Please use this identifier to cite or link to this item: https://app.uff.br/riuff/handle/1/8698
Title: Estudo das vulnerabilidades socioambientais associadas à leptospirose no Município do Rio de Janeiro: técnicas de análise espacial
Authors: Chaiblich, Juliana Valentim
metadata.dc.contributor.advisor: Penna, Maria Lúcia Fernandes
metadata.dc.contributor.advisorco: Monken, Maurício
metadata.dc.contributor.members: Penna, Maria Lúcia Fernandes
Guimarães, Raphael Mendonça
Mazoto, Maíra Lopes
Issue Date: 2016
Citation: CHAIBLICH, Juliana Valentim. Estudo das vulnerabilidades socioambientais associadas à leptospirose no município do Rio de Janeiro: técnicas de análise espacial. 2016. 118 f. Dissertação (Mestrado em Saúde Coletiva) - Universidade Federal Fluminense, Niterói, 2016.
Abstract: A leptospirose é uma doença infecciosa cuja a transmissão se dá através do contato com a água ou ambiente que contenha a bactéria Leptospira spp, presente principalmente na urina de roedores. É uma doença de grande relevância para saúde pública pela sua gravidade e o modo de disseminação entre a população. No Brasil é uma doença endêmica e de notificação compulsória. No Município do Rio de Janeiro a leptospirose possui constante ocorrência de casos, porém as localidades de maior vulnerabilidade social e ambientai possui mais riscos da doença. Pretendeu-se nesta pesquisa analisar a distribuição espaço-temporal da leptospirose em contextos de vulnerabilidade no Município do Rio de Janeiro no período de 2000 a 2010, com base na hipótese de que a incidência da doença se dá de forma desigual nos territórios, sendo dependente de sua vulnerabilidade socioambiental. Na realização do estudo organizou-se um banco de dados, a partir do levantamento de dados secundários do município, oriundos das informações do Censo de 2000 e 2010 (IBGE), INPE, IPP, SINAN, SMAC e INEA. As variáveis de interesses utilizadas foram: Taxa de incidência entre 2000 a 2010; densidade demográfica; abastecimento de água (rede geral e por poços e nascentes); esgotamento sanitário; coleta de lixo (por serviços gerais de limpeza e por armazenamento em caçambas); áreas de favela; uso e ocupação do solo; e geomorfologia e altimetria. A metodologia baseou-se nas análises de mapas temáticos produzidos em ambientes de geoprocessamento. Sendo assim, foram realizadas estatísticas espaciais como estimador bayesiano local para as taxas de incidência e densidade de kernel. Além da espacialização de cada variável social e ambiental, posteriormente foi realizado a junção das mesmas através de análise multicritério, afim de resultar em um Mapeamento de Índice de Vulnerabilidade à Leptospirose (IVL). Nos resultados, os bairros considerados como taxas de incidência alta foram Bonsucesso e Campinho, ambos da zona norte (AP 3) e Saúde, no centro (AP 1), e consideradas taxas de incidência muito altas os bairros de Barra de Guaratiba, Pedra de Guaratiba e Grumari (zona oeste, AP 5 e o último AP 4). Estes bairros foram considerados com IVL significativo. São locais que possuem em algumas áreas estruturas sanitárias precárias com população carente e de baixa renda, além ocorrerem constantes transtornos ocasionados por alagamentos em épocas de chuvas em áreas com mais baixas. Sugere-se que leptospirose acomete com maior frequência populações carentes que vivem em ambientes com fragilidades nos serviços sanitários. São necessárias ações de vigilância em saúde e atenção básica que levem em consideração as peculiaridades de cada território local, afim de identificar e intervir nos possíveis agravos ou doenças que possam acometer aquela população específica. As ações de prevenção, promoção e cuidados devem ser focadas nos territórios com maiores fatores de risco nos eventos de saúde, como a leptospirose
metadata.dc.description.abstractother: Leptospirosis is an infectious disease whose transmission is through contact with water or environment containing the bacteria Leptospira spp, mainly present in the urine of rodents. It is a very important disease to public health due to its significance and spread so among the population. In Brazil is an endemic and mandatory notification disease. In Rio de Janeiro city leptospirosis have constant occurrences of cases, but in larger social and environmental vulnerabilities locations have more risks of disease’s ocurrence. The puropose of this research was to analyze the spatiotemporal distribution of leptospirosis in vulnerable social and environmental contexts in the municipality of Rio de Janeiro from 2000 to 2010, based on the hypothesis that the incidence of the disease occurs unevenly in the territories, being dependent of its social and environmental vulnerability. In the achievement of this study was organized database from collection of secondary data of the Rio de Janeiro city, coming from the Census data 2000 and 2010 (IBGE), INPE, IPP, SINAN, SMAC and INEA. The variables of interest used were: incidence rate from 2000 to 2010; demographic density; water supply (general network and wells and springs); sanitary sewage; garbage collection (for general cleaning services and storage buckets); slum areas; land use and occupation; and geomorphology and altimetry. The methodology was based on the analysis of thematic maps produced in geoprocessing environments. It was carried out spatial statistics, and local Bayes estimates for incidence rates and kernel density. In spatialization of each social and environmental variable, which was subsequently carried out joining the same through multi-criteria analysis, in order to result in a vulnerability index mapping leptospirosis (IVL). In the results, the districts considered high incidence rates were Bonsucesso and Campinho, both from north (AP 3) and Health, in the city center (AP 1), and considered very high incidence rates of the Barra de Guaratiba, Pedra de Guaratiba and Grumari neighborhoods (west, AP 5 and the last AP 4). These neighborhoods were considered with significant IVL. They are places that have some poor sanitary structures areas with needy and low-income populations, beyond there occur constant disorders caused by flooding in rainy seasons in locations with lower altitudes. It is suggested that leptospirosis affects more frequently poor populations living in areas with weaknesses in health services. It is necessary that the surveillance actions in health and primary care take into account the peculiarities of each local territory, in order to identify and intervene in possible injuries or diseases that can affect that specific population. The actions of prevention, promotion, and healthcare must be focused in the áreas with the greatest risk factors in health events, such as leptospirosis
URI: https://app.uff.br/riuff/handle/1/8698
Appears in Collections:PPGSC - Teses e Dissertações

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Juliana Valentim Chaiblich Dissertação.pdf6.91 MBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons