Please use this identifier to cite or link to this item: https://app.uff.br/riuff/handle/1/8639
Title: Validação de equações antropométricas para estimativa da composição corporal em adultos e idosos residentes no município de Niterói, Rio de Janeiro
Authors: Contino, Mariana Barros Sucupira
metadata.dc.contributor.advisor: Wahrlich, Vivian
metadata.dc.contributor.members: Wahrlich, Vivian
Costa, Amina Chain
Issue Date: 2018
Publisher: UNIVERSIDADE FEDERAL FLUMINENSE
Citation: CONTINO, Mariana Barros Sucupira. Validação de equações antropométricas para estimativa da composição corporal em adultos e idosos residentes no município de Niterói, Rio de Janeiro. 2018. 76 f. Dissertação (Mestrado em Saúde Pública) - Universidade Federal Fluminense, Niterói, 2018.
Abstract: A avaliação da composição corporal tem recebido cada vez mais importância, visto sua capacidade de identificar problemas, como a obesidade e a sarcopenia, que estão associados a desfechos de saúde em adultos e idosos. No entanto, os métodos de referência para avaliação da composição corporal são, em geral, de alta complexidade, tornando necessário o uso de métodos alternativos para sua implementação a nível ambulatorial e epidemiológico. Neste cenário, a antropometria se torna uma boa alternativa, por ser de simples aplicação e ter boa reprodutibilidade. Desta forma, o presente trabalho objetivou validar equações antropométricas de predição da composição corporal em adultos e idosos residentes no município de Niterói, Rio de Janeiro. Além disso, o estado nutricional foi classificado de acordo com índices de composição corporal e novas equações antropométricas foram desenvolvidas, como alternativas a essa população. A análise foi realizada a partir da junção de dois bancos de dados, contendo adultos com idade acima dos 50 anos. Os dados foram coletados no Laboratório de Avaliação Nutricional e Funcional da Universidade Federal Fluminense. Como referência para avaliação da composição corporal, foi utilizada a absorptiometria de dupla energia de raio-x. As equações utilizadas para validação foram enumeradas de 1 a 9, para fins de representação. Os valores foram testados a partir da comparação entre as médias, onde a significância foi determinada por teste t não pareado; da concordância entre os métodos, onde foram plotados gráficos Bland-Altman e, por fim, o diagnóstico do estado nutricional a partir dos índices de composição corporal foram testados pela estatística Kappa. Por regressão múltipla linear foram desenvolvidas novas equação para estimativa da composição corporal utilizando variáveis antropométricas de simples obtenção. Foi identificado que 69,2% da amostra eram idosos, 71,6% eram mulheres e o índice de massa corporal médio foi de 27,7 kg/m². Após emprego dos diversos métodos estatísticos, foi observado que nenhuma equação se mostrou válida para a predição da composição corporal, com exceção da equação 1 em homens. Quanto ao estado nutricional, de acordo com os índices de composição corporal, mais de 30% dos homens e mulheres apresentaram obesidade e a minoria (24 e 28,7%, para homens e mulheres, respectivamente) apresentou risco para sarcopenia. Em relação às equações desenvolvidas, a variação da massa de gordura foi a variável melhor explicada pelas variáveis independentes, que incluíram o perímetro da cintura, a massa corporal, o sexo e o índice de massa corporal
metadata.dc.description.abstractother: The evaluation of body composition has received increasing importance, given its ability to identify problems, such as obesity and sarcopenia, which are associated with health outcomes in adults and elderly. However, the reference methods for assessing body composition are, generally of highly complexity, making it necessary to use alternative methods for their implementation at the outpatient and epidemiological level. In this scenario, anthropometry becomes a good alternative, because it is simple to apply and has good reproducibility. Thus, the present study aimed to validate anthropometric prediction equations for body composition in adults and elderly residents in the city of Niterói, Rio de Janeiro. In addition, nutritional status was classified according to body composition indexes and new anthropometric equations were developed as alternatives for this population. The analysis was performed from the junction of two databases, containing adults aged 50 years or more. The data were collected at the Laboratory of Nutritional and Functional Evaluation of the Federal Fluminense University. As a reference for the evaluation of body composition, we used dual-energy x-ray absorptiometry. The equations used for validation were listed from 1 to 9, for representation purposes. The values were tested by comparing means, where the significance was determined by unpaired t test; of the agreement between the methods, where Bland-Altman graphs were plotted and, finally, the diagnosis of the nutritional status from the body composition indices were tested by the Kappa statistic. By linear multiple regression, new equations were developed to estimate body composition using simple anthropometric variables. It was identified that 69.2% of the sample were elderly, 71.6% were women and the mean body mass index was 27.7 kg/m². After using the various statistical methods, it was observed that no equation was valid for the prediction of body composition, except for equation 1 in men. Regarding nutritional status, according to body composition indexes, more than 30% of men and women presented obesity and the minority (24 and 28.7% for men and women, respectively) presented a risk for sarcopenia. Regarding the developed equations, the variation of the fat mass was the variable best explained by the independent variables, which included the waist circumference, body mass, sex and body mass index
URI: https://app.uff.br/riuff/handle/1/8639
Appears in Collections:PPGSC - Teses e Dissertações

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Dissertacao - 41.pdf2.08 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.