Please use this identifier to cite or link to this item: https://app.uff.br/riuff/handle/1/8736
Title: Metodologias de avaliação centradas no usuário: análise de duas experiências internacionais sob a ótica da integralidade em saúde
Authors: Lima, Ricardo Heber Pinto
metadata.dc.contributor.advisor: Silva Junior, Aluisio Gomes da
metadata.dc.contributor.advisorco: Alves, Marcia Guimarães de Mello
metadata.dc.contributor.members: Silva Júnior, Aluísio Gomes da
Berenger, Mercedes Moreira
Coelho, Karla Santa Cruz
Carap, Leonardo Justin
Alexandre, Gisele Caldas
Issue Date: 2015
Citation: LIMA, Ricardo Heber Pinto. Metodologias de avaliação centradas no usuário: análise de duas experiências internacionais sob a ótica da integralidade em saúde. 2015. 117 f. Dissertação (Mestrado em Saúde Coletiva) - Universidade Federal Fluminense, Niterói, 2015.
Abstract: Metodologias tradicionais de avaliação tem se mostrado insuficientes para dar conta do desafio atual dos sistemas de saúde. Nesse cenário, encontra-se na avaliação centrada no usuário uma nova perspectiva em abordagens que possam influenciar mudanças positivas no modelo tecnoassistencial existente. Para esta pesquisa, foram escolhidos dois dos mais importantes portais de avaliação de Sistemas de Saúde do mundo, o inglês NHS choices e o norteamericano NCQA. Objetiva-se, através de análise destas metodologias sob a ótica da integralidade, contribuir para a formulação de estratégias inovadoras no campo da avaliação de serviços de saúde, enfatizando a visão dos usuários. São descritas as metodologias, destacando--se suas definições, suas histórias, seus tempos de existência e suas missões. Para sistematização das propostas foram selecionados seus mecanismos de obtenção de informações dos usuários. Para análise dos aspectos da integralidade envolvidos em tais metodologias, foram agrupadas características em seis categorias: 1) A noção de direito à saúde; 2) Aspectos do acesso; 3) Escuta qualificada e diálogo; 4) Vínculo e responsabilização; 5) Aspectos formativos e 6) Resolutividade. Dentre diversos aspectos pontuados, percebe-se que há uma crescente preocupação com o acesso eletrônico à saúde. Argumenta-se que, na perspectiva de uma abordagem nacional, deve ser considerado, antes de mais nada, o direito à saúde. Afinal de contas, para o Brasil, a saúde é um direito – ou deveria ser. Nesse sentido, a transparência de informações, a interação entre usuários e profissionais, usuários e gestores e usuários entre si, assim como a prestação de contas pública das instituições são aspectos importantes a serem aprendidos. Outro ponto digno de nota foi o reconhecimento do usuário como fonte de informações estratégica e indispensável para uma avaliação de um sistema baseado na integralidade
metadata.dc.description.abstractother: Traditional evaluation methods have been insufficient on taking on today’s healthcare challenges. In this picture, patient centred evaluation has brought a new perspective on approaches that can influence positively the existing care model. Two of the most important healthcare systems evaluation method websites have been chose for this research: the NHS choices from England, and USA’s NCQA. Though the analysis of these methods under the integrality perspective, we aim to contribute to the making of innovative strategy in the healthcare evaluation field, emphasizing the patient’s perspective. The chosen methods are described with special relevance to its histories, time of existence and its missions. The arrangement of the obtained information was based on the websites mechanism of getting evaluation data from patients. The analysis of integrality aspects of each method was made by grouping aspects of the method in six different dimensions: 1) The notion of health as a legal right; 2) Aspects of access; 3) Qualified listening and common ground; 4) Bonding and responsabilization; 5) Formative aspects; and 6) Resoluteness. Between several noted aspects, we perceived a growing concern on electronic access to health. In a brazillian approach it must be taken in consideration, before anything else, the legal right to have health. After all, in Brazil, health is a right – or at least should be. Said that, information transparency, interactions between healthcare workers and patients, between managers and patients and between patients among themselves, as a public accountability from institutions are important lessons to be learned. Another point worth noting is the recognition of patients as a strategic source of information and indispensable for an integrality based evaluation of healthcare
URI: https://app.uff.br/riuff/handle/1/8736
Appears in Collections:PPGSC - Teses e Dissertações

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
120927 dissertação - 61.pdf977.2 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.