Please use this identifier to cite or link to this item: https://app.uff.br/riuff/handle/1/8771
Title: Extensão Universitária na UFF: uma análise crítica no campo da saúde com foco na formação
Authors: Silva, Antonio Fernando Lyra da
metadata.dc.contributor.advisor: Ribeiro, Carlos Dimas Martins
metadata.dc.contributor.advisorco: Silva Junior, Aluísio Gomes da
metadata.dc.contributor.members: Ribeiro, Carlos Dimas Martins
Silva Júnior, Aluísio Gomes da
Henriques, Regina Lucia Monteiro
Rangel, Eva Mila Miranda Sá
Issue Date: 2012
Citation: SILVA, Antonio Fernando Lyra da. Extensão universitária na UFF: uma análise crítica no campo da saúde com foco na formação. 2012. 151 f. Dissertação (Mestrado em Saúde Coletiva) - Universidade Federal Fluminense, Niterói, 2012.
Abstract: A presente dissertação é o resultado das reflexões produzidas a partir das análises de práticas extensionistas no campo da saúde que são realizadas no Programa de Extensão Universitária “Enfermagem na Atenção à Saúde do Idoso e seus Cuidadores” (EASIC). Este é vinculado à Escola de Enfermagem Aurora de Afonso Costa (EEAAC), da Universidade Federal Fluminense. Para tanto, investigou-se a partir das falas e observações dos sujeitos envolvidos (docentes, discentes, profissionais da saúde e idosos/cuidadores), visando a identificar as contribuições para o processo de formação dos profissionais da área da saúde. Para fundamentar o desenvolvimento do estudo, buscou-se confrontar as práticas extensionistas com o processo formativo dos profissionais do campo da saúde, tomando-se por referência acadêmica as Diretrizes da Extensão Universitária no Brasil, que foram definidas pelo FORPROEX, em decorrência do Plano Nacional de Extensão de 1998. Neste sentido, foram estabelecidos três eixos norteadores, que pudessem ser articulados nos espaços de vivências da extensão. O primeiro está relacionado ao cuidado em saúde; o segundo, ao processo formativo, como relação dialógica entre sujeitos; e o terceiro, ao processo formativo, como relação entre prática e teoria. Ao final, o estudo demonstrou que as ações de extensão apresentam enorme potencial para o processo de formação em saúde. No entanto, é preciso que as práticas de extensão sejam desenvolvidas de modo a conciliar a assistência com a indissociabilidade ensino-pesquisa-extensão, ou seja, necessita haver articulação acadêmica e evitar-se o assistencialismo. A extensão amistosa à formação integral dos estudantes é um espaço estruturado em vivências de confrontos da teoria com a prática e com as seguintes características: relacional, dialógico, multiprofissional e compromissado socialmente. E, ainda, o fator subjetividade revelasse como indispensável para a formação em saúde, que objetiva a produção de novas práticas de cuidado
metadata.dc.description.abstractother: This dissertation is the result of reflections produced from the analysis of extension practices in the health field, which are held in the University Extension Program “Nursing in Health Care for the Elderly and their Caregivers” (EASIC).The program is linked to the Nursing School “Aurora de Afonso Costa”, part of Universidade Federal Fluminense (a Brazilian university). To this end, it was investigated from the speech and comments of those who are involved in that program (teachers, students, health professionals and seniors / caregivers), to identify the contributions to the process of health training. To support the development of the study, the extension practices were confronted to the health professionals educational process, taking as reference the academic guidelines of Brazilian University Extension, which were defined by FORPROEX as a result of the 1998 National Extension Plan. So, it was established three guiding principles that could be articulated in the spaces of experiences of the extension. The first is related to health care; the second, to the training process as dialogical relationship between subjects; and the third, to the training process as the relationship between theory and practice. At the end, the study showed that extension actions have huge potential for the process of health education. However, the extension practices need to be developed in a way that combines assistance with the inseparability of education-research-extension. In other words, there needs to be an academic joint and an avoidance of the welfare. The friendly extension to the students’ integral formation is a space structured in meetings of the theory with practice experiments and has the following characteristics: relational, dialogical, multiprofessional and socially committed. And yet, the subjective factor turns out to be essential for the health training, aimed at producing new care practices
URI: https://app.uff.br/riuff/handle/1/8771
Appears in Collections:PPGSC - Teses e Dissertações

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Dissertacao - 74.pdf2.85 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.