Please use this identifier to cite or link to this item: https://app.uff.br/riuff/handle/1/876
Title: Educação permanente em saúde: inventando desformações
Authors: Figueiredo, Eluana Borges Leitão de
metadata.dc.contributor.advisor: Gouvêa, Mônica Villela
metadata.dc.contributor.members: Gomes, Maria Paula Cerqueira
Abrahão, Ana Lúcia
Issue Date: 2014
Publisher: Universidade Federal Fluminense
Citation: Figueiredo, Eluana Borges Leitão de. Educação permanente em saúde: inventando desformações. 2014. 115 f. Dissertação (Mestrado Profissional em Ensino na Saúde)-Escola de Enfermagem Aurora de Afonso Costa, Universidade Federal Fluminense, Niterói, 2014
Abstract: A Educação Permanente em Saúde (EPS) e sua expressão nas práticas locais é o objeto deste estudo. Buscou-se conhecer tal expressão em um município da região Médio Paraíba, interior do estado do Rio de Janeiro, considerando os movimentos institucionais e inventivos sob o referencial teórico de Paulo Freire e Adolfo Sanchez Vásquez em simbiose com a poesia de Manoel de Barros. Três questões nortearam o estudo: Quais concepções pedagógicas municipais predominam nas propostas e ações institucionais de formação? Como os trabalhadores da gestão e da atenção básica concebem e praticam a EPS no município sob as perspectivas institucional e inventiva? Como produzir, com os sujeitos participantes, dinâmicas sociais inventivas? Como metodologia de trabalho, utilizou-se a pesquisa de campo com abordagem qualitativa do tipo pesquisa ação, após aprovação pelo Comitê de Ética e Pesquisa do Hospital Universitário Antônio Pedro e autorização da secretaria de saúde do município em questão. Os dados foram coletados a partir de documentos oficiais do município, entrevistas semiestruturadas com trabalhadores da gestão e da estratégia saúde da família e observação participante em duas unidades de atenção básica. Os sujeitos participantes foram gestores/responsáveis pela condução de processos institucionais de EPS na região/município e profissionais da estratégia de saúde da família. Os documentos pesquisados foram o Plano Municipal de Saúde, período 2011-2013, a Ata da VIII Conferência Municipal de Saúde (2013) e os registros das atividades institucionais para profissionais de saúde. Observou-se que, embora os documentos relativos ao Plano Municipal de Saúde e a VIII Conferência Municipal de Saúde tenham mencionado a necessidade de formação dos profissionais de saúde, a EPS foi pouco abordada no movimento institucional, sendo a capacitação predominante. Os dados referentes às entrevistas apresentaram a EPS na perspectiva da construção de espaços formais de cursos, palestras ou reuniões. Em contrapartida, a observação participante apresentou a EPS com outro formato: sem nome, horário definido e como expressão da inventividade dos trabalhadores. A analise dos dados das entrevistas possibilitou a elaboração de duas categorias que refletem tanto a expressão da EPS no município, quanto as potencialidades e dificuldades na construção de espaços de EPS. O estudo conclui apontando para a criação de um espaço de EPS [Grupo EPensando], capaz de abarcar tanto os movimentos institucionais, como a riqueza criadora e inventiva de encontros potentes entre os trabalhadores da atenção, gestores e usuários dos serviços de saúde
metadata.dc.description.abstractother: The Permanent Education in Health (EPS) and its expression in local practices is the subject of this study. This research aimed to study such expression in a part of Middle Paraíba region, in State of Rio de Janeiro, taking into account the institutional and inventive movements under the theoretical framework of Paulo Freire and Adolfo Sanchez Vasquez and linked with the poetry of Manoel de Barros. Three questions guided the study: Which municipal pedagogical conceptions predominate in proposals and institutional training activities; how the workers and the management of primary health care conceive and practice the EPS in city, under the institutional and inventive perspectives; and how to produce inventive social dynamics with participating subjects. As a working methodology, we used field research with qualitative research approach and an action-type study, after the approval by the Research Ethics Committee of the Antonio Pedro University Hospital and authorization of the health department of the city in question. Data were collected from official documents of the city, semi-structured interviews with workers or managers of Family Health Strategy program and participant observation in two primary care units. Participants were managers and part of the staff in charge for conducting EPS institutional processes in the region/city and professionals from Family Health Strategy. The Municipal Health Plan from 2011 to2013, the Minutes of the Eighth Municipal Health Conference (2013) and records of institutional activities for health professionals were the documents studied. We observed that although the documents relating to the Municipal Health Plan and the 8th Municipal Health Conference have mentioned the need for training of health professionals, EPS has been little addressed in the institutional movement, being the predominant training.The data relating to interviews presented the EPS into the perspective of building formal spaces for courses, lectures or meetings; however, participant observation presented another format of EPS: with no name or time defined as an expression of workers’ creativity. The analysis of the interview data allowed the creation of two categories that reflect the expression of EPS in the municipality, and the potential and difficulties in building EPS spaces. The study concludes by pointing to the creation of an area of EPS [EPensando Group] that could encompass both institutional movements as creative and inventive wealth of the powerful encounters between the health care professionals, managers and users of the services.
URI: https://app.uff.br/riuff/handle/1/876
Appears in Collections:MPES - Teses e Dissertações

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Eluana Borges Leitão de Figueiredo.pdf1.5 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.