis de exposição (duração do sono e hora de dormir) com o consumo de macronutrientes e açúcar de adição, e regressão gama com link de log para os grupos de alimentos, com as seguintes variáveis de ajuste: sexo, idade, IMC, maturação sexual e ingestão usual de energia. Foram considerados significativos os valores de p ≤0,05. RESULTADOS: Foram incluídos 295 adolescentes, 49,8% do sexo masculino, com duração média de sono de 8,3 horas e média de hora de dormir de 22h31. Nas regressões ajustadas dos nutrientes, observou-se associação inversa estatisticamente significativa entre duração do sono e consumo de carboidratos (β= -1,38; p= 0,027), proteínas (β= -0,27; p= 0,039) e lipídios (β= -0,33; p= 0,048), e com nível de significância borderline no consumo de açúcar de adição (β= -0,63; p= 0,061); não foram encontrados resultados estatisticamente significativos nas análises com hora de dormir. Nas regressões ajustadas dos grupos de alimentos, foi observada associação direta entre duração do sono e consumo de frutas (Exp β= 1,03; p= 0,035) e hortaliças (Exp β= 1,01; p= 0,036), e associação inversa entre hora de dormir e consumo de frutas (Exp β= 0,95; p= <0,001) e hortaliças (Exp β= 0,97; p= 0,017). CONCLUSÃO: A curta duração do sono e o hábito de dormir tarde podem estar associados a escolhas alimentares menos saudáveis entre os adolescentes
metadata.dc.description.abstractother: BACKGROUND: Adolescents have presented unhealthy eating habits and a reduction in sleep duration in this age group has been observed, due to physiological changes, as well as other factors related to lifestyle. Short sleep duration has been highlighted as a potential influence factor in food intake, since it has been associated with changes in appetite hormones. Studies in adolescents have shown associations between sleep duration and bedtime with unfavorable eating choices, but there are conflicting results. OBJECTIVE: to analyze the association between sleep, considering sleep duration and bedtime, and food intake of adolescents enrolled in a public school in Niterói/RJ. METHODS: Cross-sectional study with adolescents aged 10 to 17 years. Self-administered questionnaire was applied with Personal Digital Assistant (PDA), in which the usual bedtime and wake-up time were informed; two 24-hour food recall were applied through specific software, with calculation of macronutrient intake and added sugar, and classification of eight food groups (soft drinks, beverages, salted biscuits, cakes and sweet biscuits, sweets, beans, fruits and vegetables); weight and height were obtained for the calculation of Body Mass Index (BMI); and sexual maturation was assessed by self-classification. The National Cancer Institute's was applied to estimate usual intake of macronutrients, added sugar and food groups. Multiple linear regression was used to verify the association of the exposure variables (sleep duration and bedtime) with macronutrients and added sugar intake, and gamma regression with log linkage for food groups, adjusted by sex, age, BMI, sexual maturation and usual energy intake in all models. Values of p ≤0.05 were considered significant. RESULTS: A total of 295 adolescents were included, 49.8% were male, with a mean sleep duration of 8.3 hours and a mean of bedtime of 22h31. In the adjusted regressions with nutrients, there was a statistically significant inverse association between sleep duration and consumption of carbohydrates (β= -1,38; p= 0,027), protein (β= -0,27; p= 0,039) and lipids (β= -0,33; p= 0,048), and a borderline significance level in added sugar intake (β = -0.63; p= 0.061); no statistically significant results were found in analyzes with bedtime. In the adjusted regressions with food groups, a direct association between sleep duration and fruits (Exp β= 1.03; p= 0.035) and vegetables intake (Exp β= 1.01; p= 0.036) was observed, and an inverse association between bedtime and fruits (Exp β= 0.95; p= 0.001) and vegetables intake (Exp β= 0.98; p= 0.017). CONCLUSION: Short sleep duration and later bedtimes may be associated with unhealthy eating choices among adolescents
URI: https://app.uff.br/riuff/handle/1/8429
Appears in Collections:PPGSC - Teses e Dissertações

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Dissertação FINAL.pdf1.09 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.