Please use this identifier to cite or link to this item: https://app.uff.br/riuff/handle/1/8677
Title: Calibrações em glaciologia: relação entre isótopos estáveis de O e H e temperatura do ar e identificação de origem de massas de ar por isótopos radiogênicos de Sr e Nd
Authors: Bezerra, Alerson Rodrigues
metadata.dc.contributor.advisor: Silva, Heitor Evangelista da
metadata.dc.contributor.members: Machado, Wilson Thadeu Valle
Souza, Miguel Antônio Tupinamba Araujo
Issue Date: 2016
Abstract: Utilizando-se de isótopos de Sr e Nd como geotraçador de proveniência de material particulado sob a forma de poeira mineral dá informações a respeito das massas de ar que alcançam a Antártica central no presente, possibilitando a oferta de mais uma ferramenta nas interpretações de cunho ambiental e paleoclimático em escala global. Os resultados da variação dos isótopos de 18O e deutério com relação a temperatura no local do Criosfera 1 foram de –27 a -14,8ºC para o ano de 2012 e - 46 a - 25 ºC para o ano de 2013, na qual as funções para as curvas de calibração isotópica encontradas conferem taxas de 0,43 ‰ºC-13,28 ‰ºC-1 para δO18 e δD, respectivamente. Os valores de d apresentaram tendência esperada de maiores valores para menores temperaturas, sem a presença de anomalias. A linha meteórica da água local foi de δD (‰) = 7,67 δ18O(‰) -9,23, abaixo da linha meteórica global. Os resultados das razões isotópicas para Sr e Nd foram de 0,709929 <87Sr/86Sr < 0,729392 e -33,7 < ƐNd < -14,6. As trajetórias de massa de ar verificadas apresentaram com maior expressão em composições padronizadas de transporte ao longo da costa leste da Antártica. Em menor expressão, massas de ar com passagem ou origem na América do Sul, seguida do continente australiano expõem as potenciais áreas-fonte correspondentes às assinaturas isotópicas dos locais comparados, considerando ambas como potenciais áreas fonte do material encontrado na neve Antártica. A assinatura isotópica encontrada no pacote de neve correspondente aos anos de 2013 e 2015 do Criosfera 1 evidencia fontes endógenas (Mawson East e Enderby Land) à Antártica e Australianas, baseado em valores de ƐNd específicos de ambas as fontes.
metadata.dc.description.abstractother: Using Sr and Nd isotopes as particulate matter coming from geotraçador in the form of mineral dust gives information about the air masses reaching the central Antarctica at present, making it possible to offer an additional tool in the environmental nature interpretations paleoclimatic and globally. The results of the variation of the isotope 18O and deuterium with respect to the temperature Criosfera 1 site were -27 to -14,8ºC for the year 2012 and - 46 to - 25 ° C for the year 2013, in which the functions for isotopic calibration curves found confer rates of 0.43 ‰ ‰ ° C-13,28 ° C-1 for δO18 and δD, respectively. The d values were expected trend towards higher values for lower temperatures, without the presence of anomalies. The meteoric line of local water was δD (‰) = 7.67 δ18O (‰) -9.23, below the global meteoric line. The results of isotopic ratios for Sr and Nd were 0.709929 <87Sr / 86Sr <0.729392 and -33.7 <ƐNd <-14.6. Verified air mass trajectories showed more expression standardized compositions of transport along the east coast of Antarctica. In lesser degree, air masses passing or origin in South America, followed by the Australian continent expose the potential source areas corresponding to the isotopic signatures of comparison sites, considering both as potential source areas of the material found in Antarctic snow. The isotopic signature found in 2013, and 2015 snow bundle of Cryosphere 1 shows endogenous sources (Mawson East and Enderby Land) to Antarctica and Australasians, based on ƐNd values specific to both sources
URI: https://app.uff.br/riuff/handle/1/8677
Appears in Collections:PPG-GEO - Teses e Dissertações

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
DISSERTAÇÃO_ALERSON BEZERRA_GEOQUIMICA_UFF_FINAL.pdf7.93 MBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons