Please use this identifier to cite or link to this item: https://app.uff.br/riuff/handle/1/8467
Title: A internet como coadjuvante no empoderamento dos pacientes que vivem com o HIV/AIDS
Authors: Falcão, Luciene Dutra
metadata.dc.contributor.advisor: Koifman, Lilian
metadata.dc.contributor.advisorco: Garbin, Helena Beatriz da Rocha
metadata.dc.contributor.members: Koifman, Lilian
Guilam, Maria Cristina Rodrigues
Claro, Lenita Barreto Lorena
Campany, Luciana Narciso da Silva
Machado, Mônica Tereza Christa
Issue Date: 2018
Publisher: UNIVERSIDADE FEDERAL FLUMINENSE
Citation: FALCÃO, Luciene Dutra. A internet como coadjuvante no empoderamento dos pacientes que vivem com o HIV/AIDS. 2018. 61 f. Dissertação (Mestrado em Saúde Coletiva) - Universidade Federal Fluminense, Niterói, 2018.
Abstract: Este trabalho discute o uso da internet como instrumento de pesquisa em saúde, num grupo de pacientes que vivem e convivem com o HIV/AIDS. É um estudo qualitativo que envolve onze entrevistas semi-estruturadas, realizadas no mês de novembro de 2017,em um Hospital Universitário no Estado Rio de Janeiro. Os pacientes entrevistados pela pesquisa, estão em tratamento do HIV/AIDS e, além de participarem do grupo de apoio, são pacientes ambulatoriais do Departamento de Doenças Infecto Parasitárias. Para essa pesquisa, foi realizado um levantamento da literatura que aborda que aborda o tema em questão e, neste levantamento foi, apurado que a internet nos dias atuais é um dos meios de comunicação mais acessados para busca de informações sobre saúde (quando comparado com a televisão, jornais, revistas e rádio). Em contraposição com os dados teóricos levantados, dentre os entrevistados, muitos preferem o uso de outras mídias ao invés da internet. A análise das entrevistas revelou que o conhecimento adquirido pela internet ou outras mídias, não abala o respeito pelo profissional médico. Ao contrário, parece valorizar a relação médico-paciente e a confiança no saber médico. Alguns dos entrevistados nesse estudo declararam não fazer uso da internet para pesquisar sobre saúde. E afirmam que apesar de utilizar diversos meios de comunicação (em especial a internet), consideram que a principal fonte de informação em saúde é a informação ofertada pelo profissional médico ou por outro profissional de saúde capacitado. Contudo, o empoderamento, adquirido através do conhecimento obtido na internet, expresso por alguns dos entrevistados, contribuiu para o diálogo com o médico durante as consultas para juntos traçarem uma melhor conduta para o tratamento. Para os entrevistados, o acesso a informações sobre sua saúde na internet resulta no fortalecimento da relação médico-paciente
metadata.dc.description.abstractother: This paper discusses the use of the Internet as a tool for health research in a group of patients living and living with HIV / AIDS. It is a qualitative study involving eleven semi-structured interviews, conducted in November 2017, in a University Hospital in the State of Rio de Janeiro. The patients interviewed by the research are in HIV / AIDS treatment and, in addition to participating in the support group, are outpatients of the Department of Parasitic Diseases. For this research, a survey of the literature was conducted that addresses the topic in question and, in this survey, it was verified that the internet today is one of the most accessed means of communication for health information search (when compared to television, newspapers, magazines and radio). In contrast to the theoretical data collected, among those interviewed, many prefer the use of other media instead of the internet. The analysis of the interviews revealed that the knowledge acquired by the internet or other media, does not affect the respect for the medical professional. On the contrary, it seems to value the doctor-patient relationship and the trust in medical knowledge. Some of the respondents in this study stated that they did not use the Internet to research health. And they affirm that despite using several means of communication (especially the internet), they consider that the main source of information in health is the information offered by the medical professional or another qualified health professional. However, empowerment, gained through the knowledge gained on the internet, expressed by some of the respondents, contributed to the dialogue with the physician during the consultations to together outline a better course for treatment. For those interviewed, access to information about their health on the Internet results in strengthening the doctor-patient relationship
URI: https://app.uff.br/riuff/handle/1/8467
Appears in Collections:PPGSC - Teses e Dissertações

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Dissertação- 11.pdf311.19 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.