Please use this identifier to cite or link to this item: https://app.uff.br/riuff/handle/1/8565
Title: Reconstrução paleoambiental holocênica através de registros de marcadores orgânicos na Região Amazônica e Nordeste do Brasil
Authors: Zocatelli, Renata Oliveira
Sifeddine, Abdelfettah
Bossafir, Mohammed
Ometto, Jean Pierre
metadata.dc.contributor.advisor: Turcq, Bruno Jean
metadata.dc.contributor.advisorco: Bernardes, Marcelo Correa
metadata.dc.contributor.members: Cordeiro, Renato Campello
Issue Date: 2009
Abstract: Esta tese está inserida em dois projetos de cooperação entre o CNPq e o IRD-França. O projeto “Climpast” que visa adquirir mais dados de alta resolução em ambientes continentais durante o Holoceno e o projeto “Biogeoquímica dos lagos de Várzea da Bacia Amazônica”. Foi utilizada a geoquímica orgânica como principal ferramenta na reconstrução da evolução ambiental e climática lacustre em dois ambientes distintos: Várzea do Lago Grande Curuai e Lagoa do Boqueirão, localizados na região Amazônica e Nordeste do Brasil, respectivamente. Foram coletados dois testemunhos, sedimentos superficiais e amostra da vegetação do entorno do lago nas áreas estudadas. Para a caracterização da MO foram utilizados marcadores globais (C, N, S, Rock-Eval, palinofácies e δ13C e δ15N) e marcadores orgânicos como lignina, n-alcanos e triterpenos pentacíclicos. Os triterpenos pentacíclicos e seus produtos de degradação foram identificados e quantificados para avaliar os processos de diagênese ocorridos durante o transporte e deposição da matéria orgânica. Alguns triterpenos pentacíclicos se destacaram como traçadores específicos: des-A-lupano como marcador de desenvolvimento de cinturão de macrófitas ou de vegetação alagada e os PTMEs como marcador de gramíneas. Na várzea do Lago Grande Curuai a análise da composição da matéria orgânica indica a presença de uma vegetação de floresta inundada 5700 a 5100 anos cal AP. O período seguinte, após 5100 anos cal AP foi marcado pelo aumento do nível do lago, caracterizando a existência de um clima mais úmido. A partir de 5000 a várzea passa a apresentar diminuição progressiva do nível do lago. O retorno das condições atuais, mais úmidas é observado a partir de 700 anos cal AP. Na Lagoa do Boqueirão o início da sedimentação lacustre ocorreu há 7100 anos cal AP. Até 4400 anos cal AP o lago apresentou progressivo aumento do nível de suas águas. No período seguinte de 4400 a 3600 anos cal AP foi observado o estabelecimento de macrófitas sugerindo um menor nível da lagoa. Entre 3200 a 2430 anos cal AP a variabilidade dos parâmetros analisados indica a subida do nível da lagoa, porém de forma não constante, com eventos úmidos e secos se alternanando. O período entre 2340 e 1850 anos cal AP foi marcado pelo aumento de des-A-lupano e PTMEs sugerindo a diminuição do nível da lagoa e desenvolvimento de comunidades de ecossistema marginal como cinturão de Eleocharis devido a presença de um clima mais seco. Entre 1850 a 1450 anos cal AP foi observado mais um evento de subida do nível da lagoa. Entre 1450 a 850 anos cal AP foi observada a volta dos marcadores que indicam desenvolvimento de vegetação marginal. O desenvolvimento da vegetação marginal se deu de forma progressiva, porém extremamente bem marcada indicando progressivo aumento das condições secas na região. O período seguinte, de 850 a 400 anos cal AP foi marcado pela volta de condições mais úmidas a partir de 650 anos cal AP.
metadata.dc.description.abstractother: This thesis is inserted in two cooperation projects between the CNPq and the IRDFrance. The project “Climpast” which targets to achieve more high resolution data in continental environments during the Holocene and the project “Biogeoquímica dos lagos de Várzea da Bacia Amazônica”. The organic geochemistry was used as the main tool in the reconstruction of the environmental and climatic lacustrine evolution in two distinct environments: Várzea do Lago Grande Curuai and Lake Boqueirão, located in the Amazon and Northeast region of Brazil, respectively. Two cores were collected, superficial sediments and samples of the vegetation around the lake in the studied areas. For the characterization of the organic matter (OM) were utilized global markers (C, N, S, Rock-Eval, palinology and δ13C e δ15N) and biomarkers as lignin, n-alkanes and pentacyclic triterpenes. The pentacyclic triterpenes and its degradation products were identified and quantified to evaluate the diagenesis processes occurred during the transportation and deposition of the organic matter. Some pentacyclic triterpenes stood out as the specific tracers: des-A-lupane as the marker of the macrophytes belt development or flooded vegetation and the PTMEs as the marker of grasslands. In the Várzea do Lago Grande Curuai the analysis of the organic matter composition indicates the presence of flooded forest vegetation 5700 to 5100 years cal BP. The following period, after 5100 years BP, was marked by the increase of the lake level, characterizing the existence of a more wetter. From 5000 years cal BP on, the floodplain starts to show progressive decrease of the lake level. The return of the current conditions, more wet, is observed beginning 700 years cal BP. In Lake Boqueirão the beginning of lacustrine sedimentation occurred 7100 years cal BP ago. Until 4400 years BP, the lake showed progressive increase of its waters level. In the following period from 4400 to 3600 years cal BP it was observed the establishment of the macrophytes suggesting a smaller level of the lake. Between 3200 and 2430 years cal BP the variability of the analysed parameters indicates the increase of the lake level in inconstant way, with alternation of wet and dry events. The period between 2340 and 1850 years cal BP was marked by the increase of des-A-lupane and PTMEs suggesting the decrease of the lake level and the development of marginal ecosystems communities as Eleocharis belt due to a drier climate. Between 1850 and 1450 years cal BP was observed the increase of the lake level. Between 1450 and 850 years BP was observed the return of the markers that indicate the development of the marginal vegetation, which happened in a progressive but extremely marked way indicating progressive increase of the dry conditions in the region. The next period, from 850 to 400 years cal BP was market by the return of wetter conditions since 650 years cal BP.
URI: https://app.uff.br/riuff/handle/1/8565
Appears in Collections:PPG-GEO - Teses e Dissertações

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Tese RZocatelli_2009.pdf10.5 MBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons