Please use this identifier to cite or link to this item: https://app.uff.br/riuff/handle/1/8441
Title: Associação entre o peptídeo natriurético do tipo B e a variabilidade da pressão arterial em uma mesma consulta
Authors: Rodrigues, Ana Beatriz dos Reis
metadata.dc.contributor.advisor: Rosa, Maria Luiza Garcia
metadata.dc.contributor.members: Gismondi, Ronaldo Altenburg Odebrecht Curi
Souza, Fábio de
Souza, Bárbara da Silva Nalin de
Issue Date: 13-Dec-2017
Publisher: UNIVERSIDADE FEDERAL FLUMINENSE
Citation: RODRIGUES, Ana Beatriz dos Reis. Associação entre o peptídeo natriurético do tipo B e a variabilidade da pressão arterial em uma mesma consulta. 2017. 49 f. Dissertação (Mestrado em Saúde Coletiva) - Universidade Federal Fluminense, Niterói, 2017.
Abstract: Rodrigues, Ana Beatriz dos Reis. Associação entre o peptídeo natriurético do tipo B e a variabilidade da pressão arterial em uma mesma consulta. 2017. Dissertação (Mestrado em Saúde Coletiva) Instituto de Saúde da Comunidade, Universidade Federal Fluminense, Niterói, 2017. Introdução: A variabilidade da pressão arterial (PA) em uma mesma consulta é definida como a diferença nos valores da pressão arterial sistólica (PAS) e diastólica (PAD) mensuradas em diferentes ocasiões, com intervalo de um minuto entre elas. Recentemente, pesquisas têm mostrado que essa variação tem valor prognóstico para as doenças cardiovasculares, independente dos níveis pressóricos. Objetivo: Avaliar se a variabilidade da pressão arterial em uma mesma consulta se associa com os níveis séricos do peptídeo natriurético do tipo B em uma população assistida em nível primário. Métodos: Estudo transversal realizado com indivíduos da atenção básica do Programa Médico da Família (PMF) localizado em Niterói, no Estado do Rio de Janeiro. Foram incluídos 630 participantes com idade entre 45 a 99 anos, de ambos os sexos, que completaram a investigação cardíaca e tinham três medidas da PA analisadas na linha de base do ESTUDO DIGITALIS. Os pacientes foram agendados para uma visita de um dia que consistiu em avaliação clínica e testes laboratoriais. Foram realizadas três leituras da PA, separadas a um minuto, e a variabilidade em uma mesma consulta foi determinada como o coeficiente de variação (CV) das três medidas da PA e avaliadas a partir de seus quintis. O desfecho foi os níveis do BNP que foi avaliado em sua forma contínua. Resultados: A mediana da idade foi de 57 anos e 62,1 % eram do sexo feminino. A mediana da PAS e PAD foram, respectivamente, 134,58 mmHg e 81,67 mmHg e do BNP 16 pg/ml. Na análise bivariada pela regressão gama, observou-se uma diferença estatisticamente significativa de valores do BNP entre o primeiro quintil do CV da PAD (categoria de referência) e os demais quintis (p ≤0,05). Referente ao CV da PAS, somente a diferença entre o quarto e o primeiro quintil foi estatisticamente significativo (Exp β= 1,41; p = 0,005) . No modelo múltiplo, apenas o quinto quintil do CV da PAD foi associado ao BNP após o ajuste para múltiplos fatores de confusão (Exp β= 1,33; p= 0,004). Conclusão: Os resultados indicam haver uma associação independente, positiva e estatisticamente significativa entre a variabilidade da PAD em uma mesma consulta e o BNP, demonstrando que a média do BNP do quinto quintil foi 33 % maior que a média do primeiro IX quintil. Do ponto de vista clínico, trata-se de um resultado importante uma vez que a variabilidade da PAD em uma mesma consulta pode ser um parâmetro relevante na avaliação do risco cardiovascular na prática cotidiana na atenção primária
metadata.dc.description.abstractother: Rodrigues, Ana Beatriz dos Reis. Association between B-type natriuretic peptide and within-visit blood pressure variability. 2017. Dissertation (Masters in Public Health) Institute of Community Health, Universidade Federal Fluminense, Niterói, 2017 Introduction: The within-visit blood pressure variability is defined as the difference in readings of the systolic blood pressure (SBP) and diastolic blood pressure (DBP) measured in separate moments during the consultation, with an intervalo of one minute between them. Recent researches have indicated that this variability is of prognostic relevance for cardiovascular diseases, irrespective of the blood pressure levels. Objective: To evaluate if the whitin-visit blood pressure variability is associated with the B-type natriuretic peptide (BNP) serum levels in a population in a primary health care setting. Methods: A cross-sectional study perfomed in individuals under the primary care program, located in Niteroi, in the Rio de Janeiro state of Brazil. The study comprised of 630 participants of both sexes between the age of 45 and 99, all of wich completed the cardiac investigation and had three measurements of blood pressure interpreted according to the ESTUDO DIGITALIS. The patients were scheduled for a single-day visit that consisted of clinical evaluation and laboratory tests. A total of three readings of the blood pressure was taken, with onde minute intervals in between each of them and the whitin-visit variability was determined using the coefficient of variation (CV) of the three measurements of the blood pressure and the evaluation of their quantiles. The result was that the BNP levels were evaluated in a continuous manner. Results: The median age of the patients was 57 years and 62,1% of them were females. The median readings of systolic and diastolic pressure were 134,58 mmHg and 81,67 mmHg respectively, and the median result of serum levels of BNP was 16 pg/ml. A bivarate gamma distribution analysis identified a statistically significant difference in BNP values between the first quantile of the CV of the DBP (reference category) and the other quantiles (p ≤0,05). Regarding the CV of the SBP, only the difference between the fourth and the first quantile was statistically significant (Exp β= 1,41; p=0,005). In the multiple model, only the CV of the DBP was associated with BNP even after accounting for multiple confounding factors (Exp β= 1,33; p= 0,004). XI Conclusion: The results indicate a statistically significant, positive, independent association between the within-visit DBP variability and BNP, demonstrating that the average of BNP in the fifth quintile was 33% higher than the average of the first quintile. From a clinical perspective, this is an important result as the variability of the DBP in a within-visit can be a relevant parameter in the assessment of cardiovascular risk in the everyday practice in a primary care setting
URI: https://app.uff.br/riuff/handle/1/8441
Appears in Collections:PPGSC - Teses e Dissertações

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Dissertação 04.pdf1.03 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.